Radiola PW – Gramofone

Gramofone é um quadro do programa Intervalo que apresenta clipes musicais com estudantes e professores da escola pública baiana. Neste episódio, os clipes são do professor de História, Carlos Barros, que interpreta a música “Rua da Graça”, composição de Harlei Eduardo e a aluna Caroline Marques, com a música “Chuva da gente”.

A Graça da cidade de Salvador

Oitenta metros acima do nível do mar são a guarida do bairro da Graça na cidade de Salvador.

Árvores e casas habitadas por pessoas da classe média e média alta soteropolitana caracterizam a população do lugar.

Sua história está ligada aos momentos iniciais da colonização quando a região fazia parte da chamada Vila Velha do Pereira, que coincidia com a velha Salvador, da fundação de Tomé de Souza, em 1549.

A Igreja e Abadia de Nossa Senhora da Graça foi construída sob ordem de Catarina Paraguaçu, mulher de Diogo Álvares Correia, o Caramuru, casal famoso como referência dos primórdios da sociedade baiana. A igreja foi fundada em 1535.

Hoje, o bairro ocupa um lugar de destaque como parte da região mais abastada financeiramente e portadora de tradições sobretudo por ter abrigado o Campo da Graça, que foi praça de esportes da cidade na primeira metade do século XX, até a construção do estádio da Fonte Nova.

Entre outras curiosidades, a cantora Gal Costa morou no bairro – na Rua Rio de São Pedro – enquanto jovem e antes de se mudar para o eixo Rio-São Paulo, para seguir carreira nacional.

A Graça, desta maneira, é um dos bairros que emergem como relevantes para a história de Salvador. Como evoca sua relação com Nossa Senhora das Graças, salve a Graça, em Salvador!

Carlos Barros

Professor de História, Arte educador e cantor de música popular.

www.carlosbarroscantor.com

Clique nas imagens abaixo para assistir aos clipes.

 

Gramofone – Rua da Graça

CarlosBarros

Gramofone – Chuva da gente

Chuva

Anúncios

Projetos de professores são selecionados pela TV Anísio Teixeira

Buscando valorizar o professor e seus projetos, a Secretaria da Educação do Estado da Bahia, através do Instituto Anísio Teixeira (IAT) abre espaço para professores da Rede Pública de Ensino, que desejam fazer parte do Programa Intervalo através do quadro “Ser Professor” da TV Anísio Teixeira (TV AT) que será lançado em 2014.

Para participar, o interessado deve preencher o formulário anexado abaixo, com dados sobre o projeto e enviar para o e-mail tv.anisioteixeira@educacao.ba.gov.br até 31 de Março de 2014. Todos os professores das escolas públicas da Rede Estadual de Ensino da Bahia podem enviar seus trabalhos.

O quadro Ser Professor busca dar visibilidade aos projetos feitos por educadores nas escolas públicas da rede estadual, os trabalhos podem abranger todas as áreas do conhecimento. O programa Intervalo pretende selecionar seis projetos, que serão exibidos quando o programa for ao ar.

Conheça o programa – Intervalo é o mais novo programa da TV Anísio Teixeira que começou a ser produzido no mês de maio de 2013, com duração de 15 minutos, tempo do horário do intervalo escolar, por isso a escolha desse nome. A pretensão é que o mesmo seja exibido nas escolas durante o período recreativo.

1554506_760296843999854_1189303505_n (1)

   Banner: IAT/ Unidade de Comunicação

O objetivo maior é que os colegas possam conhecer os projetos e também colocar em prática seus conhecimentos. Ser professor é isso, mostrar o que o professor está fazendo e estimular outros professores a fazerem também”, disse o professor da TV AT, Peterson Azevedo.

A proposta do projeto é mostrar a toda comunidade escolar a importância do trabalho do professor na escola, a qual atinge diretamente na qualidade da formação do aluno, que é a fonte de inspiração dos professores.

A divulgação dos projetos selecionados estará disponível no Portal da Educação até 07 de abril de 2014.

Para mais informações, entre em contato com a TV Anísio Teixeira através do telefone: 71 3116 9038.

Clique aqui e acesse o formulário de inscrição.

 

Fonte:http://educadores.educacao.ba.gov.br/noticias/projetos-de-professores-sao-selecionados-pela-tv-anisio-teixeira

O Blog do Mestre Chassot

Todos(as) nós temos um(a) professor(a) – geralmente mais de um(a)! – que se torna uma espécie de “guru”, um(a) verdadeiro(a) MESTRE(A) (com todas as letras em maiúsculo). Às vezes, a influência desse(a) mestre(a) é tão grande que pode determinar a nossa preferência por esta ou aquela área do conhecimento.

Attico Chassot é um destes MESTRES para muitos(as) professores(as) de Química. Professor há mais de 50 anos, sua biografia pode ser conhecida no seu blog: http://mestrechassot.blogspot.com.br/.

Suas obras são referências nos cursos de formação de professores(as) de Ciências. Destacam-se, entre outras, “Alfabetização Científica”, “A Ciência através dos tempos”, “Para que(m) é útil o ensino”, “A Ciência é Masculina? É sim senhora!” e a mais recente “Memórias de um professor”.

As suas 73 primaveras valorizam ainda mais a sua produção literária e a sua atuação em educação, e sua presença nas mídias sociais têm o vigor e a disposição comparáveis a de qualquer adolescente antenado(a). Sua constante preocupação com os temas sociais da atualidade, sempre respaldado pela História, Filosofia e Sociologia fazem das suas postagens verdadeiras aulas interdisciplinares.

Visitando o seu blog, podemos ler a postagem do dia 05 de dezembro de 2012, cujo título é “Facebook: uma ágora pós-moderna”:

“Atrevo-me a dizer que o Facebook é uma ágora pós-moderna. Recordo, ajudado pela Wikipédia que a Ágora era a praça principal na constituição da pólis, a cidade grega da Antiguidade clássica. Normalmente era um espaço livre de edificações, onde os cidadãos costumavam ir, configuradas pela presença de mercados e feiras livres em seus limites, assim como por edifícios de caráter público. Enquanto elemento de constituição do espaço urbano, a ágora manifesta-se como a expressão máxima da esfera pública na urbanística grega, sendo o espaço público por excelência.”

Assim como uma praça, o “face” é espaço para expressão da política, das paixões, da ciência e de revoluções. A cidadania que tanto almejamos ao educar pode ser construída também neste espaço. Os recursos dos grupos fechados permitem a mediação de disciplinas tanto no nível médio quanto no nível superior.

O curso de Licenciatura em Química da Universidade do Estado da Bahia (Uneb) utiliza este recurso em disciplinas de ensino de Química, inclusive fazendo reflexões sobre este uso. Os recursos que os grupos do Facebook apresentam são muito dinâmicos, constituindo um espaço a mais de formação. Cada grupo aberto com esta finalidade torna-se um ambiente onde os participantes apresentam naturalmente um comportamento mais formal, tendendo ao discurso acadêmico, diferentemente dos comentários fora do grupo, no espaço aberto da mídia social.

Chassot também está presente no Facebook, no endereço https://www.facebook.com/attico.chassot, e sobre isso comenta na mesma postagem do seu blog:

“Se a ágora era penhor de democracia, o Facebook representa isto hoje. Usemo-lo, que vale a pena.” (CHASSOT, 2012)

chassot2 (cópia)

Fonte (imagem): http://www.professorchassot.pro.br/

Texto de Ródnei Souza, professor e colaborador da Rede Anísio Teixeira, Programa de difusão de linguagens e Tecnologias da Informação e da Comunicação da Rede Pública Estadual de Ensino.

15 de Outubro – Dia do (a) Professor (a)

Olá, amigos(as)!

Hoje é de fato uma data mais que especial!

Estamos celebrando o dia daqueles(as) que desempenham um papel determinante para a formação dos sujeitos e consequentemente da sociedade em que está inserido.

Estamos falando do Dia do(a) Professor(a)!

Deixamos aqui a nossa homenagem e agradecimento à todos esse profissionais que não passam pela nossas vidas sem deixar uma contribuição positiva para além da sala de aula.

Um abraço queridos(as) educadores(as)!

I Semana do Professor – O Cuidado Com a Voz

Fala, pessoal!

As atividades exercidas por profissionais ligados(as) à educação, muitas vezes podem contribuir para o surgimento de determinadas doenças. Hoje, queremos convidar vocês a conhecerem um pouco mais sobre os cuidados com a saúde do(a) professor(a).

Sabemos que para os(as) educadores(as) que lidam diariamente com a comunicação em sala de aula, a voz é uma das principais ferramentas de trabalho, não é verdade?

Para garantir uma melhor qualidade da saúde vocal, é necessário que alguns cuidados sejam adotados, visando favorecer o fluir sem muitos esforços no momento da oratória e a prevenção de sérios problemas.

Buscando algumas dicas, que de modo simples contribuam para o bem estar de nossos(as) educadores(as), a equipe do Professor Web indica um vídeo realizado pela TV Anísio Teixeira a respeito desse importante assunto.

Agora que vocês já sabem como proceder, não percam tempo. Façam dos cuidados com a voz parte de suas atividades diárias.

Confiram também outros vídeos realizados pela TV Anísio Teixeira, sobre a saúde do(a) professor(a). Cliquem aqui!

Valeu, galera!

I Semana do Professor – Experiências Exitosas

Olá, pessoal!

O oficio de professor(a) reserva àqueles(as) que se dedicam a esta profissão além da necessidade e capacidade de atualização para acompanhar mudanças estruturais e tecnológicas, inegáveis conquistas.

Ao se engajar em projetos e planos de aulas, o(a) educador(a) visa a aplicabilidade acadêmica dos conteúdos, mas também que estes façam sentido na vida dos(as) educandos(as), de modo a ultrapassar os muros da escola.

Nesse sentido compartilhamos hoje com vocês o boletim dos(as) educadores(as), que tem como objetivo evidenciar práticas que tem dado certo dentro da rede pública de ensino na Bahia, retratando Experiências Exitosas de professores(as) que com muito empenho vem colhendo bons resultados com suas ações dentro das escolas.

Confiram abaixo historias que se confundem com a de muitos(as) educadores(as) em nosso país.

Iniciativa de professor da rede pública beneficia mais de 300 estudantes

Cliquem aqui!

Projeto reduz reprovação de estudantes de português em Feira de Santana

Cliquem aqui!

Poesia estimula ensino de história

Cliquem aqui!

Projeto incentiva aluno a descobrir potencialidades profissionais

Cliquem aqui!

Parabenizamos a todos(as) que em suas lutas diárias, seja nas salas de aula ou nos centros de pesquisas, fazem a diferença na sociedade, bem como na valorização da categoria.

Abraços, colegas!

*O Boletim dos(as) Educadores(as) é uma ação de valorização do(a) professor(a) desenvolvida pela Secretaria da Educação da Bahia em parceria com o Instituto Anísio Teixeira.

Colaborou: Neise Silva – Jornalista

CAPITAL BAIANA SEDIA IMPORTANTES ENCONTROS NA ÁREA DO ENSINO DE QUÍMICA

Olá, turma!

Aconteceram em Salvador, entre os dias 17 e 20 deste mês, dois eventos importantes para o ensino e a educação em química: o XVI Encontro Nacional de Ensino de Química (ENEQ) e o Encontro de Educação Química da Bahia (EDUQUI), este em sua décima edição. Organizados por diversas instituições de Ensino de todo o Brasil, os encontros foram sediados no campus de Ondina da Universidade Federal da Bahia (UFBA).

Durante quatro dias cerca de duas mil pessoas, entre docentes, universitári@s e profissionais da educação em química se reuniram para trocar ideias, trabalhos e experiências sobre a área de ensino de química no Brasil e na Bahia, fortalecendo o diálogo entre os diversos grupos e as linhas de pesquisa no tema e contribuindo para a melhoria da formação d@s educador@s.

Para o professor do Instituto de Química da UFBA e coordenador do XVI ENEQ e do X EDUQUI, José Luis Silva “o ensino de química creseu em quantidade de pessoas, em número de trabalhos realizados, em quantidade de cursos de pós-graduação – não só na área de química mas em ciências, como um todo – e a qualidade dos trabalhos também cresceu bastante com o aprimoramento das teorias desenvolvidas no Brasil”. Ainda segundo ele “a Bahia não está entre os maiores centros, que estão no sul e sudeste do país, bem como as universidades mais fortes, mas nós temos aqui um grupo relativamente numeroso, presente nas instituições universitárias de ensino e pesquisa, tanto nas federais quanto nas estaduais”.

O professor salienta também a importancia dos encontros para a Bahia: “Um evento como esse mostra para as pessoas daqui, que não tem podido viajar para participar de outras edições do encontro, o tamanho da comunidade do ensino de química, a diversidade de temas, e isso vai abrindo horizontes, despertando interesses”.

Conversamos também com um dos participantes deste verdadeiro intercâmbio de conhecimentos, o estudante José Elias dos Santos, que cursa licenciatura em química no Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco (IFPE) e que nos contou com entusiasmo o que achou dos encontros: “O ensino de química avançou, tem havido um bom desempenho na área, que se reflete no melhor aprendizado da disciplina. Participei de um mini-curso sobre química na cozinha onde pudemos aprender que a química não é, como a maioria das pessoas pensa, um bicho-de-sete-cabeças: ela é simples, e é possível demonstrá-la através dos alimentos”. Ainda segundo José Elias “nós estudantes vamos levando para Pernambuco ótimos resultados e o objetivo é de que tenhamos oportunidade de nos reunirmos novamente não só aqui, mas em outros estados que sediem novos encontros de química.”

A equipe do Professor Web marcou presença nos encontros realizando a cobertura das atividades, apresentando os conteúdos digitais educacionais produzidos pel@s educomunicador@s da Rede Anísio Teixeira e fortalecendo ainda mais a interação com a comunidade escolar baiana, nossa permanente inspiração.

Vejam aqui algumas fotos do evento

Abraços e até a próxima, pessoal!