Arte cinética ou o cinetismo

Você já ouviu falar em Arte Cinética?

A arte cinética ou o cinetismo refere-se a uma corrente na área das artes plásticas que elabora formas e efeitos visuais para gerar movimento ou ilusão óptica.

Os artistas mais destacados nesta corrente são: Marcel Ducham (1887-1968), Alexander Calder (1898-1976), Jean Tinguely (1925), entre outros.
Basicamente o conceito de cinético está ligado ao que expressa movimento, esse termo esteve presente no Manifesto Realista de Antoine Pevsner, escultor que viveu de 1886 a 1962, e de Naum Gabo, escultor russo construtivista. Na Argentina, a revista “Madí” de 1946, também buscou atestar sobre essa expressão artística.
Um desafio interessante é promover a interdisciplinaridade entre a arte e as ciências, em especial, a Física e a Química.
Vários experimentos apresentam um efeito visual que pode causar ao observador o mesmo efeito que um artista pode buscar na sua obra.

Emoções, curiosidade, estímulo aos sentidos e ilusões podem ser o resultado da observação de um experimento.
Com materiais simples podem ser desenvolvidos vários experimentos com efeitos artísticos envolvendo o movimento. Alguns vídeos disponibilizados no Youtube mostram como fazer alguns experimentos:

  • Como fazer lâmpada de lava com sal

<https://www.youtube.com/watch?v=AbwjuQoNWps>

  • A quase lâmpada de lava

<http://www.youtube.com/watch?annotation_id=annotation_610220505&feature=iv&src_vid=AbwjuQoNWps&v=TU4aS5KgVxU>

  • Degelo colorido

<http://www.youtube.com/watch?annotation_id=annotation_3120846483&feature=iv&src_vid=AbwjuQoNWps&v=Eg5ZQuSeCto>

  • Faça leite psicodélico com corante e detergente:

<http://www.youtube.com/watch?v=8dY3jRUPGXI>

  • Pasta de dente de Elefante

<https://www.youtube.com/watch?v=PygjKCTcwqY>

O que explica os fenômenos apresentados nos vídeos?
Quais as interações que existem entre os componentes das misturas apresentadas nos vídeos?
Outras misturas podem resultar em fenômenos semelhantes?
Todos esses experimentos podem ser considerados “Arte”? Segundo a professora de História da Arte da UFBA, Mariela Brazon, sim! Só é preciso que o autor declare a obra como artística. Até mesmo a irreversibilidade dos fenômenos que resultaria em uma obra que tem início e fim, ou seja, em alguns casos, o fenômeno teria que ser reiniciado com novos materiais e duraria por pouco tempo, é uma possibilidade dentro do campo das artes. É a arte Efêmera!
Efêmera (em inglês, Ephemera) é uma matéria impressa ou escrita transitória, que não é feita com a intenção de que seja guardada ou preservada por longo período. A palavra deriva do grego, significando coisas que não duram mais do que um dia. (Fonte: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Ef%C3%AAmera_%28arte%29>)

Visite o AEW e busque pela sequencia didática: Arte Cinética e Ciências. Ou acesse a sequência diretamente pelo link:
http://ambiente.educacao.ba.gov.br/conteudos-digitais/conteudo/exibir/id/2343

A simples observação dos fenômenos nos experimentos pode levar a muitas perguntas que levam a muitos conhecimentos e muitas sensações. Então, mostre aos colegas, aos professores, aos parentes e aos amigos como a Arte e a Ciência podem ser complementares e tornar a aprendizagem uma experiência emocionante.

Anúncios

Artes Visuais Estudantis – Ave

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia realiza, desde 2008, o projeto Artes Visuais Estudantis (Ave), experiência pioneira de caráter educativo, artístico e cultural, como parte integrante das políticas culturais para a juventude estudantil, para a promoção das diversas linguagens artísticas no currículo escolar.

O Ave foi concebido para envolver os estudantes da 5ª série do ensino fundamental à 3ª série do ensino médio e equivalentes (EJA – Educação de Jovens e Adultos, Ensino Normal e Tecnológico), assim como professores de Língua Portuguesa, Arte e disciplinas afins, os coordenadores pedagógicos, os técnicos e diretores das escolas e das Diretorias Regionais de Educação (Direc), em um clima de integração e de participação.

Essa experiência tem revelado as múltiplas faces e os traços da diversidade sociocultural e artística da nossa terra expressam os olhares, a imaginação, a alma e as expressões dos estudantes da Bahia. As obras dos estudantes são o retrato dos sentimentos e das visões da criação, da liberdade de caminhos e horizontes. As artes visuais estudantis revelam os seus autorretratos e suas histórias vividas com toda expressão do colorido da vida.

Objetivos

•    Interagir com a juventude por intermédio das linguagens artísticas.
•    Explorar o potencial educativo, estimulando a criação de obras de artes visuais no ambiente escolar, assim como a valorização das expressões culturais regionais.
•    Promover um ambiente educacional, no qual a cultura, a arte e a educação se expressem em sintonia.
•    Estimular o processo de embelezamento e estetização da escola e da vida.
•    Promover exposições das obras de arte estudantis nos contextos escolares.
•    Estimular a produção artística, buscando compreender a obra de arte como objeto de ampliação do conhecimento, assim como instrumento de mudanças.

Unidade Responsável
Sudeb / Diretoria de Projetos Especiais/Coordenação de Projetos Intersetoriais –Telefones: (71) 3115-9004/9189

Fonte:http://www.educacao.ba.gov.br/node/312