Jornada Pedagógica 2013

Olá, educadores(as) e amig@s!

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia realiza a Jornada Pedagógica 2013 em todas as unidades escolares da rede, entre os dias 1º e 2 de abril, nos turnos diurno e noturno, sob o tema “Fortalecer as Aprendizagens com a Articulação dos Projetos Estruturantes. A Jornada reúne os educadores nas suas respectivas unidades, constituindo um espaço coletivo de organização do trabalho pedagógico. O objetivo é consolidar o planejamento para o ano letivo de 2013, a partir da reflexão sobre o desempenho da escola e do estabelecimento de ações e metas para melhoria dos processos de ensino e de aprendizagem dos estudantes.

PW-Jornada-Pedagogica-2013-POST

O planejamento para o ano letivo definido na Jornada Pedagógica será acompanhado pelo Projeto de Monitoramento, Acompanhamento, Avaliação e Intervenção Pedagógica (Paip), que estrutura a gestão pedagógica colaborativa e faz o acompanhamento às unidades escolares (por meio dos Nupaip Regionais de todas as Diretorias Regionais de Educação).

Programação completa e mais informações da Jornada Pedagógica 2013, acessem o Portal da Educação da Bahia – Cliquem aqui!

Fonte: http://www.educacao.ba.gov.br/

Anúncios

I Semana do Professor – Experiências Exitosas

Olá, pessoal!

O oficio de professor(a) reserva àqueles(as) que se dedicam a esta profissão além da necessidade e capacidade de atualização para acompanhar mudanças estruturais e tecnológicas, inegáveis conquistas.

Ao se engajar em projetos e planos de aulas, o(a) educador(a) visa a aplicabilidade acadêmica dos conteúdos, mas também que estes façam sentido na vida dos(as) educandos(as), de modo a ultrapassar os muros da escola.

Nesse sentido compartilhamos hoje com vocês o boletim dos(as) educadores(as), que tem como objetivo evidenciar práticas que tem dado certo dentro da rede pública de ensino na Bahia, retratando Experiências Exitosas de professores(as) que com muito empenho vem colhendo bons resultados com suas ações dentro das escolas.

Confiram abaixo historias que se confundem com a de muitos(as) educadores(as) em nosso país.

Iniciativa de professor da rede pública beneficia mais de 300 estudantes

Cliquem aqui!

Projeto reduz reprovação de estudantes de português em Feira de Santana

Cliquem aqui!

Poesia estimula ensino de história

Cliquem aqui!

Projeto incentiva aluno a descobrir potencialidades profissionais

Cliquem aqui!

Parabenizamos a todos(as) que em suas lutas diárias, seja nas salas de aula ou nos centros de pesquisas, fazem a diferença na sociedade, bem como na valorização da categoria.

Abraços, colegas!

*O Boletim dos(as) Educadores(as) é uma ação de valorização do(a) professor(a) desenvolvida pela Secretaria da Educação da Bahia em parceria com o Instituto Anísio Teixeira.

Colaborou: Neise Silva – Jornalista

Secretaria apresenta metodologia para ciências da natureza

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia reúne educadores das escolas estaduais e professores universitários em um “Um Dia de Ciência” para lançamento do livro Bahia, Brasil – Espaço, Ambiente e Cultura. O encontro acontece dia 14 de agosto, das 10 às 17 horas, no Instituto Anísio Teixeira, em Salvador. A programação inclui uma mostra dos trabalhos premiados na Feira de Ciências da Bahia e um workshop sobre ensino de ciências, com professores universitários dos cursos de licenciatura em química, física, biologia e geografia das instituições públicas estaduais e federais de Ensino Superior da Bahia, formadoras de boa parte dos professores das escolas estaduais.

O momento do “Dia de Ciência” mais esperado pelos participantes é a apresentação do livro Bahia, Brasil – Espaço, Ambiente e Cultura, material que renova a metodologia de ensino e de aprendizagem dos conteúdos das ciências da natureza na educação básica, especialmente no que diz respeito à alfabetização científica e tecnológica dos estudantes. Um exemplar do livro será distribuído a cada estudante da 5ª a 8ª série do ensino fundamental, em sua maioria com idades entre 10 e 14 anos. Os professores receberão, além do livro, uma mídia digital com conteúdos exclusivos relacionados ao território de identidade no qual atuam. Eles participarão de encontros de formação para orientar o uso  do recurso em sala de aula.

Valorização da identidade baiana – Concebida pela Secretaria da Educação do Estado, a obra traz uma combinação inédita de textos e imagens, associando conhecimentos de história, geografia, física, química e biologia que privilegiam aspectos do meio ambiente e da cultura da Bahia. A biodiversidade, a identidade e os grupos étnicos que caracterizam o Estado são alguns dos assuntos apresentados no livro. Dentre outras situações, as abordagens contemplam noções de economia, patrimônios, cuidados com a saúde, ecossistemas, sustentabilidade, aquecimento global e história geológica do planeta.

A escolha do conteúdo foi fundamentada em pesquisas realizadas junto ao meio acadêmico e outras secretarias de governo da Bahia. Os professores da rede estadual também atuaram como colaboradores sugerindo temáticas de interesse comum, a exemplo do fenômeno da seca, recorrente em cidades do interior do Estado, bem como características climáticas e preservação de espécies nativas.

A contextualização da aprendizagem ganha apoio de elementos da cartografia como imagens de satélite, mapas, gráficos, infográficos e ilustrações que enchem de cores e enriquecem a leitura interdisciplinar. O texto reconhece e valoriza as experiências do cotidiano, exaltando a consciência de que as vivências do aluno são a base para aprender, em acordo com as ideias de Anísio Teixeira.

O assessor especial para assuntos de currículo da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, Nildon Pitombo, enfatiza que “a sugestão dos conteúdos do novo livro é radicalmente diferente do programa convencional dos livros didáticos”. Para Pitombo, o grande mérito da produção é a sua capacidade de motivar o estudo e de apresentar ao estudante a importância de compreender as ligações entre os fenômenos da natureza e os da cultura. “Isso possibilita e estimula a construção de uma rede de saberes que explica acontecimentos cotidianos e aprofunda o cuidado com o meio ambiente, nosso patrimônio natural. É a essência de uma boa alfabetização científica”, conclui o assessor.

Acesso ao conhecimento científico – A elaboração e distribuição do material integram as ações do Programa Todos pela Escola que estabelece dez compromissos para melhorar o desempenho dos estudantes nas escolas estaduais. Esta ação está especialmente voltada para o cumprimento do compromisso número oito (Inovar e diversificar os currículos escolares, promovendo o acesso dos estudantes ao conhecimento científico, às artes e à cultura).

Fonte: http://www.educacao.ba.gov.br/node/3512