Guia do Enem começa a ser distribuído na próxima semana

O guia da redação do Enem 2012 começará a ser distribuído na próxima semana. Lançado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) em 30 de julho, o manual visa a ajudar os candidatos que farão as provas nos dias 3 e 4 de novembro. Ele já está disponível para download no site do Inep, mas seguirá para as escolas públicas para que os professores possam utilizá-lo no treinamento dos alunos em sala de aula. Os candidatos que solicitaram atendimento especial, como prova ampliada e braille, também vão receber o guia.

Foto: Claudionor Jr. Ascom/Educação

Produzido ao custo de R$ 2 milhões, o guia contém uma orientação diferente do edital que define suas regras. A divergência é nos critérios de anulação da redação e pode provocar confusão.

No manual, há a informação de que o “desrespeito aos direitos humanos” é motivo para atribuir nota zero ao texto. Mas isso não está entre os motivos para anulação elencados no edital. O respeito aos direitos humanos está apenas entre os critérios de avaliação – sem que isso possa zerar.

O Ministério da Educação (MEC) argumenta que não há contradição, mas uma diferença de objetivos. O edital explicitaria as situações em que o estudante terá nota zero, enquanto o guia detalha “que um critério decisivo para a avaliação da redação é o respeito aos direitos humanos”.

Clique aqui para baixar o guia da redação do Enem.

Fonte: http://www.educacao.estudantes.ba.gov.br/node/3603

Anúncios

Curso de Prevenção do Uso de Drogas para 70.000 Educadores de Escolas Públicas

A Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (SENAD), do Ministério da Justiça em parceria com Secretaria de Educação Básica do Ministério da Educação (MEC) lançam a 5ª edição do Curso de Prevenção do Uso de Drogas para 70.000 Educadores de Escolas Públicas. O Curso é totalmente gratuito e executado pelo PRODEQUI/PCL/IP da Universidade de Brasília – UnB. Esta oferta é parte integrante do Plano “Crack, é possível vencer”, que no eixo prevenção prevê ampla capacitação para profissionais das redes de educação, segurança pública, saúde e assistência social, além de conselheiros e lideranças comunitárias e religiosas.

 

Todo o processo de inscrição e seleção deve ser acompanhado no site: educadores.senad.gov.br

 

Requisitos obrigatórios para inscrição

 

1)Ser educador efetivo ou temporário de Escola Pública estadual, municipal ou do Distrito Federal do ensino fundamental ou médio de todo o Brasil, em exercício em unidades de ensino;

 

2) Realizar inscrição on-line no período determinado (2 a 15 de Julho) e confirmá-la se selecionado.

 

Critérios de classificação: As 70 mil vagas serão preenchidas obedecendo aos seguintes critérios de prioridade:

 

1)Escolas das Unidades Federativas pactuadas no Plano “CRACK, é possível vencer!”

 

2) Grupos de no mínimo 5 e no máximo 10 educadores cursistas por escola;

 

3) Escolas que tenham inscrito membros da gestão administrativa e/ou pedagógica (direção, coordenação pedagógica, orientação educacional, administração escolar, supervisão escolar, entre outros);

 

5) Escolas inseridas em Programas do MEC, tais como: PSE (Programa Saúde na Escola), SPE (Projeto Saúde e Prevenção nas Escolas), Programa Mais Educação, Programa Educação Integral, Programa Ensino Médio Inovador, Programa Escola Aberta e outros. Período do curso: agosto /2012 a abril /2013 Objetivo do curso: formação de educadores das escolas públicas para elaboração e implementação coletiva de um projeto de ações preventivas para a escola, contribuindo com o fortalecimento da comunidade escolar na prevenção ao uso de drogas. Metodologia/ Material pedagógico: curso à distância, oferecido em plataforma moodle, composto de 5 módulos, com tutoria virtual no período de 8 meses do curso.  Cada cursista receberá um Kit individual de material pedagógico, composto de livro-texto e DVD. Condições pedagógicas exigidas pelo curso: os educadores inscritos deverão ter acesso à Internet e disponibilidade semanal para estudo e realização das atividades exigidas pelo curso, com apoio institucional para a realização do projeto de prevenção do uso de drogas da escola.

Certificação: os educadores cursistas aprovados receberão Diploma de Curso de  Extensão Universitária, de carga horária de 180 horas, emitido pela Universidade de Brasília – UnB.

 

INFORMAÇÕES E DÚVIDAS:

Prodequi – Universidade de Brasília

O telefone de contato para dúvidas de inscrições dos cursistas será (61) 3107-8912, e o e-mail: tirandoduvidas.prodequi@gmail.com.

SISU – UNEB oferta 245 vagas pelo sistema de seleção do MEC; inscrições iniciam dia 18

As inscrições para a segunda edição de 2012 do Sistema de Seleção Unificada (SiSU), do Ministério da Educação (MEC), vão ter início na próxima segunda-feira (18).

Por meio do SiSU, a UNEB vai ofertar, neste segundo semestre, 245 vagas para 26 opções de cursos em 12 campi da universidade na capital e no interior do estado. Desse total, a universidade reserva 87 oportunidades para candidatos negros oriundos da rede pública de ensino e 26, com o caráter de sobre vagas, para indígenas, de acordo com o edital do processo seletivo.

Os interessados podem escolher gratuitamente por até duas opções de cursos oferecidos pela UNEB. As inscrições deverão ser realizadas até o dia 22 de junho, exclusivamente pelo site http://sisu.mec.gov.br.quadro

“O SiSU se institui como uma alternativa mais inclusiva e democrática, pois, além das inscrições serem gratuitas, os estudantes não precisam se deslocar para realizá-las”, ressalta Jairo Sá, gerente de seleção discente da Pró-Reitoria de Graduação (Prograd) da UNEB.

A seleção dos inscritos será realizada de acordo com o desempenho obtido no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2011. A primeira chamada de candidatos selecionados será divulgada no próximo dia 25. A matrícula na universidade irá acontecer nos dias 28 e 29 também deste mês.

Os interessados podem consultar as vagas disponíveis, o termo de participação da UNEB no SiSU, informações sobre os cursos e turnos das aulas, além dos documentos necessários para matrícula, no site www.uneb.br/sisu.

A UNEB vai ofertar este ano 1.184 vagas pelo Sistema de Seleção Unificada do Ministério da Educação (MEC), o que corresponde a 22% das 5.403 vagas para cursos presenciais oferecidas pela universidade anualmente.

Informações: Prograd/Campus I – tel. 0800-071-5000.

Imagem (home): Divulgação

Danilo Oliveira
Núcleo de Jornalismo
Assessoria de Comunicação

Fonte: http://www.uneb.br/salvador/dch/comunicacao-social-rp/2012/06/14/uneb-oferta-245-vagas-pelo-sistema-de-selecao-do-mec-inscricoes-iniciam-dia-18/

ENEM 2012 – Inscrições para o exame começam nesta segunda

Estudantes interessados em participar da edição 2012 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) poderão se inscrever no programa a partir das 10h da próxima segunda-feira, 28, até as 23h59 de 15 de junho, no horário oficial de Brasília. O cronograma do exame, que no ano passado teve 5,4 milhões de inscritos, foi anunciado pelo ministro da Educação, Aloizio Mercadante, em entrevista coletiva realizada na tarde desta quinta-feira, 24. O edital para o exame será publicado no Diário Oficial da União nesta sexta-feira, 25.

As inscrições para o exame custam R$ 35,00 e devem ser pagas até o dia 20 de junho, por meio de guia de recolhimento da União (GRU) simples, gerado no ato de inscrição. Caso contrário, a inscrição não será confirmada.

São isentos da taxa de inscrição alunos de escolas públicas que estejam concluindo o ensino médio em 2012. Para isso, sua escola deve estar cadastrada no censo escolar da educação básica e ele deve informá-la no ato da inscrição. Também estão isentos de pagamento aqueles que declararem carência socioeconômica (membros de família de baixa renda) ou estiverem em situação de vulnerabilidade socioeconômica. O pedido de isenção do pagamento da taxa somente poderá ser feito por meio do sistema de inscrição.

A nota do Enem pode ser utilizada para o ingresso do participante em universidades públicas, por meio do Sistema de Seleção Unificado (Sisu). Também servirá para que o estudante se beneficie do Programa Universidade para Todos (ProUni), obtenha o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) ou participe do programa Ciência Sem Fronteiras. Além disso, os participantes maiores de 18 anos que ainda não terminaram a escolarização básica podem participar do Enem e pleitear a certificação no ensino médio junto a uma das instituições que aderirem ao processo – secretarias estaduais de educação, os institutos federais e os centros federais. A lista das instituições certificadoras está no edital do Enem 2012.

Para o ministro da Educação, o exame é uma importante peça na política educacional brasileira.  “O Enem é peça estruturante do sistema de ensino superior do Brasil, porque na realidade ele é o grande instrumento de avaliação do mérito e desempenho dos alunos”, disse. Mercadante destacou que um dos focos do Ministério da Educação é quanto à lisura do exame. A segurança do Enem passou de 1.200 itens para 3.439 itens.

Entre as mudanças para a edição 2012, estão a correção da redação, que passa a ter mais mecanismos de controle, e a nota mínima para certificação de conclusão de ensino médio, que passa de 400 para 450 pontos em cada área do conhecimento. Na redação está mantido o mínimo de 500 pontos.

 

                                                                                            Inscrições: clique aqui!

Continue Lendo “ENEM 2012 – Inscrições para o exame começam nesta segunda”

Escolas têm até o dia 12 de maio para aderir ao Mais Educação

Aulas de arte, esportes, matemática, português. O Programa Mais Educação amplia o ensino nas escolas públicas brasileiras e já é uma realidade para 2,8 milhões de estudantes da educação básica.  Até 12 de maio, escolas, secretarias municipais e estaduais de educação podem fazer a adesão ao programa, no portal do Ministério da Educação.

São 29.308 escolas na lista de pré-selecionadas pelo MEC, mas a adesão deve ser feita pelos gestores. A meta é ampliar o programa para 30 mil escolas em 2012, inclusive unidades situadas em áreas rurais. O Mais Educação aumenta a jornada diária para o mínimo de sete horas. Além de atividades artísticas e esportivas, é obrigatório reservar uma hora para acompanhamento pedagógico.

A Escola Professora Rilza Maria Daniel do Nascimento já fez a adesão e espera iniciar o projeto ainda em 2012. A escola, que atende crianças até o quinto ano do ensino fundamental, fica em Tarauacá (AC), cidade de 38 mil habitantes a 450 quilômetros de Rio Branco. Aulas de pintura, canto coral, rádio escola e banda fanfarra compõem o plano escolar do Mais Educação. “É uma oportunidade para os nossos alunos em dificuldade desenvolverem mais habilidades, aprenderem mais”, diz a diretora Maria Elmira Daniel.

A redução da evasão escolar e da repetência já é observada em escolas que aderiram ao Mais Educação há mais tempo. Em Santo Amaro (BA), a uma hora de Salvador, o programa já é realidade em 14 escolas municipais e duas estaduais. “É gratificante ver o melhor rendimento dos alunos na escola e o entusiasmo deles para participar de novas atividades. As famílias também se aproximaram da escola”, conta Tânia Regina Santos, coordenadora do Mais Educação no município.

As aulas de capoeira, maculelê e samba de roda são as mais procuradas e as apresentações extrapolam o pátio da escola. “Os meninos se apresentam na praça central de Santo Amaro e em cidades vizinhas”, diz a coordenadora. Segundo ela, todas as 25 escolas rurais do município pré-selecionadas para o Mais Educação farão a adesão ao programa.

Clarissa Jenifer, 14 anos, é aluna do sétimo ano do Centro de Ensino Municipal São José, em Santo Amaro. A menina, que tinha dúvidas em matemática e acabou sendo reprovada há dois anos, atualmente é aluna dedicada do Mais Educação e descobriu que adora o teatro, uma das atividades oferecidas pelo programa na escola. “As aulas ajudam no desempenho da leitura, na interpretação do texto. É preciso entender o que se leu para interpretar”, diz a menina, que sonha em ser atriz.

Para as escolas pré-selecionadas, o acesso ao Sistema de Informações Integradas de Planejamento, Orçamento e Finanças do MEC (Simec) ocorre por meio de senha, fornecida pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Ao aderir, além de informar quantos estudantes serão atendidos, o gestor escolar pode relacionar até seis atividades, escolhidas em uma lista disponível na página eletrônica do programa.

Os dirigentes escolares que tiverem dúvidas ou dificuldades para preencher as informações no Simec podem pedir esclarecimentos pelos telefones (61) 2022-9175, 2022-9176, 2022-9174, 2022-9184, 2022-9211, 2022-9212 e 2022-9181.

Mais Educação deve ter presença dobrada nas Escolas Públicas

O Programa Mais Educação já é uma realidade para 2,8 milhões de estudantes em todo o Brasil. Até 15 de abril, escolas e secretarias municipais e estaduais de educação pré-selecionadas podem fazer a adesão no portal do MEC. O Mais Educação foi lançado em 2008 e hoje está em 15 mil escolas públicas. Este ano, a meta é incluir mais 15 mil escolas, sendo 5 mil da zona rural.

As escolas que integram o programa passam a adotar jornada diária com no mínimo sete horas. Entre os 10 macrocampos de conhecimento oferecidos pelo programa, a escola pode escolher seis, sendo um deles obrigatório, que é o acompanhamento pedagógico. Em geral, as escolas escolhem uma atividade educativa complementar na área de artes e cultura ou esportes.

“Nós não queremos ampliar o tempo das crianças da escola para que outros saberes povoem a vida delas e encubram o não aprendizado daquilo que é fundamental, que é o aprendizado da leitura, da escrita, de cálculos”, ressalta Jaqueline Moll, diretora de currículos e integração integral da Secretaria de Educação Básica (SEB) do MEC.

Podem fazer a adesão as escolas que atendam estudantes de famílias de maior vulnerabilidade social e estejam na lista das pré-selecionadas pelo MEC. A adesão é feita na internet pelo Sistema de Informações Integradas de Planejamento, Orçamento e Finanças do MEC (Simec).

Vantagens – O Mais Educação é realidade desde 2009 na Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Ruth Rosita de Nazaré Gonzales, em Belém, no Pará. Duas vezes por semana, os alunos têm três horas a mais de atividades na escola, incluindo acompanhamento pedagógico em matemática e português.

Estudantes das universidades estadual e federal do Pará são responsáveis pelas aulas de reforço, orientadas pelos professores regulares. “O Mais Educação trouxe grandes vantagens para a escola, como por exemplo, mais recursos pedagógicos. E já observamos melhoria no processo de ensino-aprendizagem, com menos repetência e redução da evasão escolar”, afirma a diretora Márcia Ruiz. Entre as atividades extras, há aulas de futebol, de coral e de banda escolar.

“Estamos vivendo o trânsito de uma educação centrada em turnos para uma educação de dia inteiro, que é o modelo de países que tanto admiramos. É preciso pensar em um tempo alargado de permanência das crianças na escola como um legado do país para as próximas gerações ”, afirma Jaqueline Moll.

Fonte: http://www.educacao.escolas.ba.gov.br/node/3248

Enem 2011- MEC divulga resultado

Já estão disponíveis no site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) os resultados do Enem de 2011. O resultado individual pode ser conferido pelo candidato na página do exame na internet. É necessário informar CPF e senha. Também é possível consultar o resultado com a apresentação do número de inscrição e senha. Caso não se recorde da senha, o estudante pode recuperá-la no próprio sistema, mediante informação de CPF. A senha será encaminhada por e-mail ou mensagem SMS.

Fonte:http://portal.inep.gov.br/visualizar/-/asset_publisher/6AhJ/content/acesso-para-consulta-na-internet-estara-liberado-a-partir-de-segunda-feira

Programa Ciências sem Fronteiras – Bolsas de estudos no exterior

A presidenta da República, Dilma Rousseff, assinou, na manhã de terça-feira, 13, no Palácio do Planalto, decreto que regulamenta o Programa Ciências sem Fronteiras e lançou as chamadas para concessão de 13 mil bolsas de estudos no exterior. O programa dará prioridade a estudos ligados às ciências básicas (matemática, física, química e biologia), engenharias e cursos tecnológicos. Serão concedidas mais de 100 mil bolsas de estudo no exterior até 2015. A cerimônia contou com a presença dos ministros da Educação, Fernando Haddad; da Ciência, Tecnologia e Inovação, Aloizio Mercadante, e da Casa Civil, Gleisi Hoffman.

O Ciência sem Fronteiras é resultado da ação conjunta dos ministérios da Educação e da Ciência, Tecnologia e Inovação para desenvolver a ciência e a tecnologia no Brasil por meio do intercâmbio de estudantes de graduação e de pós-graduação e da mobilidade internacional de estudantes e pesquisadores. Serão oferecidas aproximadamente 75 mil bolsas pelo poder público e cerca de 26 mil em parceria com instituições particulares, nas modalidades graduação-sanduíche, educação profissional e tecnológica e pós-graduação (doutorado-sanduíche, doutorado pleno e pós-doutorado) nos próximos quatro anos.

O ministro Fernando Haddad destacou que o programa pretende oferecer oportunidades a estudantes de todas as classes. O critério para a seleção será o do mérito acadêmico. “Um dos índices que vamos monitorar e acompanhar é se esse programa está atingindo todas as classes sociais”, disse. “Não queremos fazer como se fazia no Brasil do Império e da República Velha, quando apenas os jovens da elite brasileira eram mandados para a Europa e Estados Unidos.”

Saiba mais:clique aqui!

O Programa – Ciência sem Fronteiras é um programa que busca promover a consolidação, expansão e internacionalização da ciência e tecnologia, da inovação e da competitividade brasileira por meio do intercâmbio e da mobilidade internacional. A iniciativa é fruto de esforço conjunto dos Ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e do Ministério da Educação (MEC), por meio de suas respectivas instituições de fomento – CNPq e Capes –, e Secretarias de Ensino Superior e de Ensino Tecnológico do MEC.

O projeto prevê a utilização de até 75 mil bolsas em quatro anos para promover intercâmbio, de forma que alunos de graduação e pós-graduação façam estágio no exterior com a finalidade de manter contato com sistemas educacionais competitivos em relação à tecnologia e inovação. Além disso, busca atrair pesquisadores do exterior que queiram se fixar no Brasil ou estabelecer parcerias com os pesquisadores brasileiros nas áreas prioritárias definidas no Programa, bem como criar oportunidade para que pesquisadores de empresas recebam treinamento especializado no exterior.

Fonte:http://www.cienciasemfronteiras.gov.br/web/csf/home

Prorrogadas inscrições para o 5º Prêmio Professores do Brasil

As inscrições para o 5º Prêmio Professores do Brasil estão prorrogadas até o próximo dia 15 de outubro. O prêmio, promovido pelo Ministério da Eduação, visa reconhecer o trabalho dos professores das redes públicas e dar visibilidade às boas experiências pedagógicas. Clique aqui para maiores informações sobre o prêmio.

Fonte:http://educacaoprofissionaldabahia.blogspot.com/2011/10/prorrogadas-inscricoes-para-o-5-premio.html