“Vou subindo a ladeira do Pelô”

O verso que intitula este texto está presente na música Ladeira do Pelô, do compositor Betão, lançada pela Banda Mel, em 1987, no disco Força Interior, que trazia também o sucesso Faraó, Divindade do Egito (Luciano Gomes). Na semana de 9 a 13 de agosto, certamente, muita gente terá motivo para dizer: “Vou subindo a ladeira do Pelô”. Isso porque o famoso ponto turístico do Centro Histórico de Salvador será palco da primeira Festa Literária Internacional do Pelourinho (FLIPELÔ). O saudoso escritor Jorge Amado será o homenageado, além de Zélia Gattai e Myriam Fraga, importantes personalidades ligadas à vida do autor de Tieta do Agreste, Capitães da Areia, A Morte e a Morte de Quincas Berro D’Água e tantas outras obras.

Fig. 1: 1ª Festa Literária do Pelô movimentará o famoso ponto turístico. Imagem: divulgação

O evento literário pretende reunir leitores vindos dos quatro cantos da Bahia (e do Brasil!), que estão sedentos por mesas de debates, oficinas, saraus, apresentações teatrais, exibição de vídeos e shows que tenham a arte da palavra como protagonista. A programação está bem diversa e terá nomes como Conceição Evaristo, Mabel Veloso, Paloma Amado (filha de Jorge e Zélia Gattai), José Carlos Capinan, Bule-Bule e Aleilton Fonseca. Veja qual vai ser o seu itinerário para a FLIPELÔ. Quando vir todas as atrações, você dirá: “E eu vou, e eu vou, e eu vou”.

Raulino Júnior

Professor da Rede Pública Estadual de Ensino da Bahia

Anúncios

Cine PW: Capitães da Areia

Salve, salve, turma!

O Cine PW indica hoje o filme “Capitães da Areia”, baseado na obra do escritor Jorge Amado.

Pedro Bala, Professor, Gato, Sem-Pernas, Boa Vida e Dora, personagens imortalizados na obra de Jorge Amado, ganham as telonas do cinema em Capitães da Areia, longa assinado por Cecília Amado, neta do escritos baiano.

Assim como no romance publicado na década de 1930, a narrativa traz a história de um grupo de crianças e adolescentes abandonados por suas famílias que crescem nas ruas de Salvador, praticando assaltos, e fugindo da polícia enquanto lutam para sobreviver.

Liderada por Pedro Bala, a trupe é conhecida por Capitães da Areia pela facilidade que tem de se camuflar sem deixar pistas e sem ser notada. Assim, ao longo de um ano, os garotos encaram diversas aventuras, realizando sonhos e vivendo reais pesadelos.

(fonte: guiadasemana)
 

Ótima sessão, pessoal!

O Cinema e a Literatura se encontram na Mostra Jorge Cine Amado

O Cinema e a Literatura presentes na Mostra Jorge Cine Amado, realizada no dia 27/11/2012, no Cine XIV-Pelourinho, propiciaram o encontro entre a arte de Jorge Amado com a sétima arte dos irmãos Lumière. Nessa oportunidade, estudantes e professores puderam apreciar e discutir o documentário do cineasta João Moreira Sales, que retrata a trajetória do escritor baiano, suas obras, a historicidade da religião afro-brasileira, destacando a repressão sofrida pelos terreiros de candomblé. Destaca-se também a opinião do autor sobre a mestiçagem, os negros, a cultura nascida nas ruas da capital baiana e a Bahia representada fora de Salvador.

Através da exibição do documentário o público pôde assistir ao depoimento de João Ubaldo Ribeiro, Chico Buarque,SONY DSC Zélia Gattai, Gilberto Gil, Caribé, entre outros. Toda a narrativa foi pontuada pela fala do próprio Jorge Amado, ícone da literatura brasileira contemporânea, mestre na arte de escrever e que registra uma literatura universal ao retratar tão fidedignamente a realidade do seu povo.

Após o documentário, foi exibido o filme Capitães da Areia, da cineasta Cecília Amado, baseado na obra de Jorge Amado publicada em 1937. A narrativa destaca a vivência de um grupo de adolescentes em situação de risco, aos quais Jorge Amado denomina “Capitães da Areia”. O destaque dessa obra está no fato de que os meninos são os principais protagonistas. Esse fato por si só promove uma relação de identificação com o público, composto em sua maioria por estudantes. É possível observar a proteção recíproca entre os Capitães da Areia e o terreiro de candomblé e esses laços são apresentados desde o início do filme, que se dá em uma festa em homenagem a Iemanjá. São retratados os conflitos, as relações de solidariedade, a tensão frequente entre as ações do grupo e as punições do Estado.

O filme inova por descrever a cidade Salvador nos anos 30 a partir da perspectiva de meninos de rua entregues a própria sorte, objetos de ações desumanas como o abandono, maus tratos e castigos. Possuem seu próprio código de conduta em grupo e revelam uma vivência rica em experiências que traduzem liberdade e poder. Sobrevivem de furtos, violências contra moradores da cidade alta e jogatinas. Este passado sombrio e violento se constitui ainda no presente vivido por muitas crianças e adolescentes brasileiros do século XXI, em sua maioria de classes sociais menos favorecidas, frequentadores de boca de fumo, menores infratores e transgressores.

A desigualdade, a exclusão e a dominação são marcas presentes na história da criança e adolescente brasileiro que enfrentam problemas que os colocam em situação de risco e ameaçam a sua cidadania. Neste contexto ressaltamos a importância da implantação de políticas públicas efetivas, que venham atender a este público juvenil.

Galeria de fotos: Cliquem aqui!

Texto de Ana Rita Medrado, Cristiane Britto (Produtora de ConteúdosAudiovisuais) e Valdinéia Oliveira, professoras e colaboradoras da Rede Anísio Teixeira, Programa de difusão de linguagens e Tecnologias da Informação e da Comunicação da Rede Pública Estadual de Ensino.

Jorge Cine Amado – Mostra Itinerante de Cinema

Jorge Cine Amado é uma seleção de 06 filmes brasileiros, sendo 04 adaptações de obras literárias de Jorge Amado e 02 documentários sobre o escritor. Os filmes foram dirigidos pelos cineastas Glauber Rocha, Bruno Barreto, Cacá Diegues, João Moreira Salles, Sergio Machado e a estreante Cecília Amado.

Os filmes serão apresentados, em conjunto com palestras e debates, para estudantes da rede pública estadual. Confira a programação e participe!

Filmes:

Programação:

Leiam a matéria!

Saibam mais no blog http://www.jorgecineamado.blogspot.com.br.

Fonte: http://www.educacao.ba.gov.br/jorgecineamado

Centro de Cultura Adonias Filho recebe exposição “100 x 100 – Carybé ilustra Jorge Amado”

De 17 de setembro a 11 de novembro, baianos e turistas podem conferir a exposição no foyer do espaço, com entrada gratuita

 

A exposição “100 x 100 – Carybé ilustra Jorge Amado” entra em cartaz no foyer do Centro de Cultura Adonias Filho, em Itabuna, a partir do dia 17 de setembro até 11 de novembro, com visitação gratuita. A mostra conta com ilustrações que o artista plástico Carybé fez para quatro obras do escritor baiano Jorge Amado: Jubiabá, O Sumiço da Santa, O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá e A Morte e a Morte de Quincas Berro d’Águ.

Solange Carybé, filha do artista plástico, assina a curadoria da exposição e revela que “Carybé e Jorge Amado eram irmãos, por escolha própria e dos orixás, além de compadres. Como artistas, seus temas e interesses também coincidiam”. Como a exposição foi criada em 2011, ano do centenário de Carybé, ela também celebra os 100 anos de Jorge Amado, fazendo uma ponte entre os dois centenários.

SERVIÇO

Evento: Exposição 100 x 100 – Carybé ilustra Jorge Amado
Quando: De 17 de setembro a 11 de novembro
Horário de Visitação: Das 09h às 19h
Onde: Centro de Cultura Adonias Filho
Realização: Secult/BA
Entrada Gratuita

Fonte: http://www.cultura.ba.gov.br/2012/09/10/centro-de-cultura-adonias-filho-recebe-exposicao-%E2%80%9C100-x-100-%E2%80%93-carybe-ilustra-jorge-amado%E2%80%9D/

Papo literário comenta obra de Jorge Amado na Biblioteca Anísio Teixeira

Olá, pessoal!

Essa dica é para vocês que são fãs de Literatura.

Será sem dúvidas, uma ótima oportunidade para conhecer mais sobre essa importante obra literária, além de poder aproveitar esse estudo para futuros vestibulares ou mesmo o ENEM.

A Biblioteca Anísio Teixeira será palco de um papo literário sobre o livro A morte e a morte Quincas Berro Dágua. Nelson Souza, especialista em literatura e educação, conduzirá a palestra que faz parte das comemorações do centenário do escritor Jorge Amado. A palestra acontece no dia 17, às 14h e tem entrada gratuita.

Quando: dia 17/05, às 14h

Onde: Biblioteca Anísio Teixeira

Quanto: Gratuito

Fonte:http://bibliotecapublicafpc.blogspot.com.br/2012/05/dica-cultural-papo-literario-comenta.html?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed:+BibliotecaPblicaDoEstadoDaBahia+(Biblioteca+Pública+do+Estado+da+Bahia)

Mostra de filmes “As Mulheres de Jorge” na Biblioteca Pública do Estado

Nas sextas-feiras, a partir do dia 09/03, é a vez do cinema invadir a Biblioteca, como parte da programação do projeto Mulher em Cena 2012. O público terá a chance de assistir a 04 filmes nacionais inspirados nas obras de Jorge Amado. Uma forma de pensar sobre a representação da mulher baiana na obra do escritor, integrando também as homenagens ao seu centenário. Confira a programação:
Dia 09 – Gabriela (1983)*
Dia 16 – Dona Flor e seus dois maridos (1979)

Dia 23 – Tieta do Agreste (1996)
Dia 30 – Capitães da Areia (2011)
GABRIELA (1983)
Ficha técnica
Título Original: Gabriela, Cravo e Canela
Gênero: Comédia, Romance
Direção: Bruno Barreto
Roteiro: Bruno Barreto, Flávio R. Tambellini, Jorge Amado, Leopoldo Serran
Sinopse
Bahia, 1925. Uma das maiores secas da história do Nordeste leva para Ilhéus Gabriela (Sônia Braga), uma bela retirante que com sua beleza e sensualidade conquista a todos, principalmente Nacib (Marcello Mastroianni), dono do bar mais popular da cidade, que emprega Gabriela para trabalhar em sua casa e com quem tem um caso. O relacionamento dos dois fica tão intenso que eles se casam, mas tudo parece desmoronar quando Gabriela lhe é infiel com o maior conquistador da cidade. Paralelamente, um “coronel” vai ser julgado por ter matado sua mulher com o amante. Os outros “coronéis” acham que ele tem de ser inocentado, pois houve um forte motivo para o crime, mas os tempos mudaram e determinados conceitos do passado estão sendo presentes.
Quando: dia 09, às 15h
Onde: Sala de Projeção Luiz Orlando, 3º andar
Quanto: Gratuito
APOIO: Locadora Vídeo & Cia – Site: http://www.locadoravideoecia.com.br