ENEM: edição de 2015 abre inscrições no dia 25 e provas serão realizadas em outubro

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2015 será realizado nos dias 24 e 25 de outubro. Medidas para reduzir a abstenção, ampliar a segurança e dar mais tranquilidade aos participantes são os destaques do edital do exame, que será publicado na segunda-feira, 18. As inscrições, pela internet, serão abertas às 10h do dia 25 e se estenderão até as 23h59 de 5 de junho próximo, pelo horário oficial de Brasília. O anúncio foi feito nesta quinta-feira, 14, pelo ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, pelo secretário executivo MEC, Luiz Cláudio Costa, e pelo presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), Chico Soares.

Os candidatos isentos de taxa de inscrição que não comparecerem nos dois dias de provas perderão o benefício para a próxima edição. O objetivo da iniciativa é diminuir os índices de abstenção e, com isso, evitar desperdício de dinheiro público. Na edição do ano passado, dos 8.721.946 inscritos, 2.494.477 faltaram aos dois dias de provas — abstenção de 28,6%.

Nos dois dias de exame, os portões nos locais de provas serão abertos às 12h e fechados às 13h (horário de Brasília). A diferença em relação aos exames anteriores é o início das provas, às 13h30. O tempo extra de meia hora será usado para procedimentos de segurança, como revista eletrônica, e para dar tempo a todos os presentes de entrar em sala e guardar os pertences. O período total de duração das provas permanece em quatro horas e meia, no sábado; e cinco horas e meia, no domingo.

Nome — Para aperfeiçoar o atendimento e também evitar fraudes, a inscrição de travestis e transexuais que pretendem ser identificados pelo nome social terá alterações. Esses candidatos devem fazer a inscrição normalmente, no período estabelecido no edital. Para usar o nome social, eles devem encaminhar cópia de documento de identificação, foto recente e formulário disponível on-line, preenchido, entre os dias 15 e 26 de junho, pelo sistema do participante, na página do Enem na internet.

Especiais — Nesta edição, também haverá melhorias no atendimento a pessoas com visão monocular (que enxergam com apenas um dos olhos) e com discalculia (dificuldade ou desabilidade para fazer cálculos matemáticos). Quem tem visão monocular pode pedir prova ampliada e em braile, ledor e transcritor. Candidatos com discalculia podem pedir auxílio de ledor e de transcritor.

Oportunidades  A nota do Enem é usada como critério de acesso à educação superior por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que oferece vagas em 115 instituições públicas, e do Programa Universidade para Todos (ProUni). Além disso, a participação na prova é requisito para receber o benefício do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), participar do programa Ciência sem Fronteiras ou ingressar em vagas gratuitas dos cursos técnicos oferecidos pelo Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec). Estudantes maiores de 18 anos podem obter a certificação do ensino médio por meio do Enem.

Inscrição — Estão isentos da taxa de inscrição os concluintes do ensino médio em 2015, matriculados em escolas da rede pública, além das pessoas que se declararem carentes. Para os demais, o valor é de R$ 63. O pagamento deve ser feito até às 21h59 (de Brasília), do dia 10 de junho. A confirmação das inscrições será feita apenas pela página do Enem na internet.

Assessoria de Comunicação Social

Texto adaptado do site do Ministério da Educação.

Anúncios

Vários caminhos para a formação

Olá, meu povo!

Geralmente, os alunos do ensino médio que desejam partir para uma formação mais específica, se deparam com muitas dúvidas. Entre elas, está a opção de curso que vão fazer; a concorrência, pela pouca chance de ingressarem devido a quantidade de vagas; a vocação; a modalidade do curso, se a formação superior será a tradicional ou outra: tecnológica, bacharelado ou licenciatura. É sobre esta última dúvida que vamos falar um pouquinho pra tentar tirá-las.

Existem caminhos diferentes pra quem deseja fazer uma graduação. Pode ser através dos cursos mais “tradicionais” de nível superior (como pedagogia, biologia, administração, direito e etc), que habilita como licenciados, bacharéis ou ainda os dois; há também os Tecnológicos, uma formação superior de menor duração, em média três anos; e o Bacharelado Interdisciplinar ou B.I, como é mais conhecido. Trata-se de uma nova modalidade de graduação, que oferece formação geral dentro de uma das áreas do conhecimento: Artes, Humanidades,  Saúde e  Ciência e Tecnologia. Na Bahia, o B.I. é oferecido desde 2009, exclusivamente pela Universidade Federal da Bahia – UFBA. Existem ainda, programas de incentivo à graduação que são oferecidos pelo governo em parceria com instituições privadas, ampliando o acesso ao ensino superior: ProUni e FIES.

Porém, é importante ressaltar que o que mais vai pesar na hora de fazer a escolha certa é saber exatamente o que você pretende fazer nos próximos anos de sua vida. Por isso, tem que ser algo que, necessariamente, você se identifique, pois se dedicará anos a fio estudando e trabalhando com o que escolheu.

Vejamos algumas dicas de como se preparar pra ingressar num dos cursos:

  • Antes de tudo, você deve decidir que área do conhecimento pretende seguir, pois tem que estar seguro do que quer;

  • Informe-se sobre os cursos, as instituições, os conteúdos trabalhados, as áreas de atuação e como está a demanda da profissão no mercado de trabalho;

  • Veja as possibilidades de atuação em múltiplos campos e leia sempre, mesmo que não pretenda ingressar numa área muito teórica. Isso vai te auxiliar antes, durante e depois da formação e facilitará na compreensão dos conteúdos e do mundo. Afinal, a leitura está em tudo!

E já pra dar um empurrãozinho a sua pesquisa, segue abaixo algumas instituições que oferecem cursos nas modalidades apresentadas.

UNEB, UESB, UEFS, UESC, UFBA, UFRB, IFBAIANO e IFBA

Um forte abraço!

Fontes: IHAC/UFBA; EDITORA ABRIL; UFBAFOLHA DE SÃO PAULO;