Tipos Textuais no ENEM

Oi, amigo (a)! Tudo bem? Nesta semana, vamos discutir aspectos relacionados às provas do Exame Nacional do Ensino Médio, que vai acontecer nos dias 5 e 6 de novembro de 2016. Ontem, falamos sobre gêneros textuais. Hoje, é vez dos tipos textuais, que também são recorrentes na prova do ENEM. Qual é a diferença entre gênero e tipo textual? Você sabe? O nosso objetivo é contribuir para que você complemente os seus estudos. Vamos lá?!

Como vimos na postagem de ontem, os gêneros são produções textuais que utilizamos quando estamos em alguma situação comunicativa no nosso dia a dia. São as formas pelas quais nos comunicamos. Isso pode ser feito por carta, por telefonema, por e-mail, através de um poema etc. Já os tipos são as intenções de comunicação, que podem ser narrativa, descritiva, argumentativa, expositiva ou injuntiva.

Capa da Cartilha de Software Livre, produzida pelo Projeto Software Livre Bahia: predominância do tipo textual expositivo. Link para ler a cartilha: http://www.igc.usp.br/pessoais/guano/downloads/cartilha_v.1.1.pdf. Imagem: captura de tela feita em 23 de agosto de 2016.

Capa da Cartilha de Software Livre, produzida pelo Projeto Software Livre Bahia: predominância do tipo textual expositivo. Link para ler a cartilha: http://www.igc.usp.br. Imagem: captura de tela feita em 23 de agosto de 2016.

De acordo com o linguista Luiz Antônio Marcuschi, “usamos a expressão tipo textual para designar uma espécie de construção teórica definida pela natureza linguística de sua composição {aspectos lexicais, sintáticos, tempos verbais, relações lógicas}. Em geral, os tipos textuais abrangem cerca de meia dúzia de categorias conhecidas como: narração, argumentação, exposição, descrição, injunção”.

Para ficar mais claro: quando você compra um celular, há sempre um manual de instrução acompanhando a embalagem, não é? Nesse caso, o manual é um gênero textual em que predomina o tipo injuntivo. Por quê? Porque a intenção do manual é dar instruções sobre o uso do telefone. Os textos injuntivos têm sempre esse caráter instrucional. Outros exemplos são a bula de remédio, o edital de um concurso (com o do Enem, por exemplo) e os textos das leis. Em geral, há sempre o uso do modo imperativo dos verbos.

Você gosta de piada? Sabia que ela é um gênero textual em que predominam os tipos narrativos e descritivos? Pois é! A piada, quase sempre, tem personagens, que estão num lugar, praticando ações. Ela narra uma história e, para a gente imaginar com mais propriedade a situação, descreve as características dos lugares e das pessoas. Por isso, é um gênero do tipo narrativo e descritivo.

Deu para entender? É como se o tipo textual fosse uma forma de bolo, que tem suas características fixas. O gênero é o conteúdo que colocamos na forma, que vai depender da situação/função social, das nossas necessidades cotidianas. Continue acompanhando as nossas postagens voltadas para o ENEM! Amanhã, tem mais! Até o próximo!

Material consultado:

MARCUSCHI, Luiz Antônio. Gêneros textuais: definição e funcionalidade. Disponível em: <http://disciplinas.stoa.usp.br/>. Acesso em: 19 de agosto de 2016.

Raulino Júnior

Professor da Rede Pública Estadual de Ensino da Bahia

Anúncios

Gêneros Textuais no ENEM

Oi, amigo (a)! Tudo bem? Nesta semana, vamos discutir aspectos relacionados às provas do Exame Nacional do Ensino Médio, que vai acontecer nos dias 5 e 6 de novembro de 2016. Você está se preparando direitinho? O nosso objetivo é contribuir para que você complemente os seus estudos. Vamos lá?!

Na prova de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, que abrange o conteúdo de Língua Portuguesa (Gramática e Interpretação de Texto), Língua Estrangeira Moderna, Literatura, Artes, Educação Física e Tecnologias da Informação, é bem comum a presença de vários gêneros textuais. Você sabe o que são gêneros textuais? Já ouviu falar neles?

Fig.1: anúncios publicitários, como este, são um gênero textual sempre frequentes nas provas do Enem. Imagem: Ministério da Educação

Fig.1: anúncio publicitário, como este da imagem, é um gênero textual sempre frequente nas provas do Enem. Imagem: reprodução do Ministério da Educação

De acordo com o linguista Luiz Antônio Marcuschi, “usamos a expressão gênero textual como uma noção propositalmente vaga para referir os textos materializados que encontramos em nossa vida diária e que apresentam características sociocomunicativas definidas por conteúdos, propriedades funcionais, estilo e composição característica”. Ou seja, são produções textuais que utilizamos quando estamos em alguma situação comunicativa no nosso dia a dia. Quer um exemplo?

Quando você ou os seus responsáveis pensam em fazer compras no supermercado, é sempre importante fazer uma lista de compras, não é? Assim, nada de que necessita será esquecido. Essa lista feita por vocês é um gênero textual, cuja função comunicativa é auxiliar a memória na hora da compra dos produtos. Aí temos um gênero escrito, mas há também vários gêneros textuais orais, como o telefonema e a palestra, por exemplo.

A lista de gêneros textuais é enorme: sermão, carta comercial, carta pessoal, romance, bilhete, reportagem jornalística, aula expositiva, reunião de condomínio, notícia jornalística, horóscopo, receita culinária, bula de remédio, lista de compras, cardápio de restaurante, manual de instruções, outdoor, inquérito policial, resenha, edital de concurso, piada, conversação espontânea, conferência, e-mail, bate-papo por computador, aulas virtuais, crônica, relatório, ata, anúncio publicitário e etc.

Deu para entender? Interaja com a gente! Agora, que tal enviar o link deste texto para um colega que também vai fazer o Enem? Você pode fazer isso através de um chat pelo computador ou pelo celular. Lembrando que chat também é um gênero textual. Amanhã, a gente vai falar sobre os tipos textuais. Continue acompanhando o nosso blog! Até o próximo!

Material consultado:

MARCUSCHI, Luiz Antônio. Gêneros textuais: definição e funcionalidade. Disponível em: <http://disciplinas.stoa.usp.br/>. Acesso em: 19 de agosto de 2016.  

Raulino Júnior

Professor da Rede Pública Estadual de Ensino da Bahia

Quem está estudando para o ENEM?

O Exame Nacional do Ensino Médio está se aproximando e, a partir da próxima segunda-feira, 22 de agosto, o nosso blog intensificará as discussões que podem auxiliar os estudantes durante a preparação para o exame.

Fig.1: Ilustração do Enem. Fonte: INEP

Fig.1: Ilustração do Enem. Fonte: INEP

Começaremos com uma semana temática (de 22 a 26 de agosto), que trará informações de todas as áreas do conhecimento (Ciências Humanas e suas Tecnologias, Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias). Nesse sentido, vamos problematizar e discutir assuntos que sempre figuram na prova. Em seguida, na segunda semana de setembro, voltaremos ao tema, fazendo uma associação entre o Enem e a Independência do Brasil.

De 19 a 23 setembro, abordaremos aspectos de nossa pluralidade cultural e como eles aparecem no Exame Nacional do Ensino Médio. Tudo isso, obviamente, levando em consideração outros temas transversais, como história e cultura africana e gênero e sexualidade. Para finalizar, dedicaremos o mês de outubro todo para falar de Enem e de temáticas voltadas para a saúde. Como elas aparecem na prova? Quais são as mais frequentes?

Quer saber? Então, não perca o nosso calendário! Acompanhe tudo por aqui e utilize os conteúdos do Ambiente Educacional Web para ter ainda mais sucesso no Enem!

Só para lembrar: o exame está marcado para acontecer nos dias 5 e 6 de novembro de 2016!

Até o próximo!

Raulino Júnior

Professor da Rede Pública Estadual de Ensino da Bahia

Inscrições para o Enem 2016 já estão abertas

Enem2016.1

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foram abertas na manhã desta segunda-feira (9) e podem ser feitas até as 23h59 do dia 20 de maio (pelo horário de Brasília). As provas serão aplicadas nos dias 5 e 6 de novembro. A taxa de inscrição é de R$ 68. A inscrição é feita pela internet, no site do Enem. As informações estão no edital do exame, disponível para consulta pela internet.

O Enem deste ano tem uma estimativa de 8 milhões de inscrições. Destas, 2,2 milhões são de estudantes que estão no último ano do ensino médio.

O participante deve ter em mãos, no ato da inscrição, o CPF e o número do documento de identidade. Deve também informar um endereço de e-mail. Só é possível fazer a inscrição pela internet. Por isso, cada estudante deverá ter e-mail próprio. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo exame, vai usar o endereço eletrônico e o telefone celular informados para se comunicar com o participante.

No momento da inscrição o participante deve informar se necessita de algum atendimento específico ou especializado e se é sabatista (aquele que, por convicção religiosa, guarda o sábado, reservando o dia para descanso e oração). Eles podem fazer o exame após o pôr do sol.

O atendimento especializado é oferecido a pessoas com baixa visão, cegueira, visão monocular, deficiência física, deficiência auditiva, surdez, deficiência intelectual (mental), surdocegueira, dislexia, déficit de atenção, autismo, discalculia ou com outra condição especial. Já o atendimento específico é feito a gestantes, lactantes, idosos, estudantes em classe hospitalar e sabatistas.

É também na hora da inscrição que o estudante informa se deseja utilizar o resultado do Enem para certificação do ensino médio. Para isso, é preciso ter 18 anos completos até o primeiro dia de realização das provas do exame.

Confirmação

A inscrição só é confirmada após o pagamento da taxa de R$ 68. O prazo para que isso seja feito é até as 21h59, no horário de Brasília, do dia 25 de maio. São isentos da taxa os estudantes concluintes do ensino médio em escolas públicas e os participantes de baixa renda.

O Inep explica que há duas categorias para a concessão da isenção:

  • Automaticamente: Alunos matriculados no último ano (concluintes) do Ensino Médio em instituições públicas de ensino (federais, estaduais e municipais);

  • Mediante Declaração de Carência: Participantes que declarem carência no ato de sua inscrição, conforme legislação vigente, e que a declaração seja aprovada pelo Inep.

Como previsto na edição do ano passado, os isentos que não comparecerem nos dois dias de provas perderão o benefício na próxima edição.

Aqueles que contaram com isenção de pagamento da taxa de inscrição no Enem de 2015 mas não compareceram aos dois dias de provas e agora pretendem pedir nova isenção devem justificar a ausência, conforme previsto em edital. Haverá campo específico para o esclarecimento no próprio sistema de inscrição.

Uma das novidades deste ano é que o estudante poderá pagar a taxa de inscrição em qualquer agência bancária, casa lotérica ou agência dos Correios. Até o ano passado, a inscrição tinha de ser paga somente em agências do Banco do Brasil.

A nota do Enem é usada na seleção para vagas em instituições públicas, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), bolsas na educação superior privada por meio do programa Universidade para Todos (ProUni) e vagas gratuitas nos cursos técnicos oferecidos pelo Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec).

O resultado do exame também é requisito para receber o benefício do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e para participar do programa Ciência sem Fronteiras. Para pessoas maiores de 18 anos, o Enem pode ser usado como certificação do ensino médio.

Digital

A edição do exame deste ano trará, pela primeira vez, o reconhecimento individual, com a impressão da digital na ficha de identificação do participante por meio de selo gráfico, autoadesivo. Todos os detalhes estão no edital do Enem de 2016, publicado no Diário Oficial da União de 15 de abril último. O novo procedimento de segurança soma-se aos demais — envelope com lacre e detector de metais.

Aplicativo

O aplicativo para celulares, desenvolvido pelo Ministério da Educação, conterá todas as informações necessárias aos participantes ao longo do exame, além da possibilidade de acompanhamento da inscrição.

O recurso, disponível para smartphones, também servirá como instrumento de diálogo com os participantes e será usado pelo MEC para o envio de informações aos inscritos, como cronograma do Enem, mural de avisos, dicas e resultados, além de espaço para contato.

Fonte: Portal Brasil, com informações da Agência Brasil, do MEC, do Inep e do Diário Oficial da União.

Estudantes do Ensino Médio agora contam com a ajuda do “Hora do Enem”

Os estudantes que estão se preparando para prestar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) podem complementar os conhecimentos através do projeto Hora do Enem, lançado no início deste mês pelo Ministério da Educação (MEC).

Por meio do projeto, os alunos têm acesso gratuito ao hotsite Hora do Enem, espaço interativo de estudo com dicas, vídeos educativos, simulados on-line e um programa diário na TV Escola. A iniciativa é uma parceria entre o Ministério da Educação, o Serviço Social da Indústria (SESI) e a TV Escola, canal público do MEC.

Fig. 1: Tela inicial do hotsite "Hora do Enem". Imagem: captura de tela

Fig. 1: Tela inicial do hotsite “Hora do Enem”. Clique na foto para acessá-lo. Imagem: captura de tela

Simulado

No dia 30 de abril, será realizado o primeiro simulado on-line, disponível para todos os 2,2 milhões de estudantes do último ano do Ensino Médio das redes pública e particular. Estão previstos ainda outros três simulados, nos dias 25 de junho, 13 de agosto e 8 e 9 de outubro.

Os simulados seguirão o mesmo formato das questões do Enem. Com isso, as avaliações serão capazes de estimar uma nota no Enem, com o objetivo de preparar os estudantes para as provas.

Caso o estudante não tenha condições de realizar o simulado em computador próprio, o Ministério da Educação oferecerá acesso em universidades e institutos federais, instituições particulares e comunitárias e escolas Estaduais de Ensino Médio. Esses estudantes precisam fazer inscrição para os locais de prova até hoje, 20 de abril, por meio da plataforma Hora do Enem.

MECFlix

Com apenas alguns cliques, o estudante também terá à sua disposição vídeos sob demanda no MECFlix, com estreia prevista para 30 de abril, ou seja, após o primeiro simulado. Estarão disponíveis nessa biblioteca de videoaulas notícias atualizadas sobre o Enem, além de um programa diário produzido pela TV Escola e ainda acesso gratuito a uma plataforma de estudo personalizado de preparação para o Enem.

Hora do Enem na TV

Com estreia prevista para maio, o novo programa da grade da TV Escola ajudará na preparação dos estudantes interessados em fazer o Enem deste ano, com dicas de especialistas, vídeos realizados por parceiros do setor educacional, comentários de professores experientes e muito mais.

Com duração de meia hora, o Hora do Enem será exibido todos os dias às 18 horas, com reprises às 7 horas e 13 horas e no fim de semana. Mais de 40 canais de todo o Brasil, entre TVs universitárias e canais Estaduais, irão reproduzir o programa em suas grades. A TVE/IRDEB transmitirá por meio do canal digital 10.2.

Plataforma Hora do Enem

Fig.2: As possibilidads

Fig.2: Hora do Enem e as diversas maneiras de estudar. Imagem: divulgação

Aplicativo disponível para web e android que reúne centenas de vídeoaulas e milhares de exercícios abrangendo toda a matriz de conteúdo do Enem. A plataforma permitirá um diagnóstico individual e um plano de estudos personalizado para cada estudante, com base no curso desejado e nas necessidades específicas.

O aplicativo ainda permitirá que os gestores das redes públicas e o Ministério da Educação acompanhem o progresso dos alunos até a realização do Enem. Os dados poderão ser utilizados para aprimorar o ensino e direcionar medidas de melhoria na educação pública.

Texto adaptado do site Portal Brasil.

Poeta e Poetisa, encantos de rimas!

Olá, galera!
Hoje é o Dia do Poeta! Aqui no Brasil, no dia 20 de outubro, celebra-se o Dia Nacional do Poeta! O Dia Mundial da Poesia é comemorado no dia 21 de março. São duas datas distintas, porém o seus objetos de celebração estão imbricados: a primeira data celebra o autor da obra- O Poeta! A segunda, a obra do autor – A Poesia !

Fernando Pessoa: o Poeta definindo o Poeta! Pura poesia!

Imagem: Ana Rita

Imagem: Ana Rita

A poesia é a “arte de escrever em versos”,também considerada uma das sete artes tradicionais. Traz sentimentos, pensamentos e ideias que brotam da sensibilidade do poeta e nos inundam, fazendo-nos transbordar de emoções !

Imagem: Ana Rita

Imagem: Ana Rita

Surpresa! A poesia e o ENEM!

Não deixe que o ENEM seja uma “pedra no seu caminho” de acesso ao ensino superior. Atenção para dica ! Carlos Drummond de Andrade, escritor e poeta, considerado moderno e atual, é o recordista das provas de Linguagem e Códigos do Exame Nacional do Ensino Médio- ENEM, realizado pelo MEC. Desde as primeiras edições , o poeta mineiro de Itabira já “caiu” 16 vezes nas provas do ENEM. Em seguida estão: Manuel Bandeira, Ferreira Gullar e Machado de Assis. Saiba mais, clique AQUI.

Imagem: Ana Rita

Imagem: Ana Rita

Até a próxima!

Ana Rita Medrado
Professora da Rede Pública de Ensino da Bahia

Referências:
http://g1.globo.com/educacao/enem/2013/noticia/2013/06/obra-de-drummond-e-mais-cobrada-na-historia-do-enem.html .
http://noticias.universia.com.br/destaque/noticia/2014/07/01/1099918/aprenda-estudar-poesia-enem-2014.html
http://www.smartkids.com.br/datas-comemorativas/20-outubro-dia-do-poeta.html
http://www.calendarr.com/brasil/dia-do-poeta/
https://pt.wikipedia.org/wiki/Dia_Mundial_da_Poesia
http://www.rogilsonbrandao.com.br/2015/10/hoje-terca-feira-20-de-outubro-e-dia-do.html

Inep divulga vídeo com passo a passo para o Enem 2015

Nos próximos dias 24 e 25 de outubro, estudantes de todo o Brasil, inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), terão mais uma oportunidade para ingressar no ensino superior público (SISU) e privado (PROUNI, FIES e Ciência sem Fronteiras) ou receber o certificado de conclusão do ensino médio. Para ajudar a entender melhor todo o processo, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) publicou, em seu canal no YouTube, um vídeo que traz o passo a passo sobre o exame. Na publicação, intitulada Enem 2015 – passo a passo, o instituto trata de questões como horário das provas (em 2015, começará às 13h30, tendo como referência o horário de Brasília), documento de identificação para o candidato realizar a prova e aspectos da redação. O vídeo é bem explicativo. Não deixe de assistir!

Enem 2015 – passo a passo

Raulino Júnior

Professor da Rede Pública de Ensino da Bahia