Estudantes da Rede Pública Estadual realizam Cobertura Colaborativa do Inovatec

Estudante-repórter: Roniton Fernandes

O I Congresso Baiano de Inovação e Tecnologia na Educação (Inovatec) começou, hoje, no Instituto Anísio Teixeira (IAT), e junto com ele a Cobertura Colaborativa 2016. Na atividade, estudantes da rede pública trabalham coletivamente no intuito de transmitir os principais acontecimentos do evento.

A turma teve duas semanas de preparação para a Cobertura Colaborativa. Os participantes assistiram aulas teóricas e desenvolveram atividades práticas, com produção de vídeo, de texto e de fotografia.

cobertura

Antes do início da Cobertura, a equipe do blog conversou com alguns estudantes para saber quais eram as expectativas de alguns deles:

  • Andrei Dória, estudante do Centro Estadual de Educação Profissional em Controle e Processos Industriais Newton Sucupira. Função na cobertura: editor de vídeo.

Fig. 1: Andrei Dória. Foto: Carol Aguiar

Fig. 1: Andrei Dória. Foto: Carol Aguiar

Todo processo foi meio corrido, porém bom, pois adquirimos a experiência necessária para o evento”.

  • Esther Silva, estudante do Centro Estadual de Educação Profissional em Controle e Processos Industriais Newton Sucupira. Função na cobertura: repórter de radiojornalismo.

    Fig. 2: Esther Silva. Foto: Carol Aguiar

    Fig. 2: Esther Silva. Foto: Carol Aguiar

Estou um pouco ansiosa, não sei o que me espera, mas a expectativa é de que dê tudo certo”.

  • Emili Oliveira, estudante do Centro Estadual de Educação Profissional em Controle e Processos Industriais Newton Sucupira. Função na cobertura: fotógrafa.

    Fig. 3: Emili Oliveira. Foto: Carol Aguiar

    Fig. 3: Emili Oliveira. Foto: Carol Aguiar

O processo de formação foi curto, porém eficiente. Acho que foi o suficiente para a gente se desenvolver e está tudo fluindo muito bem”.

  • Alessandra Viana, estudante do Centro Estadual de Educação Profissional em Controle e Processos Industriais Newton Sucupira. Função na cobertura: repórter de telejornalismo.
Fig. 4: Alessandra Viana. Foto: Carol Aguiar

Fig. 4: Alessandra Viana. Foto: Carol Aguiar

A formação foi corrida, mas mostrou que, com o interesse dos professores e alunos, tudo pode dar certo, não importa o tempo. Espero que tudo ocorra bem, pois nos esforçamos muito para estar aqui”.

O estudante-repórter Roniton Fernandes. Foto: Raulino Júnior

O estudante-repórter Roniton Fernandes. Foto: Raulino Júnior

Roniton Fernandes tem 19 anos, é estudante do Colégio Estadual de Aplicação Anísio Teixeira, que fica em Salvador, e faz parte da equipe da Cobertura Colaborativa Estudantil.

Anúncios

Com o mote da cidadania, TV Kirimurê é lançada em Salvador

Emissora pretende ser um canal de exibição de conteúdos audiovisuais feitos pelos cidadãos

Fig. 1: Registro do debate sobre empreendedorismo negro no lançamento da TV Kirimurê. Na imagem, da esquerda para a direita, Hirlene Pereira (Sebrae), Madá Negrif e a apresentadora Dina Lopes. Foto: Raulino Júnior

Fig. 1: Registro do debate sobre empreendedorismo de mulheres negras no lançamento da TV Kirimurê. Na imagem, da esquerda para a direita, Hirlene Pereira (Sebrae), Madá Negrif e a apresentadora Dina Lopez. Foto: Raulino Júnior

O canal da cidadania de Salvador já está no ar. Trata-se da TV Kirimurê, que foi lançada na tarde do último domingo, na Praça de Alimentação do Salvador Norte Shopping, no bairro de São Cristovão. O evento fez parte da programação especial do centro de compras para celebrar o Dia Nacional da Consciência Negra e coincidiu com a vontade dos responsáveis pela nova emissora de lançá-la nessa data emblemática para a cidadania brasileira.

A cantora Carla Visi, que, além de cantar, foi entrevistada por Vivi Andrade, na prévia do Programa de Mãe, que estreia em fevereiro na grade da TV Kirimurê. Foto: Raulino Júnior

Fig. 2: A cantora Carla Visi, que, além de cantar, foi entrevistada por Vivi Andrade, na prévia do Programa de Mãe, que estreia em fevereiro na grade da TV Kirimurê. Foto: Raulino Júnior

Com o slogan “Para se ver, se ouvir e se pensar”, a TV Kirimurê é mais um passo para a democratização da comunicação no país. O objetivo do canal é difundir a produção audiovisual oriunda da sociedade civil organizada. Durante o lançamento, o público conheceu algumas faixas (esportiva, feminina, infantil etc.) que vão compor a grade da TV e acompanhou debates sobre empreendedorismo de mulheres negras, economia solidária e maternidade. Artistas da dança e da música, como Marcionilio Prado e Carla Visi, também participaram do evento. Carla, inclusive, foi entrevistada por Vivi Andrade, na prévia do Programa de Mãe, que estreia em fevereiro de 2017, na Kirimurê.

O projeto da TV Kirimurê é uma iniciativa da Organização Filhos do Mundo (FEME), que, entre as suas ações, trabalha com redes de produtores livres. Vasco Aguzzoli, representante legal da FEME, falou para o blog sobre qual vai ser a função da Kirimurê na comunicação baiana:

Para participar efetivamente da programação do canal da cidadania, basta enviar o conteúdo audiovisual para o e-mail kirimuretv@gmail.com. No vídeo abaixo, a produtora Aline Cléa, que faz parte da comissão gestora da TV, informa como se dará essa dinâmica:

Depois de enviado, o material será analisado por profissionais da TV Kirimurê e encaixado numa das faixas da programação. Léo Silva, produtor e diretor audiovisual, que integra o grupo que vai selecionar os conteúdos, afirmou que a emissora abrirá espaço para produtores independentes:

De acordo com Aline, “kirimurê” é uma palavra de origem indígena, cujo significado é “grande mar aberto dos Tupinambás”. O discurso da TV também é de abertura, de possibilidades, e você pode fazer parte disso tudo. Sintonize o canal 10.2, na TV aberta, e “se veja, se ouça e se pense”.


Observação: a equipe do Blog do Professor Web e da Professora Online saiu do evento, que estava marcado para terminar às 20h, às 18h45. Por isso, não registramos as ações que aconteceram após esse horário.

Raulino Júnior

Professor da Rede Pública Estadual de Ensino da Bahia

Resultado da seleção para a Oficina de Produção de Mídias na Educação – 2ª fase

Oi! Tudo bem? Segue, abaixo, a relação dos estudantes selecionados para participar da Oficina de Produção de Mídias na Educação. Os nomes estão em ordem alfabética:

Imagem: Josymar Alves

Imagem: Josymar Alves

1. ALESSANDRA VIANA SILVA (Centro Estadual de Educação Profissional em Controle e Processos Industriais Newton Sucupira)

2. ANDREI S. DAVIS (Centro Estadual de Educação Profissional em Controle e Processos Industriais Newton Sucupira)

3. CAROLINE DE AGUIAR SANTOS (Centro Estadual de Educação Profissional em Controle e Processos Industriais Newton Sucupira)

4. CLEITON DA SILVA CONCEIÇÃO (Colégio Estadual Bolivar Santana)

5. EDUARDO MARINS DE SANTANA ALVES (Colégio Estadual Bolivar Santana)

6. ÉMILI OLIVEIRA SANTANA (Centro Estadual de Educação Profissional em Controle e Processos Industriais Newton Sucupira)

7. ESTHER SILVA SANTOS (Centro Estadual de Educação Profissional em Controle e Processos Industriais Newton Sucupira)

8. FRANKLIN SANTOS DA SILVA (Colégio Estadual Bolivar Santana)

9. LARISSA FONSECA DE OLIVEIRA LOPES (Centro Estadual de Educação Profissional em Controle e Processos Industriais Newton Sucupira)

10. LUIZ RICARDO SILVA NUNES MENEZES (Centro Estadual de Educação Profissional em Controle e Processos Industriais Newton Sucupira)

11. NATÁLIA DOS SANTOS DE JESUS (Colégio Estadual Bolivar Santana)

12. PABLO OLIVEIRA DA COSTA (Colégio Estadual Bolivar Santana)

13. YAN DE ALMEIDA SANTOS (Colégio Estadual Bolivar Santana)

Os selecionados vão passar por um curso de formação voltado para a produção multimídia, ministrado pelos colaboradores da Rede AnísioTeixeira (Rede AT). A atividade acontecerá no período de 7 a 23 de novembro de 2016 (exclusivamente no turno vespertino, das 14h às 18h), no Instituto Anísio Teixeira (IAT). O IAT fica localizado na Estrada da Muriçoca, Avenida Paralela (Avenida Luís Viana Filho), Salvador – BA. Para esclarecimentos, entre em contato pelo e-mail rede.anisio@educacao.ba.gov.br ou pelo telefone (71) 3116- 9061.

OBSERVAÇÃO: o deslocamento para o local da formação, Instituto Anísio Teixeira, será de responsabilidade dos cursistas.

Sejam bem-vindos! A nossa Rede é colaborativa!

Rede Anísio Teixeira promove formação de Interpretação Cênica e Produção de Vídeos Ficcionais

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia, através do Instituto Anísio Teixeira (IAT) e do programa Rede Anísio Teixeira, promove a formação em Interpretação Cênica e Produção de Vídeos Ficcionais, voltada para estudantes e professores da rede estadual de ensino.. Esta formação articula-se com os projetos PROVE (Produção de Vídeos Estudantis) e FESTE (Festival Estudantil de Teatro), por incluir, em sua programação, conteúdos que contribuem para as respectivas atividades de apreciação fílmica, produção cinematográfica e audiovisual, assim como o teatro.

interp-prod-video-est

A formação é composta por duas oficinas: uma de interpretação, com 30 vagas; e outra de produção audiovisual, também com 30 vagas. As duas oficinas acontecem concomitantemente. Isto significa que os estudantes e professores podem participar, apenas de uma das duas, de acordo com suas aptidões e considerando o quantitativo de vagas disponíveis. Contudo, haverá encontro das duas turmas (Interpretação e Produção) no 1° e no último dia de aula.

Inscrição

Para realizar a inscrição, que estão abertas até o dia 3 de novembro, o professor e o estudante devem preencher os seguintes formulários:

        a)  Oficina interpretação cênica: http://bit.ly/2eawIL9.

         b) Oficina produção de vídeos ficcionais: http://bit.ly/2eFVCTu.

Local e período da formação

A formação ocorrerá no Colégio Estadual Professora Angelita Morena, localizado na Rua das Araras, S/N, Imbuí, Salvador – BA. Os encontros vão acontecer de 07 a 18 de novembro de 2016 (segunda a sexta-feira, no turno vespertino, das 14h às 18h). A carga horária é de 40 horas. Mais informações pelo e-mail rede.anisio@educacao.ba.gov.br ou pelo telefone 3116-9061.

Resultado

O resultado da seleção será divulgado aqui no Blog do Professor Web e também através de contato via e-mail e/ou telefone, até o dia 4 de novembro.

Cronograma

Até 3 de novembro – Inscrições

04/11 – Divulgação do Resultado

07 a 18 de novembro – Formação (Oficina de interpretação Cênica e Oficina de Produção de Vídeos Ficcionais).

OBSERVAÇÃO: o deslocamento para o local da formação, Colégio Estadual Professora Angelita Morena (Imbuí), será de responsabilidade dos selecionados. A participação não estabelece nenhum vínculo trabalhista com os realizadores da formação. A atividade se caracteriza como voluntária e de caráter educativo. Ao se inscrever, o selecionado cede o direito de imagem e voz para qualquer forma de divulgação desta iniciativa.

Selecionados para a Oficina de Produção de Mídias – 1ª fase

Oi! Você se inscreveu na formação de produção de mídias, promovida pela Rede Anísio Teixeira, para participar da Cobertura Colaborativa do Inovatec? Então, veja se o seu nome está na relação abaixo!

ATENÇÃO: os 30 selecionados participarão de uma entrevista, no dia 27/10/2016 (quinta-feira), às 14h, na sala 09 do Instituto Anísio Teixeira (IAT). Todo devem reler o texto do edital para participar desta fase. O IAT fica localizado na Estrada da Muriçoca, Avenida Paralela (Avenida Luís Viana Filho), Salvador – BA. Para esclarecimentos, entre em contato pelo e-mail rede.anisio@educacao.ba.gov.br ou pelo telefone (71) 3116- 9061.

Imagem: Josymar Alves

Imagem: Josymar Alves

1. ADRIANA SANTANA BITENCOURT (Colégio Estadual Satélite)

2. ALESSANDRA VIANA SILVA (Centro Estadual de Educação Profissional em Controle e Processos Industriais Newton Sucupira)

3. AMANDA LUIZE SILVA SOUZA (Centro Estadual de Educação Profissional em Controle e Processos Industriais Newton Sucupira)

4. ANDREI S. DAVIS (Centro Estadual de Educação Profissional em Controle e Processos Industriais Newton Sucupira)

5. CAROLINE DE AGUIAR SANTOS (Centro Estadual de Educação Profissional em Controle e Processos Industriais Newton Sucupira)

6. CLEITON DA SILVA CONCEIÇÃO (Colégio Estadual Bolivar Santana)

7. DENER DA SILVA NASCIMENTO (Centro Estadual de Educação Profissional em Controle e Processos Industriais Newton Sucupira)

8. EDUARDO MARINS DE SANTANA ALVES (Colégio Estadual Bolivar Santana)

9. ELIENE SOUZA BARRETO (Colégio Estadual Satélite)

10. ELISMARA RODRIGUES SILVA (Colégio Estadual Satélite)

11. EMILI OLIVEIRA SANTANA (Centro Estadual de Educação Profissional em Controle e Processos Industriais Newton Sucupira)

12. ERLANE CONCEIÇÃO REIS (Colégio Estadual Bolivar Santana)

13. ESTHER SILVA SANTOS (Centro Estadual de Educação Profissional em Controle e Processos Industriais Newton Sucupira)

14. FRANCISCO CELSON MATIAS NETO (Centro Estadual de Educação Profissional em Controle e Processos Industriais Newton Sucupira)

15. FRANKLIN SANTOS DA SILVA (Colégio Estadual Bolivar Santana)

16. GABRIEL RODRIGUES DIAS (Colégio Estadual Satélite)

17. GABRIELA SANTANA DA SILVA (Colégio Estadual Satélite)

18. HELDER VINÍCIUS DE ALMEIDA (Colégio Estadual Bolivar Santana)

19. JACQUELINE SANTOS DE OLIVEIRA (Colégio Estadual Satélite)

20. JULIANA ALMEIDA DOS SANTOS (Colégio Estadual Satélite)

21. KEICE ELLEN SANTANA BRITO (Colégio Estadual Clériston Andrade)

22. LARISSA FONSECA DE OLIVEIRA LOPES (Centro Estadual de Educação Profissional em Controle e Processos Industriais Newton Sucupira)

23. LARRISSA LOPES LOBO (Colégio Estadual Satélite)

24. LUIZ RICARDO SILVA NUNES MENEZES (Centro Estadual de Educação Profissional em Controle e Processos Industriais Newton Sucupira)

25. MICHELE SOUZA DOS SANTOS (Centro Estadual de Educação Profissional em Controle e Processos Industriais Newton Sucupira)

26. NATÁLIA DOS SANTOS DE JESUS (Colégio Estadual Bolivar Santana)

27. PABLO OLIVEIRA DA COSTA (Colégio Estadual Bolivar Santana)

28. SIEILA ILÁRIA DOS SANTOS (Centro Estadual de Educação Profissional em Controle e Processos Industriais Newton Sucupira)

29. TAIANA REIS ALVES DOS SANTOS (Colégio Estadual Bolivar Santana)

30. YAN DE ALMEIDA SANTOS (Colégio Estadual Bolivar Santana)

Local e período da formação

O resultado final da seleção será divulgado no dia 31 de outubro. A formação ocorrerá no Instituto Anísio Teixeira (IAT), no período de 7 a 23 de novembro de 2016 (exclusivamente no turno vespertino, das 14h às 18h).

Rede Anísio Teixeira seleciona estudantes para atuarem como produtores de mídia no Inovatec

Se você é estudante do ensino médio da rede pública estadual, mora em Salvador e tem vontade de participar da cobertura de um evento, chegou a sua vez! A Rede Anísio Teixeira (Programa de Difusão de Mídias e Tecnologias Educacionais Livres da Rede Pública Estadual de Ensino) vai selecionar 14 estudantes para atuarem como produtores de mídia no I Congresso Baiano de Inovação e Tecnologia na Educação (Inovatec), que acontecerá no Instituto Anísio Teixeira (IAT), em Salvador, nos dias 29 e 30 de novembro de 2016. O Inovatec é uma realização do IAT, por meio da Diretoria de Educação a Distância (Dired), do Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (Emitec) e da Rede Anísio Teixeira (Rede AT). A primeira edição do evento traz como tema Inovações e tecnologias na educação.

cobertura-colaborativa-estudantil-2016

Para participar, os interessados deverão ler, na íntegra, o texto do edital e preencher o formulário de inscrição, que encontra-se neste link: http://bit.ly/2auXo6D. As inscrições estarão abertas no período de 26 de setembro a 23 de outubro de 2016. Os selecionados passarão por um curso de formação, com conteúdos relacionados a softwares e licenças livres, produção textual para multimeios, produção audiovisual e fotográfica para mídias sociais. Para selecionar os 14 estudantes, haverá análise da ficha de inscrição e entrevista presencial (veja o coronograma abaixo).

Cobertura Colaborativa Estudantil 2016

Fig. 1: fomento à produção de mídias usando softwares livres. Crédito: Patricia Nascimento

Fig. 1: fomento à produção de mídias usando softwares livres. Crédito: Patricia Nascimento

Quem for selecionado, além de aprender sobre processos de produção e gestão de mídias, podendo seguir produzindo e difundido conteúdos dentro e fora da escola, participará da Cobertura Colaborativa Estudantil 2016, atividade que a Rede Anísio Teixeira realiza desde 2014. Na ocasião, os estudantes são organizados em grupos de trabalho e atuam como repórteres, fotógrafos, produtores audiovisuais e redatores para mídias digitais.

A formação

A formação acontecerá no Instituto Anísio Teixeira (IAT), que fica na Estrada da Muriçoca, s/n – Paralela (próximo ao colégio Dom Bosco), de 7 a 23 de novembro de 2016, exclusivamente no turno vespertino, das 14h às 18h. Todos os estudantes receberão certificado de participação no curso e na Cobertura Colaborativa 2016. A carga horária é de 68 horas, já incluindo a atuação no evento.

Cronograma

Período de inscrição: 26 de setembro a 23 de outubro de 2016

Divulgação dos pré-selecionados para a entrevista: 25 de outubro

Data, local e horário da entrevista: 27 de outubro de 2016, no Instituto Anísio Teixeira, às 14h

Divulgação do resultado: 31 de outubro de 2016

Período do curso: 7 a 22 de novembro de 2016

Realização do Inovatec: 29 e 30 de novembro de 2016

Observação: a Rede Anísio Teixeira se reserva no direito de alterar o planejamento da formação e, consequentemente, a participação dos estudantes na Cobertura Colaborativa 2016. Isso pode implicar em mudança de datas e local de realização das atividades. Caso aconteça, os selecionados serão previamente avisados.

Contatos – Rede Anísio Teixeira

E-mail: rede.anisio@educacao.ba.gov.br

Telefones: (71) 3116-9061/3116-1795

 

Setembro Amarelo: vamos falar abertamente!

Hoje vamos falar de assunto complexo, considerado tabu, mas muito importante: o suicídio. Também vamos refletir juntos as ações preventivas do Setembro Amarelo e o bullying nas escolas.

Segundo pesquisa da UNICAMP, “17%dos brasileiros, em algum momento, pensaram seriamente em dar um fim à própria vida, e desses, 4,8% chegaram a elaborar um plano para isso. Na maioria das vezes, no entanto, é possível evitar que esses pensamentos suicidas virem realidade.”

Fig. 1 – Cartaz da campanha Setembro Amarelo. Fonte: http://www.cvv.org.br

Relatório Mundial sobre Violência e Saúde revelou que dentre os atos de violência que mais matam no mundo,  o suicídio é o primeiro colocado, à frente dos acidentes de trânsito, os homicídios  e os conflitos armados.

O Setembro amarelo é uma campanha que foi lançada no Brasil em 2014, pelo Centro de Valorização da Vida (CVV)Conselho Federal de Medicina (CFM) e Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP). Seu objetivo é alertar a população sobre a realidade do suicídio e suas formas de prevenção. Vale ressaltar que o CVV realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo pelo telefone 144 ou 3322-4111 para Salvador. Também pode ser feito contato por  e-mail, chat e Skype , 24 horas por dia.

Fig. 2 – Mapa do suicídio no Brasil. Fonte: Editora de Arte/Folhapress

A primeira medida preventiva é a educação: é preciso deixar de ter medo de falar sobre o assunto, derrubar tabus e compartilhar informações ligadas ao tema. Como já aconteceu no passado, por exemplo, com doenças sexualmente transmissíveis ou câncer, a prevenção tornou-se realmente bem-sucedida quando as pessoas passaram a conhecer melhor esses problemas. Saber quais as principais causas e as formas de ajudar pode ser o primeiro passo para reduzir as taxas de suicídio no Brasil, onde hoje 32 pessoas por dia tiram a própria vida. Por isso, é essencial deixar os preconceitos de lado e conferir alguns dados básicos sobre o assunto.

Fig. 3 – Cartilha sobre Bullying. Fonte: Conselho Nacional de Justiça

Os motivos que levam uma pessoa a um ato tão brutal são variados, mas ultimamente temos também notícias de jovens que não suportaram as humilhações sofridas na escola. São coisas chocantes, mas que também precisam ser discutidas e prevenidas.

Na cartilha “Falando sobre o suicídio”  encontramos 14 perguntas sobre o suicídio e umas delas é: “O SUICÍDIO PODE SER PREVENIDO? Sim. Segundo a OMS – Organização Mundial de Saúde, 90% dos casos de suicídio podem ser prevenidos, desde que existam condições mínimas para oferta de ajuda voluntária ou profissional. No Brasil, o CVV – rede voluntária de prevenção – atua nesse sentido há mais de 50 anos. Recentemente, foi iniciado um movimento de políticas públicas para traçar planos integrados de prevenção.”

Uma importante pesquisa sobre o bullying   buscou identificar e descrever a ocorrência do bullying, episódios de humilhação ou provocação perpetrados pelos colegas da escola. Foi realizada com estudantes do 9º ano do ensino fundamental de escolas públicas e privadas das 26 capitais dos estados brasileiros e do Distrito Federal. Abrangendo  60.973 escolares de 1.453 escolas públicas e privadas, a pesquisa revelou que cerca de 32 % da amostra sofreu bullying, sendo que 5.4% frequentemente e 25,4% às vezes. O resultado aponta para a  “urgente necessidade de ações intersetoriais a partir de políticas e práticas educativas que efetivem redução e prevenção da ocorrência do bullying nas escolas.”

O Projeto de Lei 3015/11 instituiu 7 de baril como o Dia Nacional de Combate ao Bullying e à Violência na Escola.  A data foi escolhida de acordo com o conhecido Massacre de Realengo, onde o jovem W.M.O, de  23 anos invadiu a escola e disparou  os alunos presentes, matando doze deles (com idade entre 13 e 16 anos) e deixando mais treze feridos. Interceptado por policiais,  ele cometeu suicídio e na carta que deixou dizia que era vítima de bullying.

Na escola, onde cabem todas as discussões e todas as possibilidades de abordagem pedagógica, sugerimos o vídeo interdisciplinar sobre bullying “Respeito é bom e eu gosto! Também sugerimos ampliar a discussão para o ciberbullying, tão comum nas redes sociais e aplicativos de comunicação.

Fig. 4 – Vídeo da série Cotidiano. Fonte: Rede Anísio Teixeira

A música “8º andar”, da Clarice Falcão (que trata com humor da temática)  e o documentário  “Elena“, da Petra Costa, (sobre o suicídio da irmã da cineasta) podem contribuir muito para a discussão. Fiquem à vontade para dar asas à criatividade e buscar formas interdisciplinares de sensibilizar a comunidade escolar para o Setembro Amarelo.

Mãos à obra!

Guel Pinna

Professora da Rede Pública Estadual da Bahia

 

Links  recomendados

 

https://oprofessorweb.wordpress.com/2012/07/25/cine-pw-bullying

https://oprofessorweb.wordpress.com/2012/02/13/semana-da-internet-segura-cyberbullying

https://oprofessorweb.wordpress.com/2011/04/14/bullying-e-tema-de-cartilha-lancada-pelo-tribunal-de-justica-da-bahia