Onde está o PW? (História)

E aí Galerinha,

O que acham de conhecer um pouco mais a História da cidade do Salvador?

Vocês conhecem o desenho “Onde está Wally?”. Seguindo esta linha, a pergunta é: onde está o Professor Web?
Na foto, temos o registro de um bairro da cidade no século XVIII e XIX. Então, descubram que bairro é este.
Confiram ainda um pouco da história que a foto traz e as mudanças que ocorreram nesta região.

Mandem suas respostas nos Comentários.

E ai, acharam? Então vou deixar vocês olharem mas um pouco.

*

*

*

*

*

*

*

*

*

*

*

*

Depois de olharem, acharam? Ainda nada? Olhem de novo.

*

*

*

*

*

*

*

*

*

*

*

*

Acharam? humm, nada? Vamos dar uma dica, mas antes olhem só mais uma vez.

*

*

*

*

*

*

*

*

*

Vejo que estão muito ansiosos, vou dar a dica, ele está com uma roupa PRETA e BRANCA, acharam?

*

*

*

*

*

*

*

*

Já que acharam, ai vai a resposta.

*

*

*

*

*

*

*

*

*

*

*

*

Opá, esqueci de falar, Acharam?

*

*

*

*

*

*

*

*

*

*

*

*

*

*

*

*

Depois de achar o PW, vocês descobriram que bairro é esse?

Vamos dar uma dica, ele é muito famoso. Então descobriram?

*

*

*

*

*

*

*

*

E ai, é a Suburbana?

*

*

*

*

*

*

*

*

*

*

Não, pesquisem um pouco mais.

*

*

*

*

*

*

*

*

*

*

*

Descobriram? Parabéns, segue a resposta.

*

*

Salvador foi transformada em sede de diocese já em 1551, apenas dois anos após a fundação da cidade pelo governador-geral Tomé de Sousa. Em 1552, ao chegar à Bahia, o bispo D. Pero Fernandes Sardinha utilizou como Sé a Capela de Nossa Senhora da Ajuda, construída pelos jesuítas com taipa e cobertura de palha. Essa primeira catedral é, devido a sua precariedade, apelidada Sé de Palha.

Uma nova sé-catedral começou a ser erguida ainda na época de Tomé de Sousa numa zona fora dos muros da cidade, onde também os jesuítas instalavam seu colégio e igreja definitivos. Essa zona foi também logo cercada por um muro, necessário devido às ameaças de ataque dos indígenas e de outros europeus. Não se sabe exatamente quando foi começada nem terminada, mas em 1570 o governador Mem de Sá informa que a reconstruiu em pedra e cal, com uma planta de três naves.

Ao longo de todo o século XVIII, vários documentos indicam que a Sé tinha sérios problemas de conservação. Então, em 1761, os jesuítas foram expulsos da colônia, e seu colégio e magnífica igreja ficaram vazios. Numa carta ao arcebispo D. José Botelho de Matos, datada de 1765, o rei José I ofereceu-lhe a igreja jesuíta de maneira interina até que a Sé fosse restaurada. Essa situação provisória, porém, continuou até os dias de hoje.

Nos inícios do século XIX, a fachada ameaçava ruína e foi refeita a muralha em frente à fachada, para tentar impedir a caída das torres. O muro acabou ruindo, o que levou à demolição preventiva das torres e grande parte da cantaria da fachada. O enorme edifício, descuidado pelas autoridades eclesiásticas, foi entregue a uma irmandade religiosa, a do Santíssimo Sacramento da Sé, que realizou uns poucos trabalhos de manutenção, inclusive substituindo alguns retábulos no interior.

No dia 07 de agosto de 1933, após anos de debates e grande polêmica, a antiga Sé da Bahia foi demolida junto com dois quarteirões de edifícios do centro histórico. A demolição foi realizada numa época – o começo do século XX – em que o centro de Salvador passava por muitas reformas urbanísticas, e o objetivo da destruição dos edifícios coloniais foi dar lugar aos trilhos dos bondes da Companhia Linha Circular de Carris da Bahia.

O espaço criado deu origem à Praça da Sé, que inicialmente abrigava os bondes da Companhia. Como homenagem a seu significado religioso e histórico, em 1956 foi colocado na Praça um busto de bronze de D. Pero Fernandes Sardinha, primeiro bispo do Brasil e impulsor da construção da primeira catedral. Em 1999, onde se localizava o adro da Sé, foi levantado o monumento Cruz Caída, criado em aço inox pelo escultor Mário Cravo, em memória da destruição do histórico edifício.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%A9_da_Bahia_(antiga)

Anúncios

Caça Palavras PW – Português

E ai, galerinha! Beleza!

Continuando as nossas comemorações ao mês dos Estudantes.

Vamos para o nosso terceiro desafio, no qual iremos aprender com Português.

As respostas estão no caça palavras, descubra qual coluna e linha estão.

1- Nas classes gramaticais de palavras  nomeia as coisas que existem. DOUTOR  é classificada como:

Um homem foi ao médico dizendo que estava com um problema de memória.
-Sabe, Doutor, às vezes uma pessoa acaba de me contar algo e logo esqueço.
– E desde quando o senhor sente isso?
– Isso o quê?

2- Antiga dá uma qualidade a palavra profissão, então classificamos ela como:

Três homens estavam discutindo qual era a profissão mais antiga do mundo: O marceneiro disse: – Quem vocês acham que fez a Arca de Noé? O jardineiro rebateu: – E quem vocês acham que regou o Jardim do Éden? Finalmente, o eletricista falou: – Quando Deus disse “Faça-se a luz!”, quem vocês acham que passou a fiação?

3- A palavra não, se associa ao verbo caiu nesta oração, logo NÃO é um:

Dois frangos estavam voando e de repente um falou:
– Espera aí, frango não voa. – E logo em seguida caiu.
Por que o outro não caiu?
– Porque ele era frango à passarinho.

 4- Como classificamos a palavra encontrei?

Um homem liga desesperado para uma loja de animais e pergunta:
Como faço para conseguir 10 mil baratas?
O vendedor responde:
– Mas o senhor quer 10 mil baratas pra quê?
– Porque o prazo do meu aluguel está acabando e o contrato diz que eu tenho de entregar a casa como a encontrei…

5- A palavra grifada deixa claro a quantidade de mulheres, logo ela é um:

Joãozinho pergunta pra sua professora: Três mulheres estavam tomando sorvete, qual delas era casada?  Ela responde: – Não sei, qual é? – A que estava usando aliança, diz Joãozinho.

Colaboração da Professora Cristiane Britto

Caça palavras do PW – História

E ai, galerinha! Beleza!?

Continuando as nossas comemorações ao mês dos Estudantes.

Então, vamos ao nosso segundo desafio do mês!

1- Qual a capital da Bahia?

2- Quando comemoramos a Independência da Bahia?

3- Como é o nome do Representante da República Federativa do Brasil?

4- Qual bairro que durante a época colonial, ali passava a Estrada das Boiadas?

5- Quem foi escolhido por Dom João III para ser o primeiro governador-geral do Brasil?

6- Quem foi o primeiro donatário da Capitania Hereditária da Bahia?

7- Quem foi o naufrago Português que conviveu com Índios Tupinambás na Bahia no Seculo XVI?

Para responder siga o Exemplo:

Resposta da questão 1:

5C á 5J ou 5c á j = SALVADOR

E ai galera, vamos aprender se divertindo!


Colaboração do Professor Antonio Lazáro

Palavra Cruzada com PW

E aí, galera! Beleza?

Estamos no mês de agosto, mês em que se comemora o Dia do Estudante! Você sabe por que se comemora no dia 11 de agosto?

No dia 11 de agosto de 1827, D. Pedro I instituiu no Brasil os dois primeiros cursos de ciências jurídicas e sociais do país: um em São Paulo e o outro em Olinda, este último mais tarde transferido para Recife. Até então, todos os interessados em entender melhor o universo das leis tinham de ir a Coimbra, em Portugal, que abrigava a faculdade mais próxima.

Na capital paulista, o curso acabou sendo acolhido pelo Convento São Francisco, um edifício de taipa construído por volta do século XVII. As primeiras turmas formadas continham apenas 40 alunos. De lá para cá, nove Presidentes da República e outros inúmeros escritores, poetas e artistas já passaram pela escola do Largo São Francisco, incorporada à USP em 1934.

Cem anos após sua criação dos cursos de direito, Celso Gand Ley propôs que a data fosse escolhida para homenagear todos os estudantes. Foi assim que nasceu o Dia do Estudante, em 1927.

Fonte: http://www.arteducacao.pro.br/homenagem/estudante.htm

E, aproveitando que o dia 11 está se aproximando, faremos jogos, desafios e brincadeiras para que possamos nos conhecer melhor, interagindo e aprendendo de uma forma bem divertida!

Vocês podem responder aos desafios até o dia 09/08, enviando um comentário a este Post, os três primeiros que responderem certo aos jogos e desafios, terão sua foto colocada junto com o Pw no dia do estudante no cabeçalho do Blog.

Então, vamos ao primeiro desafio do mês!

1- Qual o nome de um dos Escritores mais famosos da Bahia, dica: Escreveu o livro Dona Flor e seus Dois Maridos.

2- Qual o nome de um dos Centros Históricos da Bahia?

3- Quem foi o ícone da resistência escrava?

4- Está Bandeira representa qual estado?

5- Que tipo de vegetação é predominante no Nordeste?

Compartilhem com seus colegas e interajam a vontade!

Valeu, galera!

Brincando com a Tabela Periódica – 2: Super Heróis

Vamos à segunda brincadeira:

2) Você curte super heróis das revistas em quadrinhos?

A imagem a seguir mostra a tabela periódica com os super heróis, cujos elementos correspondentes remete aos  nomes destes personagens. Tente lembrar do maior número possível de heróis, tendo como dica o elemento periódico a que foi relacionado.

Este jogo é muito legal, pois exige conhecimentos sobre os elementos químicos e sobre a culturas das histórias em quadrinhos. Mais um detalhe: os  nomes dos personagens estão em inglês!

Quero ver os antenados participando!

(Clique na imagem para ampliar)

Agora que você já explorou a tabela, pode conferir a resposta com todos os nomes dos heróis e dos elementos químicos!

Brincando com a Tabela Periódica – 1

Agora que já testamos algumas tabelas periódicas online, vamos às brincadeiras?

1) Tente formar o seu nome e o dos seus colegas com os elementos químicos!

Ex: Pr O Fe S S O (faltou o R) / W (faltou o E) B

Praseodímio, Oxigênio, Ferro, Enxofre, Enxofre, Oxigênio, (faltou o R) / Tungstênio, (faltou o E), Boro

Como faltou o “R” e o “E” vou tentar de novo:

Pr O F. / W.

Praseodímio, Oxigênio, Flúor / Tungstênio

No meu caso foi mais difícil, mas será que você terá mais sorte? Deixe a solução desse problema nos comentários!

22ª Dica Professor Web: Conteúdo Digital de História: Búzios – Ecos da Liberdade

Búzios - Ecos da Liberdade

Búzios - Ecos da Liberdade

A dica de hoje é sobre um conteúdo digital que aborda a Revolta dos Alfaiates através de um jogo muito divertido e que foi produzido pelo grupo baiano chamado Comunidades Virtuais da Universidade do Estado da Bahia. O nome do jogo é Búzios – Ecos da Liberdade e está contextualizado para  “imergir o gamer na atmosfera de Salvador do século XVIII (1798 e 1799), tratando de escravidão, contexto econômico, político e social, além de lutas pela liberdade e cotidiano e imaginário social”.

Este jogo fornece uma boa oportunidade para que professores de História trabalhem um conteúdo programático de forma interativa com a ajuda dos jogos de computadores. Para os estudantes, significa mais uma forma de aprender brincando, utilizando suas habilidades com jogos eletrônicos para aprimorar seus conhecimentos sobre a história da Bahia.

O jogo está disponível para download, assim como o seu roteiro com informações sobre os 3 atos da aventura. Confira!

Feliz Ano Novo! Nos vemos no Orkut,TwitterFacebook ou nomeu blog!

Originalmente publicado no Portal da Educação da SEC-BA.