A importância da escala de cores na edição de imagem

E aí, galera!

Hoje, vamos falar sobre o mundo das cores na edição de imagem; explicar como elas são realizadas e como é detalhada a formação dessas cores para dar aquele tom legal a sua imagem.

Existem questionamentos sobre como se faz para colorir. Essa variação é formatada através de escala de cores. Existem duas formas tradicionais pra edição de imagem, que são os métodos: RGB (Red/Vermelho, Green/Verde e Blue/Azul) e CMYK (Cyan/Ciano Magenta, Yellow/Amarelo e Black/Preto). RGB (Red/Vermelho, Green/Verde e Blue/Azul) e CMYK (Cyan/Ciano, Magenta, Yellow/Amarelo e Black/Preto).

RGB é um método mais utilizado para aparelhos como TVs, computadores, câmeras, scanners, eles também são muito utilizados na internet. O RGB, – na teoria visão tricromática e triângulo de cores- é baseado em três cores primárias: vermelho, verde e azul, que são os pigmentos para combinação de outras cores.

CMYK é outro método, que é mais utilizado em papelaria, no sistema de impressoras e fotocopiadoras para maior variação de cores na impressão. Ele é composto por 4 cores de pigmentos: ciano, magenta, amarelo e preto.

Os softwares de edição de imagem utilizam mais a escala de cores RGB, mas também existe a ferramenta “conversor” que transformam a escala de cores em CMYK, para uma boa qualidade da impressão.

Então, pessoal, vocês tiveram a oportunidade de conhecer mais sobre o mundo das cores. Fiquem ligados e tenham mais orientações e dicas de imagem. Pinte o arco-íris das cores que você desejar!

Abraços!

Anúncios