Profe Soul!

Caros, colegas! Esse texto é um convite para repensar ser professor. O Programa Intervalo é um conteúdo audiovisual que contém 12 episódios que oportuniza o professor revelar seu potencial em parceria com a comunidade escolar. Esse programa é inspirado no intervalo escolar, realizado por educadores e técnicos do audiovisual e protagonizado por educandos e artistas que colaboram com a TV Anísio Teixeira.

O maior propósito é disseminar e debater conteúdos pedagógicos interdisciplinares, que dão lugar a arte, a ludicidade, ao entretenimento e ampliar os diálogos entre os sujeitos (educador e educando). Como fica evidente nas experiências pedagógicas dos professores que serão aqui citados, sem todavia, desprestigiar as experiências dos demais.

A educadora Gilbene Esquivel, do Colégio Estadual Germano Machado Neto, localizado no bairro de Marechal Rondon, em Salvador, autora do projeto “Com a Corda Toda”, fez um percurso poético e foi buscar nos versos da literatura de cordel a linguagem que evidencia e valoriza fatores culturais e identitários. Pois, segundo a educadora, “a principal intenção do concurso era possibilitar uma modalidade da literatura popular que pode ser muito bem aproveitado dentro da sala de aula”. E relata ainda: “Isso é muito gratificante, ver o aluno crescendo numa literatura que não é tão comum, mas que é muito importante para nossa cultura e para nossa Bahia”.

 

Geisseane Silva, educanda que participou ativamente do projeto, aborda: “Eu era uma aluna rebelde. Eu brigava na escola e ,depois que eu fiz o cordel, eu melhorei 100%. Eu me dediquei mais aos estudos. Parei de brigar… Passei a respeitar os professores.”

Portanto, relato como esse evidencia o potencial que está por trás de projeto dessa natureza, que convida o sujeito a participar e interagir como parte essencial do processo. Assista ao vídeo e veja todo o relato.

 

Já a experiência do professor Ródnei Souza, autor do projeto “Química das Sensações”, promove um movimento positivamente válido quando a educanda Rafaela Ferreira relata: “Um professor que me inspira bastante e me fez optar pelo curso de licenciatura em Química, na medida que ele mostra sempre de maneira interdisciplinar, contextualizando, chamando os estudantes para discussão e debate; aguçando a nossa curiosidade, trazendo sempre coisas novas(…) Pra mim, o professor Ródnei é um diferencial.”

Na fala do educador, ele revela: “É uma construção, um conjunto de motivações. Desde a influência de outros educadores, que eu fui conhecendo durante minha graduação, o contato  fora da universidade. Isso faz o professor que a gente quer ser.”

 


Portanto, iniciativas assim promovem ações para explorar toda a capacidade lúdica e criativa como forma de ampliar o potencial do educando, garantindo, assim, o fortalecimento de ações que validem os papéis dos sujeitos envolvidos no processo de construção.

Mônica Mota 

Professora da Rede Pública Estadual de Ensino da Bahia

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s