Com o mote da cidadania, TV Kirimurê é lançada em Salvador

Emissora pretende ser um canal de exibição de conteúdos audiovisuais feitos pelos cidadãos

Fig. 1: Registro do debate sobre empreendedorismo negro no lançamento da TV Kirimurê. Na imagem, da esquerda para a direita, Hirlene Pereira (Sebrae), Madá Negrif e a apresentadora Dina Lopes. Foto: Raulino Júnior

Fig. 1: Registro do debate sobre empreendedorismo de mulheres negras no lançamento da TV Kirimurê. Na imagem, da esquerda para a direita, Hirlene Pereira (Sebrae), Madá Negrif e a apresentadora Dina Lopez. Foto: Raulino Júnior

O canal da cidadania de Salvador já está no ar. Trata-se da TV Kirimurê, que foi lançada na tarde do último domingo, na Praça de Alimentação do Salvador Norte Shopping, no bairro de São Cristovão. O evento fez parte da programação especial do centro de compras para celebrar o Dia Nacional da Consciência Negra e coincidiu com a vontade dos responsáveis pela nova emissora de lançá-la nessa data emblemática para a cidadania brasileira.

A cantora Carla Visi, que, além de cantar, foi entrevistada por Vivi Andrade, na prévia do Programa de Mãe, que estreia em fevereiro na grade da TV Kirimurê. Foto: Raulino Júnior

Fig. 2: A cantora Carla Visi, que, além de cantar, foi entrevistada por Vivi Andrade, na prévia do Programa de Mãe, que estreia em fevereiro na grade da TV Kirimurê. Foto: Raulino Júnior

Com o slogan “Para se ver, se ouvir e se pensar”, a TV Kirimurê é mais um passo para a democratização da comunicação no país. O objetivo do canal é difundir a produção audiovisual oriunda da sociedade civil organizada. Durante o lançamento, o público conheceu algumas faixas (esportiva, feminina, infantil etc.) que vão compor a grade da TV e acompanhou debates sobre empreendedorismo de mulheres negras, economia solidária e maternidade. Artistas da dança e da música, como Marcionilio Prado e Carla Visi, também participaram do evento. Carla, inclusive, foi entrevistada por Vivi Andrade, na prévia do Programa de Mãe, que estreia em fevereiro de 2017, na Kirimurê.

O projeto da TV Kirimurê é uma iniciativa da Organização Filhos do Mundo (FEME), que, entre as suas ações, trabalha com redes de produtores livres. Vasco Aguzzoli, representante legal da FEME, falou para o blog sobre qual vai ser a função da Kirimurê na comunicação baiana:

Para participar efetivamente da programação do canal da cidadania, basta enviar o conteúdo audiovisual para o e-mail kirimuretv@gmail.com. No vídeo abaixo, a produtora Aline Cléa, que faz parte da comissão gestora da TV, informa como se dará essa dinâmica:

Depois de enviado, o material será analisado por profissionais da TV Kirimurê e encaixado numa das faixas da programação. Léo Silva, produtor e diretor audiovisual, que integra o grupo que vai selecionar os conteúdos, afirmou que a emissora abrirá espaço para produtores independentes:

De acordo com Aline, “kirimurê” é uma palavra de origem indígena, cujo significado é “grande mar aberto dos Tupinambás”. O discurso da TV também é de abertura, de possibilidades, e você pode fazer parte disso tudo. Sintonize o canal 10.2, na TV aberta, e “se veja, se ouça e se pense”.


Observação: a equipe do Blog do Professor Web e da Professora Online saiu do evento, que estava marcado para terminar às 20h, às 18h45. Por isso, não registramos as ações que aconteceram após esse horário.

Raulino Júnior

Professor da Rede Pública Estadual de Ensino da Bahia

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s