O Que Quer E O Que Pode Uma Escola

Educadores baianos que participaram nos últimos dias 26 e 27 de julho do Seminário Estadual da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) analisando a 2ª versão da Base Comum certamente levarão para seus respectivos lugares de atuação os ecos da fala de um estudante em uma das plenárias: “A escola está velha”.

Fig. 1: captura de tela do site da BNCC.

Fig. 1: captura de tela do site da BNCC

A Base Nacional Comum Curricular pretende nortear a construção dos currículos brasileiros, norte a sul do país, observando as particularidades regionais e locais e assegurando aprendizagem e desenvolvimento como direitos de todos os estudantes. Enquanto as contribuições elaboradas neste seminário por gestores, professores e estudantes se organizam, até que elas ganhem um novo formato, numa versão definitiva, nosso blog compartilha o texto abaixo, trazendo para este espaço uma reflexão sobre “O que quer e o que pode uma Escola”.

Uma Escola pode muito. Uma Escola pode formar cidadãos, pessoas capazes de organizar-se para defender seus interesses e solucionar problemas respeitando as regras e normas estabelecidas socialmente.

Pode formar pessoas solidárias, capazes de demonstrar sensibilidade em relação aos semelhantes ou aquelas que vivem num mundo particular, sem reconhecer a interdependência entre os seres.

A Escola pode desenvolver em seus alunos princípios éticos, capacidade de diálogo e justiça, fundamentais para uma vida social digna.

Pode formar pessoas curiosas, aquelas que têm prazer em aprender e o mantêm por toda a vida. E pode fazer isso discutindo conteúdos de relevância social – além de conteúdos próprios da Língua, Matemática, Ciências, História e Geografia – para que os alunos façam correlação entre o que aprendem e o que vivem fora da Escola.

Pode fazer leitores e escritores competentes, capazes de falar bem a sua língua, receber e expressar idéias e deleitar-se com as leituras. Pode, ao invés disso, formar analfabetos funcionais: aqueles que apenas decifram o que os olhos vêem.

E o que pode uma Escola relaciona-se com o quer esta Escola . Uma Escola que deseja formar cidadãos solidários, curiosos, reflexivos, leitores e escritores deve ter uma prática consonante com as atuais pesquisas no campo da Educação, sobretudo aquelas que apontam para a capacidade dos sujeitos construírem conhecimento.

Deve oferecer um ambiente seguro e estimulante que favoreça acesso a cultura e atividades que promovam a circulação de conhecimentos: divulgação do que se produz no espaço escolar e incorporação de novas ideias.

Deve ainda investir em formação continuada, atenta à sua equipe de educadores como modelos para seus educandos. E a finalidade última da formação é cultivar nessa equipe as qualidades de ordem ética, intelectual e afetiva que deseja desenvolver em seus estudantes.

Lília Rezende

Professora da Rede Pública Estadual de Ensino da Bahia

Anúncios
This entry was posted in Educação and tagged , by Lilia Rezende. Bookmark the permalink.

About Lilia Rezende

Sou graduada em Pedagogia (UCSal - 1987) e tenho Especialização em Psicopedagogia Clínica e Institucional (UFBa - 1996). Experiência com Docência, Gestão e Coordenação em instituições de Ensino Fundamental, Médio e Ensino Superior e com Formação Continuada de Professores e Formadores. Integro a equipe de educadores da TV Anísio Teixeira desde 2008, projeto da Secretaria de Educação do Estado da Bahia atuando na pesquisa, produção e disseminação de conteúdos audiovisuais destinados à formação de professores e estudantes da rede pública estadual - IAT/SEC - BA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s