20 de Novembro: “Eu sou negão/Eu sou negão/Meu coração/É a liberdade!”

Ter o 20 de novembro

como data oficial

é uma forma de luta

já em nível nacional,

daqueles que, com amargura,

sofrem em bela pele escura

discriminação racial.

[…]

Que as várias etnias

convivam em fraternidade,

a beleza do país

está na diversidade;

convivamos como iguais,

mas que o negro jamais

perca a sua identidade”.

Oi,  pessoal!

Somos todos da mesma espécie! Somos todos iguais! Somos todos negros!

2

Fonte: www.rizomas.net/

Vou falar do legado histórico de uma pessoa que nasceu na mesma cidade em que eu nasci. Foi em União dos Palmares, cidade localizada no interior de Alagoas, sinônimo de “União, Luta, Liberdade, Resistência e Enfretamento” devido a Zumbi dos Palmares, o mais legítimo guerreiro de resistência negra que nasceu na Serra da Barriga. Desde, 1985, o local foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

serra da barriga

Fonte: http://serradabarriga.palmares.gov.br/?

Você sabia da existência do Parque Memorial Quilombo dos Palmares?

Parque Memorial Quilombo dos Palmares, é o primeiro e único parque temático sobre cultura negra do país que recria o ambiente da República dos Palmares – o maior, mais duradouro e mais organizado quilombo já implantado nas Américas.

parque1parque2

Quem desejar vivenciar essa experiência de viajar pelo conhecimento dos aspectos socioculturais do movimento de resistência negra precisa conhecer o Memorial Quilombo dos Palmares.

Ei, galera, é possível fazer um passeio virtual pela afro-brasilidade no site do parque,  com circuitos descritivos da recriação dos ambientes.

passeio virtual

Fonte: www.serradabarriga.palmares.gov.br/?page_id=553

Tenho muito orgulho de ter nascido lá; não porque é a cidade do meu nascimento simplesmente, mas por ter um herói de verdade como conterrâneo cuja luta e legado nos inspira até hoje como exemplo de resistência às desigualdades.

No dia 20 de novembro, celebra-se o aniversário da morte de Zumbi dos Palmares como registro do legado histórico e cultural para o Brasil e faz menção à Consciência Negra, a fim de ressaltar as dificuldades que os negros passam há séculos como lembrança de quanto os negros sofreram, desde a Colonização do Brasil, suas lutas e suas conquistas. Mas também serve para homenagear àqueles que lutaram pelos direitos da etnia e de seus principais feitos.

” Acima de sermos negros, brancos, árabes, judeus, americanos, somos uma única espécie. Quem almeja ver dias felizes, precisa aprender a amar a sua espécie (…) Se você amar profundamente a espécie humana, estará contribuindo para provocar a maior revolução social da história.”

Augusto Cury

 

Referências:

ALENCAR, Nezite. Afro-Brasil em Cordel. Ed. Paullus.

Ver em: Afro-Brasil em Cordel, de Nezite Alencar,

http://serradabarriga.palmares.gov.br/?page_id=10.16/11/2015

http://serradabarriga.palmares.gov.br/?page_id=553.16/11/2015

http://serradabarriga.palmares.gov.br/16/11/2015

Versos do título: música Eu sou negão, de Gerônimo.

 

Ana Cristina Mateus Rangel

Professora de Biologia da Rede Pública Estadual da Bahia

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s