Museus: eu curto, eu aprendo

11272005_1090077544353404_77382504_n

Foto: Raulino Júnior

É desejo que a escola consiga proporcionar em cada um de seus 200 dias a qualidade de aprendizagem que uma visita pedagógica a um museu proporciona. Um museu abre portas para o conhecimento tal qual ele se apresenta no mundo, numa relação íntima entre artes, matemática, língua portuguesa, geografia, matemática, língua portuguesa, geografia, história, física e química. Na escola as disciplinas funcionam como uma velha invenção da Didática e, em função disso, vivemos ainda hoje num constante exercício de inter e transdisciplinaridade desejando uma conversa fluente entre as áreas de conhecimento. Já nos museus isto está posto, de alguma forma, pois estes espaços não organizam seus conteúdos a partir do currículo formal.

Nestes espaços a mediação competente entre o exposto e o espectador, entre conteúdos e estudantes, pode oferecer exploração, crescimento e aprendizagem. E aqui vamos sugerir uma excelente atividade educativa. É que vivemos em Salvador e no interior da Bahia a 13ª Semana de Museus no Brasil, cujo objetivo é aproximar museus e sociedade, num convite à reflexão, discussão e troca de experiências em torno do tema “Museus para uma sociedade sustentável”. Quero aqui me referir especialmente à exposição Narrativas Poéticas, um diálogo colorido e belo entre as artes plásticas e as poesias brasileiras. Vamos a Sala de Arte Mario Cravo, no Palacete das Artes, em busca de entretenimento e encontramos muito mais que isso: além do verde resistente da Rua da Graça, temos a exposição de imagens que ajudam a compreender os significados culturais deste nosso país, da sua beleza natural, sua diversidade étnica e sua organização social.

11334355_1090087397685752_677461348_n

Foto: Raulino Júnior

Nesta exposição, a ideia é relacionar poemas de Drummond, Augusto dos Anjos, Leminski, João Cabral de Melo Neto, entre outros, com as produções de Volpi, Di Cavalcante, Portinari, Iberê Camargo, Tomie Ohtake e outros artistas. É, como disse um mediador do IPHAC, um trabalho de “telas escritas e poemas pintados.”

Trata-se de uma experiência estética onde todos os sentidos se aguçam. Gasta-se olhos e ouvidos para apreciar a originalidade dos poemas de Drummond ou Vinicius projetados no chão e falados com suas vozes e ritmos próprios.  Ninguém diz como Quintana que…

Esse silêncio é feito de agonias
E de luas enormes, irreais,
Dessas que espiam pelas gradarias
Nos longos dormitórios de hospitais.

Ler um poema é uma coisa; ouvir um poema é outra. Valem as duas, ambas trazem, ao menos a mim, um delicado prazer. É grata a surpresa de encontrar na exposição um dos poemas do Poesia de Cada Dia, produção da Rede Anísio Teixeira, disponível no Portal da Educação. É que compartilhamos da idéia de disseminar textos poéticos na nossa programação e disponibilizamos uma dúzia de belos poemas brasileiros, destacando, agora, o de Gregório de Matos, Inconstância das coisas do mundo!

Nasce o Sol e não dura mais que um dia,
Depois da Luz se segue a noite escura,
Em tristes sombras morre a formosura,
Em contínuas tristezas e alegria.
Porém, se acaba o Sol, por que nascia?
Se é tão formosa a Luz, por que não dura?
Como a beleza assim se transfigura?
Como o gosto da pena assim se fia?
Mas no Sol, e na Luz falta a firmeza,
Na formosura não se dê constância,
E na alegria sinta-se a tristeza,
Começa o mundo enfim pela ignorância,
E tem qualquer dos bens por natureza.
A firmeza somente na inconstância.”

(Poesia de Cada Dia)

E, se lhe faltar olhos para esta aventura, há nesta exposição plataformas táteis de telas produzidas em alto relevo sobre mármore, um belo exemplo de quem considera a acessibilidade como um valor de igualdade, é preciso, afinal, tornar acessível a todas as pessoas o saber e a arte.

A exposição Narrativas Poéticas acontecerá até o domingo, dia 31 de maio.

Curta Museu. Aprenda.

Lilia Rezende

Pedagoga, Rede Anísio Teixeira

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s