Dieta Virtual

Você já ouviu a expressão Detox Virtual? A proposta é que as pessoas se afastem das redes sociais para vivenciar as interações cotidianas de forma mais presente e, principalmente, qualitativa.

Essa ideia veio à tona a partir da percepção de que as redes sociais roubam, cada vez mais, o nosso tempo. Em shows, restaurantes, clubes, praia e etc, o que vemos são grupos de pessoas que não interagem entre si, e que se desinteressam das conversas para conferir frequentemente o status nas redes sociais. Seguem assim caminhando, de cabeça baixa pelas ruas, um contingente de indivíduos que está presente e ausente ao mesmo tempo, que opta pelo mundo virtual enquanto se desconecta cada vez mais da realidade a sua volta.

Nas relações familiares, isso causa um impacto visível, pois, muito embora, pais e filhos estejam partilhando o mesmo espaço, cada membro da família se distrai com os seus respectivos tablets, celulares e smartphones. O toque do celular se interpõe sobre todas as atividades: na hora do café, almoço, jantar, em reuniões de trabalho, consultas médicas, trânsito, academia. Estar conectado em rede é um imperativo da vida moderna, mas, enquanto isso, a comida e também as relações sociais esfriam.

No universo da nutrição alimentar, dietas do tipo detox servem para desintoxicação; na vida social, a restrição ao uso das redes sociais passa, antes, pelo bom senso. É possível usar de modo equilibrado e produtivo; é também fácil exagerar e se tornar dependente. É preciso não perder o apetite pelas pessoas no plano real, para isso, é importante não deixar que as relações pessoais se tornem insípidas.

No Ambiente Educacional Web, o vídeo Sexting, dependência em jogos de violência alerta para o uso do celular com ética, responsabilidade e cidadania. Respeitando, sobretudo, a privacidade alheia. No link a seguir, é possível fazer um teste e perceber se seu uso das redes sociais é saudável ou exagerado.

Valdineia Oliveira.
Mestre em Memória: Linguagem e sociedade.

Anúncios