Começou nesta terça (24/02) a matrícula na rede estadual

Começou nesta terça-feira (24/2) e segue até o dia 3 de março, em todas as 1.369 escolas dos 417 municípios baianos, a matrícula dos estudantes na rede estadual de ensino. A matrícula pode ser feita em qualquer escola estadual, de maneira simples e ágil. Basta, para isso, que o aluno ou o responsável se dirija a uma unidade escolar da rede estadual, independentemente de qual o colégio que vá estudar.

Documentos – Para realizar a matrícula, é preciso apresentar os seguintes documentos: original do Histórico Escolar; original e cópia da Certidão de Nascimento ou RG, CPF e comprovante de residência. É preciso ficar atento, também, ao calendário de matrícula da rede estadual de ensino para o ano letivo de 2015, que começa no dia 09 de março.

Pela internet – A matrícula pode ser feita, também, pela internet, por meio do Portal da Educação: www.educacao.ba.gov.br/matricula2015, para os estudantes das redes estadual e municipal que já estão conectados com o Sistema de Gestão Escolar (SGE), da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, com frequência regular até o final de 2014. Também podem se matricular, via internet, os alunos da rede estadual que não renovaram a matrícula ou que pretendem se transferir para outra unidade escolar da rede.

Para efetivar a matrícula pela internet, o estudante deverá utilizar o código contido na carta de renovação ou carta informativa disponibilizada pela escola e, posteriormente, confirmar sua matrícula na unidade escolar para a qual foi matriculado, por meio da entrega da documentação, obedecendo ao prazo estabelecido pelo comprovante de matrícula.

Fique atento ao calendário de matrícula:

– 24 de fevereiro de 2015 – Transferência para estudantes da rede estadual que queiram mudar de escola.

– 25 e 26 de fevereiro de 2015 – Matrícula para estudantes das redes municipais, concluintes do 5º ou 9º ano do ensino fundamental, quando a escola não oferece a série seguinte.

– 27 de fevereiro de 2015 – Matrícula para estudantes novos do ensino fundamental e Proeja fundamental.

– 02 e 03 de março de 2015 – Matrícula para estudantes novos do ensino médio e técnico nível médio.

– Acompanhe a divulgação sobre matrícula no Portal da Educação: Todos pela Escola.

Adaptado do site da Secretaria da Eduação do Estado da Bahia.

Videoclipe de Jornada Pedagógica mostra força do protagonismo estudantil da rede estadual da Bahia

DSC_3036

MC Feijão (no centro), estudantes e equipe da Rede Anísio Teixeira durante a gravação do clipe: protagonismo juvenil. Foto: Vitor Moreira

O videoclipe O Saber de Transformar, feito especialmente para ser exibido na Jornada Pedagógica 2015 das unidades de ensino da rede pública estadual da Bahia, contou com a participação de estudantes e moradores do bairro Praia Grande, em Salvador, e foi produzido pelos profissionais e educadores da Rede Anísio Teixeira. O Saber de Transformar é fruto de um trabalho conjunto, em que a relação da comunidade escolar e da sociedade civil se fortalece.

Da composição da música à finalização do videoclipe, tudo teve como base enaltecer e considerar as especificidades da cultura baiana. “A musicalidade e a batida que estão no rap são bastante autênticas. É um rap da terra, não americanizado. Tem identidade. É um rap com dendê”, brinca Harrison Araújo, diretor do videoclipe. O rap a que Harrison se refere foi composto por Josenildo Almeida, o MC Feijão, estudante da 3ª série do Ensino Médio do Colégio Estadual Dr. Luiz Rogério de Souza e morador do bairro Praia Grande, que fica no subúrbio de Salvador. Esse foi um dos objetivos da produção. Ou seja, mobilizar a comunidade escolar para participar mais da vida da escola. “Foi uma experiência boa”, afirmou  MC Feijão, sobre a sua participação no videoclipe.

Estudantes em ação: "A escola é aberta/ O saber de transformar". Foto: Vitor Moreira

Estudantes em ação: “A escola é aberta/ O saber de transformar”. Foto: Vitor Moreira

Cerca de 50 pessoas (sendo 30 estudantes) foram mobilizadas para a produção do audiovisual. O trabalho, óbvio, foi feito com muito prazer e com responsabilidade. Nesse sentido, detalhes como figurino, direção de arte, locação, escolha de figurantes e preparação de elenco foram considerados com atenção. A gravação do vídeo foi feita no dia 29 de janeiro. As cenas foram gravadas na casa de MC Feijão, no Colégio Estadual Dr. Luiz Rogério de Souza e nas ruas e praças dos bairros Praia Grande e Plataforma.

O Saber de Transformar é uma mensagem motivacional que propõe uma simbiose entre a sociedade civil e a comunidade escolar da rede pública, afirmando que é através da união e de ações colaborativas que a escola e a Educação podem se fortalecer. E, assim, contribuir efetivamente para construção de um mundo melhor. “Junta aqui, somos nós/ E vamos batalhar/A escola é aberta/O saber de transformar…”. (versos do rap O Saber de transformar­, de Josenildo Almeida, MC Feijão).

Asssita ao videoclipe e diga o que achou da produção:

Você também tem a opção de baixar o áudio, através do nosso canal no SoundCloud:

 

No Flickr, você pode ver mais fotos dos bastidores da gravação do videoclipe: www.flickr.com.

Dia Mundial da Internet Segura 2015

Às vezes, a gente está navegando na internet, conversando com alguém nas redes sociais, postando fotos de momentos felizes e não temos ideia de quantas pessoas estão vendo aquele conteúdo. Ou quantas poderão ver. Na rede, há uma falsa ilusão de que estamos seguros, mas até os mais preocupados com exposição e cheios de cuidados podem sofrer as consequências de um uso irresponsável da internet.

Hoje, Dia Mundial da Internet Segura, é uma ótima razão para a gente pensar de que forma estamos nos comportando na internet. Algumas dicas podem parecer chatas, mas são importantíssimas para a nossa convivência no planeta Web. Então, nada de sair por aí fornecendo informações pessoais para desconhecidos, bem como preenchendo formulários em sites suspeitos. Outra dica importante é criar senhas que não sejam tão fáceis de deduzir. Data de aniversário, por exemplo, nunca deve ser usada para esse fim.

Os pais devem ficar atentos ao que os filhos fazem quando usam a internet. A lógica é a mesma da vida fora da tela: cuidado sempre! E, óbvio, o uso da rede mundial de computadores não deve atrapalhar a nossa vida. Se a gente deixa de estudar, ler um bom livro, sair com os amigos ou, simplesmente, conversar com a família, é sinal de que alguma coisa não está bem e precisamos de ajuda.

Alguns sites dão dicas e nos auxiliam a usar a internet de um forma inteligente e responsável. Clique nos links e comece a navegar. De forma segura, é claro!

Movimento Internet Segura (MIS): http://www.internetsegura.org/

Navegação Segura: http://www.ccbc.org.br/34/cooperacao.pdf

SaferNet Brasil: http://www.safernet.org.br/site/

PW-DIA-INTERNET-SEGURARA-2015

Agenda PW: Olimpíada de Matemática das Escolas Públicas

As inscrições para a 11ª Olimpíada de Matemática das Escolas Públicas (Obmep) serão abertas em 23 de fevereiro e seguirão até 31 de março. A Obmep é dirigida às escolas públicas municipais, estaduais e federais, com matrícula de estudantes do sexto ao nono ano do Ensino Fundamental e dos três anos do Ensino Médio.

Composta de duas série de testes – a primeira prova, neste ano, será em 2 de junho; e a segunda, em 12 de setembro – a Olimpíada de Matemática das Escolas Públicas vai premiar 6,5 mil alunos, sendo 500 com medalhas de ouro, 1,5 mil de prata e 4,5 mil de bronze. Os medalhistas também serão convidados a participar do Programa de Iniciação Científica Júnior, em 2016. A Obmep reconhece, ainda, o trabalho dos professores, das escolas e das secretarias de educação dos 6,5 mil vencedores.

Todos os estudantes inscritos participam da primeira prova, que será realizada na própria escola, em 2 de junho. O desafio é resolver 20 questões de múltipla escolha. Do desempenho desta fase, a olimpíada seleciona cerca de 5% dos estudantes, por escola, com melhor pontuação que vão para a segunda etapa, em 12 de setembro. Conforme o calendário da Obmep 2015, a relação de vencedores será divulgada em 27 de novembro.

Iniciativa

Promoção dos ministérios de Ciência, Tecnologia e Inovação e da Educação, a Obmep é realizada pelo Instituto Nacional de Matemática Pura Aplicada (Impa) e pela Sociedade Brasileira de Matemática (SBM). Realizada desde 2005, a competição é um projeto de estímulo ao estudo da matemática nas redes públicas da educação básica de todo o país. Para incentivar a participação, produz e distribui material didático, oferece bolsas de iniciação científica aos estudantes e reconhecimento aos educadores, escolas e secretarias. A Obmep também prepara, a cada ano, cerca de 30 medalhistas de ouro para competições internacionais.

A 10ª edição, em 2014, registrou 18,1 milhões de inscrições, a adesão de 46.711 escolas públicas da educação básica estabelecidas em 5.533 municípios, o que representa 99,41% das cidades.

Mais informações: www.obmep.org.br.

Ionice Lorenzoni

Texto adaptado do site do Ministério da Educação.

Quem sabe o que é a UNE?

Reunidos na Casa do Estudante do Brasil, no Rio de Janeiro, em 11 de agosto de 1937, o então Conselho Nacional de Estudantes conseguiu consolidar um grande projeto almejado há anos anteriores, os jovens a batizam como União Nacional dos Estudantes (UNE). Desde então, a UNE começou a se organizar em congressos anuais e a buscar articulação com outras forças progressistas da sociedade. O primeiro presidente oficial da entidade foi o estudante gaúcho Valdir Borges, eleito em 1939.

Os primeiros anos da UNE acompanharam a eclosão do maior conflito humano da história, a Segunda Guerra Mundial. Os estudantes brasileiros, recém-organizados, tiveram ação política fundamental no Brasil durante esse processo, opondo-se desde o início ao nazifascismo de Hitler e pressionando o governo do presidente Getúlio Vargas a tomar posição firme durante a guerra. Entraram em confronto direto com os apoiadores do fascismo, que buscavam maior espaço para essa ideologia no país. No calor do conflito, em 1942, os jovens ocupam a sede do Clube Germânia, na Praia do Flamengo 132, Rio de Janeiro, tradicional reduto de militantes nazifascistas. No mesmo período, o Brasil entrava oficialmente na guerra contra o Eixo, formado por Alemanha, Itália e Japão. Naquele mesmo ano, o presidente Vargas concedeu o prédio ocupado do Clube Germânia para que fosse a sede da União Nacional dos Estudantes. Além disso, pelo decreto-lei n. 4080, o presidente oficializou a UNE como entidade representativa de todos os universitários brasileiros.

Neste início de século 21, o movimento estudantil diversificou sua atuação, em direção às principais demandas da juventude brasileira. A UNE se mobiliza em grandes bienais, que valorizam áreas como ciência, tecnologia e esporte, em movimentos de estudantes negros, mulheres, gays, lésbicas e outros grupos. Em 2008, a entidade realizou mais uma caravana nacional, desta vez pautando também temas como a saúde e qualidade de vida da população jovem brasileira. Além disso, a UNE tem papel central na Organização Continental Latino-Americana e Caribenha de Estudantes (OCLAE), integrando suas lutas às dos jovens dos demais países do continente. O movimento estudantil brasileiro hoje defende bandeiras como a do software livre, inclusão digital, meio ambiente, segurança pública e o protagonismo positivo do Brasil, enquanto nação emergente, no novo cenário mundial.

A atuação cultural da UNE, reprimida durante os anos de repressão da ditadura militar, foi simbolicamente retomada com a 1ª edição do festival, em 1999, em Salvador (BA). O encontro reuniu mais de cinco mil estudantes que davam início a um longo projeto de aproximação com a cultura popular e intercâmbio entre as muitas juventudes brasileiras.

Após essa primeira edição, foi criado o Circuito Universitário de Cultura e Arte, o CUCA, da UNE, responsável dali em diante pela organização de todas as outras edições do festival e por articular espaços físicos nas instituições de ensino e uma rede de diálogo entre os estudantes.

A última edição da Bienal, a oitava, em 2013, aconchegou-se nas históricas ladeiras de Olinda, em Pernambuco, celebrando o centenário de Luiz Gonzaga, o mestre Gonzagão. O tema “A volta da Asa Branca” pontuou a programação e teve a participação de convidados, em um encontro de gerações.

A Bienal retorna à cidade maravilhosa após três bem-sucedidas edições (2001, 2007 e 2011). A relação entre os estudantes brasileiros e o Rio é contada na história. A UNE foi fundada em terras cariocas e a sua sede funcionou na Praia do Flamengo, 132, até 1ª de abril de 1964, data em que foi incendiada por agentes da ditadura militar que acabava de se instalar no país. Hoje, a entidade está reconstruindo o prédio, no mesmo local, a partir de um projeto doado por Oscar Niemeyer, com inauguração prevista para 2016.

A 9ª Bienal #VozesDoBrasil voltou ao Rio de Janeiro desde o dia 1o fevereiro e segue até 6 de fevereiro de 2015, em pleno verão carioca. As atividades vão se concentrar em equipamentos culturais lendários que compõem o cenário efervescente da famosa Lapa, como a Fundição Progresso e o Circo Voador, com shows ao ar livre debaixo dos mais democráticos Arcos do país.

Então, pessoal, a União Nacional dos Estudantes, se não é a maior, é a mais antiga instituição defensora das causas estudantis no Brasil e você pode conhecê-la ainda mais acessando aos portais eletrônicos da UNE e/ou da 9ª Bienal #VozesDoBrasil.

Seguem os links:

http://www.une.org.br/

http://bienaldaune.org.br/hs/

Nota: Alguns trechos desse texto foram recortados dos portais eletrônicos da UNE e da 9ª Bienal #VozesDoBrasil.