Matemática da feira

figura de Matemática da feira

Fonte: Gestar TP 06

Olá, pessoal! Tudo beleza?

No mês de setembro, iremos tratar do tema “saúde”. A Matemática, como já falamos em outras abordagens, está presente em tudo.  E você deve estar pensando:

– O que Matemática tem a ver com saúde?

– Como a Matemática pode contribuir na manutenção da minha saúde?

Andando pela Feira de São Joaquim, somos bombardeados pelos anúncios de promoções:

-Cenoura na promoção! R$ 1, o quilo!

– Tomate, freguês, só R$ 2,50…

Diante de uma variedade de frutas, verduras, legumes e hortaliças, de que forma a Matemática pode nos ajudar a ter uma alimentação balanceada e diversificada, que contemple as quantidades diárias de calorias, sais minerais e vitaminas?

Primeiro, devemos calcular a quantidade diária de calorias  que deverão ser ingeridas. Ou seja, a quantidade de energia que os alimentos podem nos fornecer para realizar todas as atividades necessárias para a nossa sobrevivência, como a manutenção dos nossos processos vitais e de nossa capacidade de trabalho. Para obtermos esse valor, devemos escolher um método, atualmente o mais utilizado é a fórmula de Harris-Benedict que calcula o TMB (Taxa metabólica basal), que é uma espécie de quantidade  de “energia de repouso”, isto é, das calorias necessárias para o corpo garantir o funcionalismo vital. Esta fórmula é dada pela expressão:

  • Para homens:

TMB = 88,36 + (13,4 x peso, kg) + (4,8 x altura, cm) – (5,7 x idade em anos)

  • Mulheres:

TMB = 447,6 + (9.2 x peso, kg) + (3,1 x altura, cm) – (4,3 x idade em anos)

Como a maioria das pessoas consome mais que o mínimo de energia, temos o fator Taxa de atividadeque é classificado de acordo com o grau de esforço físico diário do indivíduo. Assim, a quantidade de calorias ingeridas diariamente por indivíduo, será dado pelo produto do seu TMB pela sua Taxa de atividade.

Calculada as calorias necessárias, devemos agora, escolher os alimentos que podem fornecer essa quantidade de energia. Após a seleção dos alimentos e observando, o valor nutricional deles, temos que calcular a quantidade que se deve consumir de cada item.

Vamos tomar um exemplo simples: suponha que um indivíduo resolve consumir feijão carioca e atum fresco, que são alimentos ricos em fibra, proteínas, ferro e carboidratos. Considere que o produto do seu TBM pela sua taxa de atividade seja 1880kcal diárias. Consultando as tabelas nutricionais destes alimentos, verificamos que cada grama de feijão pode nos fornecer 0,76kcal; e cada grama de atum 1,1kcal.

 Vamos, agora, recorrer à Matemática para calcular a quantidade diária de feijão e de atum suficiente para suprir as necessidades calóricas deste indivíduo. Vejamos:

Tomemos a variável “x” para representar a quantidade de feijão, em gramas; e “y”, para representar a quantidade de peixe, em gramas. Logo, x gramas de feijão podem nos fornecer  0,76.x  kcal (ou 0,76x) e gramas de peixe pode nos fornecer 1,1.y kcal (ou 1,1y).

Como o total de calorias a ser ingerido deve ser 1880 kcal, temos que 0,76x + 1,1y = 1880. No entanto, a equação obtida nos fornece infinitas soluções. Consultando a tabela novamente, verificamos que a quantidade de nutriente que cada alimento fornece é praticamente igual. Podemos supor x = y, isto é, a quantidade de feijão, em gramas, deverá ser igual à quantidade de atum, proporcionando uma dieta equilibrada com os dois itens. De posse da 2°equação, obtemos o sistema: sistema de equação,cuja solução pode ser obtida, aplicando o método da substituição de variável. Assim, a solução do sistema será 1010g de feijão carioca e 1010g de atum fresco, que podem ser  divididas em várias porções durante o dia, tendo em vista que os nutricionistas recomendam alimentar-se a cada 3h.

Acessando o conteúdo digital “Queimando gordurinhas” , você poderá analisar e acompanhar o fluxo de energia produzido pelo seu corpo diariamente, além de refletir sobre seus hábitos alimentares. Assista também ao quadro “Cotidiano”, que integra o programa “Intervalo”,  produzido pela TV Anísio Teixeira e aprenda mais sobre as relações que existem entre o sabor, olfato e o cérebro, e de como podemos aprender isso tudo num simples passeio pela feira.

Referências:

http://ambiente.educacao.ba.gov.br/conteudos-digitais/conteudo/exibir/id/3692, acesso em 15/09/2014

http://ambiente.educacao.ba.gov.br/conteudos-digitais/conteudo/exibir/id/3325 , acessado em 15/09/2014

 http://www.weblaranja.com/nutricao/valor-diario.php#, acessado em 15/09/2014

http://www.mudaomundo.org/nutricao/recomendacoes, acessado em 15/09/2014

http://fitseven.com.br/emagrecer-rapido/vitaminas-e-naturais/necessidades-de-calorias-diarias, acessado em 15/09/2014

http://www.questpedia.org/pt/Metabolismo_basal&action=edit&section=1, acessado em 15/09/2014

http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=13055&Itemid=811, acessado em 15/09/2014

http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=1394, acessado em 15/09/201

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s