Videotutoriais – Blender

Captura de tela - 30-01-2014 - 16:14:22

Olá, pessoal!

Vocês já devem ter visto alguns textos sobre modelagem e animação em 3D aqui no blog. Em geral, ao publicarmos nossos textos, costumamos recomendar vídeos sobre produção em 3D, e, na maioria dos vídeos que recomendamos, o software utilizado é o Blender, que também já mencionamos em nossos posts.

Pois bem, estamos iniciando uma série de videotutoriais sobre o Blender, que auxiliará o usuário na utilização dessa ferramenta tão poderosa. Inicialmente, mostraremos como fazer o download do Blender, falaremos sobre as aplicações de um programa de produção em 3D e a constituição de uma cena. Em seguida apresentaremos os objetos tridimensionais e suas transformações básicas. Trabalharemos também com polígonos e as principais ferramentas de modelagem poligonal. Por fim, desenvolveremos um modelo para exercitar os recursos apresentados nos tutoriais anteriores.

Caso tenha interesse em saber um pouco mais, sugerimos que dê uma olhada nos vídeos. Esses tutoriais trazem um conteúdo básico de maneira genérica, pra que o usuário tenha autonomia para construir seu próprio estilo de trabalho. Contamos com comentários e sugestões para os próximos tutoriais.

Links para acesso direto:

– Youtube –

– AEW –

– PW –

Jornada Pedagógica 2014

Olá, educ@dores!

Nos dias 30 e 31 de janeiro de 2014 será realizada a jornada pedagógica nas escolas da rede baiana de educação, com o tema O Planejamento Coletivo da Escola para o Fortalecimento das Aprendizagens.

A jornada reúne educadores em suas unidades de ensino, sendo uma oportunidade ímpar para estes construírem e planejarem suas ações para o novo ano letivo, com o objetivo de fortalecer a educação pública.

A Rede Anísio Teixeira, através da Secretaria da Educação disponibiliza uma série de Mídias e Tecnologias Educacionais Livres que abrange todas as áreas do conhecimento e dos temas transversais, conteúdos que podem complementar os estudos e auxiliar na realização de atividades dinâmicas e atrativas em sala de aula.

Acesse a página de Mídias e Tecnologias na Jornada Pedagógica 2014 e compartilhe essa ideia!

A escola, em sua singularidade, contém em si a presença da sociedade como um todo”

(Edgar Morin)

Saiba mais sobre a Jornada Pedagógica clicando aqui!

Fonte: http://www.educacao.ba.gov.br/midiaseducacionais

Videotutoriais – Kdenlive

Imagem

Olá, colega!

 Você já conhece os vídeotutoriais do programa de edição de vídeo, Kdenlive? Se não conhece, venha conferir a primeira temporada de tutoriais e aprender um pouco dessa ferramenta tão importante que pode auxiliar nas suas produções audiovisuais. Com esta ferramenta você pode produzir um filme, um documentário ou mesmo uma aula.

 Nesse primeiro momento, já foram lançados cinco videotutoriais com os conceitos básicos sobre o software, que você pode rever antes de prosseguir, acessando nossa página. São as impressões iniciais e os primeiros passos de como manipular o Kdenlive, que é um programa der edição de vídeo não-linear, muito fácil e intuitivo.

 Estão disponíveis os seguintes temas: Importação, Transição, Efeitos, Créditos e Renderização. Um panorama básico, onde você vai aprender a manipular a linha do tempo e suas ferramentas; como salvar os arquivos e a possibilidade de formatos; a importância da dinâmica dos efeitos e transições; além de entender a interface do programa.

 Com o avanço de um mundo cada vez mais midiático, instantâneo e interativo a educação pode e deve se apropriar das tecnologias, afim de oferecer novos caminhos para se aprender, tornando possível a criação de mídias independentes e, consequentemente, abrindo novos camihnos para o amadurecimento e aprendizado dos estudantes.

 Bons estudos e até nosso próximo encontro!!

Links para acesso direto:

– Youtube  –

– AEW –

– Blog –

Centro Juvenil de Ciência e Cultura abre inscrições para curso de inglês

 O Centro Juvenil de Ciência e Cultura (CJCC), inicia nesta segunda-feira (20/01), as inscrições para o curso de inglês oferecido pela Secretaria da Educação do Estado da Bahia, em parceria com a Universidade Federal da Bahia (Ufba). O curso gratuito disponibiliza 700 vagas para estudantes da rede pública estadual, matriculados no 1º e no 2º ano do ensino médio e suas modalidades. As inscrições podem ser feitas até o dia 14 de março, no CJCC, localizado no Pavilhão Dalva Matos, do Colégio Estadual da Bahia (Central).

A iniciativa integra o projeto Welcome to Brazil – Curso de Extensão em Língua Inglesa. Em 272 horas de curso, voltadas para o turismo receptivo, os estudantes irão aprender com o método communicative approach, da Oxford University. As aulas serão ministradas a partir do dia 17 de março, por professores, monitores, tutores, mestres, doutores e convidados da Ufba e outras instituições parceiras e, ao final do curso, os estudantes serão certificados.

Em dezembro, o projeto realizou a sua primeira certificação, com a formação de 216 estudantes. A segunda certificação está prevista para abril de 2014, com a formação de mais 289 estudantes.

 O Centro Juvenil de Ciência e Cultura – CJCC é uma iniciativa de educação complementar da Secretaria da Educação do Estado da Bahia. Visa ampliar o acesso da juventude baiana às temáticas contemporâneas na perspectiva de consolidar a sua capacidade de fazer nexos interdisciplinares, potencializando a compreensão de fatos, questões, invenções, avanços e conquistas científicas, sociais, culturais, artísticas e tecnológicas da humanidade.

Fonte:http://escolas.educacao.ba.gov.br/noticias/centro-juvenil-de-ciencia-e-cultura-abre-inscricoes-para-curso-de-ingles

 

Radiola PW -Baculejo

Olá, amig@s!

O Radiola PW, estreou no blog com o intuito de analisar músicas que podem ter uso pedagógico, trazendo sempre as temáticas e discussão destas letras. No 2º Encontro Estudantil tivemos a oportunidade de interagir e conversar com diversos estudantes, sendo um desses o Arthur César estudante da rede pública de Vitória da Conquista que participou do FACE em 2013.

Por valorizarmos o fomento e o compartilhamento de produções livres e independentes por parte dos autores inseridos nas escolas públicas baianas, a equipe inicia o Radiola PW de 2014 com uma contribuição escrita por Arthur com uma análise da música “Baculejo”, que compôs para participar do FACE 2013. Participe você também e fique a vontade para sugerir músicas, em especial as de sua autoria, para compartilharmos ao longo do ano por meio do Radiola PW. E agora, confiram o texto de Arthur.

Meu nome é Arthur César, sou músico e compositor, resolvi ser blogueiro há pouco tempo no endereço http://cafecomcordas.wordpress.com e atualmente vocalista e guitarrista da banda Margô , pouco divulgada por ser um projeto recente. Baculejo é um projeto que inicialmente foi desenvolvido para o FACE (Festival Anual da Canção Estudantil.) e surgiu na cidade de Vitória da Conquista. Na sombra de uma árvore do Colégio da Policia Militar Eraldo Tinoco pensava sobre o que escreveria para compor a música do festival, e impulsionado pelas manifestações que inundaram o Brasil, resolvi pegar a mesma “vibe”. Enfim, a meta era usar a música urbana e combinar ritmos, protestar e evidenciar as mazelas brasileiras, um protesto legítimo e com um objetivo, um Brasil melhor. A construção da música foi muito divertida, depois de pronta recebi o apoio de meus colegas e amigos, e principalmente de duas figuras ilustres, Jaciara Souto (que fez toda revisão gramatical) e Jonatan dos Santos (que me ajudou muito, dos back vocals a interpretação), ambos professores do CPM , lotados na DIREC 20 .

img_0023

O titulo da música, “Baculejo” gerou curiosidade e um pouco de polêmica. Será que tal ousadia de trazer a linguagem popular do povo baiano para música daria certo? Mas aos poucos, as pessoas foram se familiarizando, e ao mesmo tempo entendendo que o Brasil precisa sim de um Baculejo, precisa ser revistado, a fim de desmascarar os verdadeiros vilões e problemas que o assolam. A música em si passa uma mensagem de indignação, abordando temas como corrupção, preconceitos raciais, alienação e subordinação de classes, democracia ilusória, entre outros…

A importância de Baculejo para as escolas públicas é mostrar a cara do estudante, desmascarar o preconceito de que os jovens provenientes da rede pública não tem capacidade de exercer o senso crítico adormecido dentro de si. Mostrar que nós jovens temos sede de revolução, de mudança, de melhoras em nosso país, é com esse intuito que componho e tenho orgulho de dizer o nome do meu colégio, mesmo sabendo que não recebi o apoio de todos nessa jornada.

Finalizando, agradeço a Secretaria de Educação do Estado da Bahia , a SEC , por promover eventos como o FACE , TAL, AVE, JERP, que me ajudaram muito a ser o que sou hoje, desde o ano de 2011 participo ativamente, e sei que assim como eu , diversos jovens tiveram e terão a oportunidade de mostrar seus talentos, sua cultura, sua arte.

E ai que tal curtir o som do Baculejo? Confira o link abaixo:

http://www.4shared.com/mp3/cqjEFFI-/Baculejo-BandaPerfil.html

Abraços!

Lavagem do Bonfim: tradição, fé e história

Êa, turma esperta!

      A tradicional Lavagem do Bonfim, uma das manifestações culturais e populares mais significativas para o povo baiano, é celebrado na segunda quinta-feira do ano. O cortejo das baianas e a procissão dos fiéis católicos percorre um circuito de 8 quilômetros, partindo da Basílica de Nossa Senhora da Conceição da Praia, no bairro do Comércio até a Colina Sagrada, no Bonfim onde acontece a lavagem das escadarias da igreja.

      Os festejos têm início por volta das oito horas da manhã, com a realização do Ato Ecumênico área externa da Basílica de Nossa Senhora da Conceição da Praia, que além de contar com a presença de autoridades políticas locais, recebe líderes e representantes de diversas correntes religiosas, saudando os milhares de presentes com mensagens de paz e confraternização entre os povos, suas crenças e costumes.

Em seguida, a multidão de fiéis e simpatizantes segue os 8 quilômetros em direção a Colina Sagrada, para a tão esperada lavagem das escadarias do templo. Diversas entidades culturais, entre afoxés, grupos de capoeira, mascarados e bandas de sopro e percussão garantem o entusiasmo dos que seguiram o cortejo.

Ao som do Hino ao Senhor do Bonfim, as Baianas – mulheres geralmente ligadas aos cultos afro-brasileiros, como o candomblé, empunhando quartinhas de água de cheiro e caracterizadas com suas vestes e adornos que as tornaram mundialmente conhecidas – encerraram o dia de celebração religiosa, aspergindo sobre o povo o líquido cheiroso de seus vasos, tido como portador de boas energias e proteção, a exemplo da água benta utilizada nos ritos católicos. Em seguida, tem lugar o lado profano da festa, no largo da Igreja, com a animação de barracas de bebidas e comidas típicas e muita música, onde os populares levam sem hora para acabar, num misto de fé e alegria.

pw-lavag_bonfim-2013

Historicamente, as homenagens tiveram início em 1754, quando a imagem do Senhor Crucificado – trazida em 1745 pelo Capitão do Mar e Guerra da Marinha Portuguesa, Teodósio Rodrigues – foi transferida da Igreja da Penha, em Itapagipe, para a sua própria Igreja, construída na Colina Sagrada.

O ato de lavar a igreja iniciou em 1773, quando os membros da Irmandade “Devoção do Senhor do Bonfim” obrigaram os escravizados a lavar a igreja em preparação a festa que aconteceria no domingo após o Dia de Reis. Os povos negros que executavam esta tarefa passaram a oferecer este momento a seus orixás, usando do encontro de preparo para homenagear e festejar Oxalá.

 Devido ao sincretismo, os adeptos do candomblé associavam a imagem de Jesus à Oxalá, assim como a de Jesus crucificado à Oxalufan (uma representação de Oxalá velho). A lavagem tornou-se uma forma de também reverenciar os orixás. As filhas e mães de santo vestiam-se de branco (cor que representa Oxalá), lavavam a igreja com água de cheiro e faziam celebrações do culto ao orixá. Hoje, a lavagem reúne fiéis de todas as crenças e credos.

Fonte: Wikipédia

Biblioteca Virtual 2 de Julho lança site com acervo de Ubiratan Castro

A Biblioteca Virtual 2 de Julho, vinculada à Fundação Pedro Calmon, lança no dia 10 de janeiro, às 18h, na Sala Katia Mattoso da Biblioteca Pública do Estado da Bahia, um site com o acervo referente ao professor historiador Ubiratan Castro de Araújo. Dentre os materiais coletados, está a dissertação do professor, defendida na Université de Paris X, Nanterre, versando sobre o orçamento do estado da Bahia entre 1889 e 1930. A dissertação, originalmente em francês, será disponibilizada, pela primeira vez, traduzida ao português, com download gratuito.

Além da dissertação, o site disponibiliza a tese de doutorado original em francês, defendida na Université de Paris IV, Sorbonne, sob orientação da professora doutora Katia Mattoso, sobre a política e a economia na Bahia escravocrata no período de 1820-1889. Artigos, fotografias e vídeos também compõem o acervo, incluindo material produzido exclusivamente para o site, como depoimentos de personalidades próximas ao professor.

Os materiais disponibilizados contam sobre os diversos campos de atuação do professor, desde a vida acadêmica como professor da Universidade Federal da Bahia até a carreira de gestor público, que passa pela Fundação Cultural Palmares e pela Fundação Pedro Calmon, por exemplo. O site também traz acervo que conta sobre a militância e religiosidade do professor.

Reconhecido pelas ações voltadas pela valorização e reconhecimento da cultura negra, além da luta contra o racismo institucionalizado no país, o professor Ubiratan Castro de Araújo reúne obra significativa para uma análise crítica da questão negra na sociedade baiana. Bira, como era conhecido, faleceu em janeiro de 2013, quando ocupava a direção geral da Fundação Pedro Calmon.

O lançamento do site também integra as ações de dois anos da Biblioteca Virtual 2 de Julho, idealizada pelo professor, que buscava uma ferramenta que pudesse percorrer imaterialmente todo o estado para disseminar documentos importantes sobre a história e cultura da Bahia. O evento conta também com a palestra “Culturas Digitais e Compartilhamento do Conhecimento: nós somos a biblioteca ‘aumentada’”, com o professor doutor Messias Bandeira. O site especial de acervo do professor pode ser acessado através da biblioteca: http://www.bv2dejulho.ba.gov.br .

Lançamento

Quando: Dia 10 de janeiro de 2014 (sexta-feira), às 18h

Onde: Sala Katia Mattoso – Biblioteca Pública do Estado da Bahia

Quanto: Gratuito

Fonte: ASCOM/FPC

Fonte: http://bibliotecapublicafpc.blogspot.com.br/2014/01/biblioteca-2-de-julho-lanca-site-com.html