Música na sala de aula

Salve, salve, turma!

A música há muito tempo faz parte da história da humanidade. Ela nos acompanha antes mesmo de nascermos, quando ainda no ventre ouvimos o ritmo das batidas do coração da nossa mãe. Na idade antiga a música era uma das linguagens utilizadas nas práticas religiosas, metafísicas, curandeirismo e também como registro histórico de uma civilização. 

Hoje a música está presente de varias formas e ritmos, e em diversos lugares como bares, residências, cinemas, rádios, televisão e na escola.

Visto que a música permeia os diversos lugares que nos encontramos, inclusive a escola, uma pergunta se faz: Como a música pode ajudar na relação ensino e aprendizagem?

A música como elemento lúdico “pode ser utilizado para trabalhar as habilidades da língua e os componentes do sistema linguístico, bem como para promover interação, motivação e criar uma atmosfera de aprendizagem mais prazerosa e descontraída.” ¹ 

Não foi a toa que Schopenhauer afirmou: “A música exprime a mais alta filosofia numa linguagem que a razão não compreende.” Por ser uma linguagem comum a todos, a música permite à professores e estudantes, independente de dominar a técnica musical, a possibilidade de trabalhá-la em sala de aula.

No entanto, o uso da música na sala de aula deve ser contextualizada, por exemplo, você pode discutir o Regime militar no Brasil a partir da música “Apesar de você” de Chico Buarque. Essa contextualização é importante para que o estudante perceba a relação da música com a atividade desenvolvida.

Portanto “a música não é apenas uma combinação de notas dentro de uma escala, mas também ruídos de passos e bocas, sons eletrônicos, ou ainda uma vestimenta e gestos do cotidiano de determinados indivíduos que gostam de um tipo de som. É tudo isso e mais o produto de longas e incontáveis vivências coletivas e individuais com as experiências de civilizações diversas ao longo da história.”²

¹ PEREIRA, P. G. Reflexões sobre o uso de música na sala de aula de LE: as crenças e a prática de dois professores de inglês. Dissertação – Pós-Graduação em Letras e Lingüística da Universidade Federal de Goiás. Goiânia – GO, 2007.

 ² DUARTE, M. J. F. A música e a construção do conhecimento histórico em aula. Tese – Programa de Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo. São Paulo – SP, 2011.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s