O Blog do Mestre Chassot

Todos(as) nós temos um(a) professor(a) – geralmente mais de um(a)! – que se torna uma espécie de “guru”, um(a) verdadeiro(a) MESTRE(A) (com todas as letras em maiúsculo). Às vezes, a influência desse(a) mestre(a) é tão grande que pode determinar a nossa preferência por esta ou aquela área do conhecimento.

Attico Chassot é um destes MESTRES para muitos(as) professores(as) de Química. Professor há mais de 50 anos, sua biografia pode ser conhecida no seu blog: http://mestrechassot.blogspot.com.br/.

Suas obras são referências nos cursos de formação de professores(as) de Ciências. Destacam-se, entre outras, “Alfabetização Científica”, “A Ciência através dos tempos”, “Para que(m) é útil o ensino”, “A Ciência é Masculina? É sim senhora!” e a mais recente “Memórias de um professor”.

As suas 73 primaveras valorizam ainda mais a sua produção literária e a sua atuação em educação, e sua presença nas mídias sociais têm o vigor e a disposição comparáveis a de qualquer adolescente antenado(a). Sua constante preocupação com os temas sociais da atualidade, sempre respaldado pela História, Filosofia e Sociologia fazem das suas postagens verdadeiras aulas interdisciplinares.

Visitando o seu blog, podemos ler a postagem do dia 05 de dezembro de 2012, cujo título é “Facebook: uma ágora pós-moderna”:

“Atrevo-me a dizer que o Facebook é uma ágora pós-moderna. Recordo, ajudado pela Wikipédia que a Ágora era a praça principal na constituição da pólis, a cidade grega da Antiguidade clássica. Normalmente era um espaço livre de edificações, onde os cidadãos costumavam ir, configuradas pela presença de mercados e feiras livres em seus limites, assim como por edifícios de caráter público. Enquanto elemento de constituição do espaço urbano, a ágora manifesta-se como a expressão máxima da esfera pública na urbanística grega, sendo o espaço público por excelência.”

Assim como uma praça, o “face” é espaço para expressão da política, das paixões, da ciência e de revoluções. A cidadania que tanto almejamos ao educar pode ser construída também neste espaço. Os recursos dos grupos fechados permitem a mediação de disciplinas tanto no nível médio quanto no nível superior.

O curso de Licenciatura em Química da Universidade do Estado da Bahia (Uneb) utiliza este recurso em disciplinas de ensino de Química, inclusive fazendo reflexões sobre este uso. Os recursos que os grupos do Facebook apresentam são muito dinâmicos, constituindo um espaço a mais de formação. Cada grupo aberto com esta finalidade torna-se um ambiente onde os participantes apresentam naturalmente um comportamento mais formal, tendendo ao discurso acadêmico, diferentemente dos comentários fora do grupo, no espaço aberto da mídia social.

Chassot também está presente no Facebook, no endereço https://www.facebook.com/attico.chassot, e sobre isso comenta na mesma postagem do seu blog:

“Se a ágora era penhor de democracia, o Facebook representa isto hoje. Usemo-lo, que vale a pena.” (CHASSOT, 2012)

chassot2 (cópia)

Fonte (imagem): http://www.professorchassot.pro.br/

Texto de Ródnei Souza, professor e colaborador da Rede Anísio Teixeira, Programa de difusão de linguagens e Tecnologias da Informação e da Comunicação da Rede Pública Estadual de Ensino.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s