2ª Feira de Ciências da Bahia e 7ª Feira Baiana de matemática

Salve, salve turma!

Nos dias 27 e 28 de novembro de 2012, o Passeio Público no centro histórico de Salvador foi palco da 2ª Feira de Ciências da Bahia e da 7ª Feira Baiana de Matemática, promovidas pela Secretaria de Educação do Estado da Bahia e a Universidade do Estado da Bahia.Premiação 27_11_2012 (225)

Durante esses dois dias foram apresentados 150 trabalhos, com a presença de 141 professores e 200 estudantes de 70 escolas, em 35 municípios.

“Eu queria que todos vocês, assim como encantaram ontem e hoje com seus trabalhos, voltassem a suas escolas e encantassem seus colegas, seus professores, e dissessem a eles que nós podemos sim mudar a história, que nós podemos sim ter uma escola de qualidade, nós podemos sim ver cientistas e médicos saindo da escola pública” afirmou Irene Cazorla, diretora do IAT. (Fonte: IAT)

Nos projetos apresentados a preocupação com os problemas ambientais e locais era o fio condutor de muitas pesquisas, como afirmou o Professor Reginaldo Cruz, da Escolar Rural Glicina Carvalho (Campo Formoso – Ba): “Foi observando a necessidade da região, os agricultores que sofrem no tempo de estiagem e na tentativa de evitar o desperdício de água, além da necessidade de reciclar, que implementamos esse projeto (irrigação por gotejo). O nosso objetivo aqui não é apenas  mostrar o nosso projeto para os que visitam a feira, mas conscientizar as pessoas sobre o uso consciente dos recursos naturais e aplicar também nas suas casas.”

A feira também contou com projetos que foram apresentados na Rio +20, como a ECO-trilha interativa, um jogo no qual é possível aprender sobre sustentabilidade e preservação do meio ambiente, desenvolvido pelo Grupo Estudantil de Pesquisa do Colégio Estadual Dona Amélia Amado (Itabuna – Ba). Sobre a experiência de ter ido a Rio +20 relata a estudante Lorena Matos: “Quando soubemos da Rio +20 decidimos em nossa escola elaborar um trabalho para ser apresentado, com a orientação da Professora Tereza Cristina criamos a Eco-trilha, ficamos muito felizes quando o nosso projeto foi selecionado para participar da Rio +20. E a nossa participação na Rio +20 foi perfeita! As pessoas participavam da Eco-trilha e aprendemos muito com os outros trabalhos lá apresentados.”

Os estudantes na feira mostraram como é fácil aprender matemática, disse a estudante Kamila de Souza, da Escola Municipal Dr. Luis Viana Filho (Senhor do Bonfim – Ba): “A matemática tá presente no nosso cotidiano, e das coisas simples do dia a dia podemos apreender assuntos complexos, como foi o nosso projeto, que através da produção do licor podemos aprender função afim muito mais rápido e não esquecemos mais dele”.

Para os estudantes e professores a feira de ciências e matemática foi uma ótima oportunidade de apresentar os trabalhos e de trocar experiências e conhecimentos.

Parabéns a todos os estudantes e professores pelos trabalhos realizados, que mostraram que com investimento, parceria e comprometimento da comunidade escolar a rede pública se revela um celeiro de produção cientifica nos diversos seguimentos do conhecimento.

Confiram as fotos no Portal IAT

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s