DIA MUNDIAL DA EDUCAÇÃO

Olá turma, beleza?!

Vocês sabiam que hoje, 28 de abril, é celebrado o Dia Mundial da Educação?

Esta data faz referência a um encontro de representantes de 180 países participantes do Fórum Mundial de Educação realizado entre 26 e 28 de abril de 2000, na cidade de Dakar, no Senegal, onde foi assinado um documento no qual estes países se comprometiam a não poupar esforços, políticos e financeiros, para que a Educação chegasse a todas as pessoas do planeta até o ano de 2015.

Este fórum é considerado um marco para a educação global pois nele os países participantes assumem o compromisso de atingirem os objetivos da Declaração de Jomtien – documento criado na Conferência Mundial sobre Educação para Todos, no ano de 1990, em Jomtien, Tailândia. Universalizar o acesso à educação e promover a equidade, ampliar os meios e o raio de ação da educação básica e propiciar um ambiente adequado à aprendizagem são alguns destes objetivos.

Segundo a representação da UNESCO no Brasil, nosso país apresentou os seguintes avanços nestas últimas duas décadas: o acesso ao ensino fundamental está quase universalizado, com 94,4% da população de 7 a 14 anos incluídos nesse nível de ensino; a proporção de jovens na idade própria que se encontra no ensino médio é mais que o dobro da existente em 1995, mostrando expressivo avanço no acesso à educação secundária; redução das taxas de analfabetismo entre jovens e adultos; aumento no acesso ao ensino superior.

E por acreditarmos na educação como um meio para garantir oportunidades iguais de acesso a melhores condições de vida e de trabalho é que nos engajamos nessa ação de levar pra vocês, estudantes, professores e a toda comunidade escolar baiana conteúdos atualizados sobre as mais diversas áreas do conhecimento.

Conheça um pouco mais sobre as ações desenvolvidas pelo Governo do Estado da Bahia para promover a construção de uma Educação cada vez mais forte, dinâmica e colaborativa nos nos links http://www.educacao.ba.gov.br/ e http://ambiente.educacao.ba.gov.br/.

Um abraço, galera!

Fontes:

http://www.educabrasil.com.br/eb/dic/dicionario.asp?id=111

http://unesdoc.unesco.org/images/0008/000862/086291por.pdf

http://www.unesco.org/new/pt/brasilia/education/education-for-all/

Anúncios

Surfistas rompendo estereótipos

Não se sabe exatamente em que momento se deu a origem do surfe, sabe-se porém que esta prática de deslizar sobre as ondas há muito tempo já era praticada pelos povos polinésios.

Apesar de ser um esporte, muitos surfistas tiveram que a aprender a lidar com um estereótipo pejorativo. Porém, graças aos próprios surfistas esse preconceito vem sendo quebrado. Há algumas décadas atrás era muito difícil um pai de família ser representado com uma prancha de surf na mão, hoje em dia o surf é praticado por todas as classes sociais e o estereotipo do praticante do surf mudou para um símbolo de saúde e lazer.

Os surfistas estão com tanta moral que agora a tecnologia ajuda com recursos que são utilizados para saber como estão as ondas, especialmente a internet , onde o surfista pode conferir ao vivo, através de sites especializados, as ondas de todo o litoral brasileiro e mesmo do exterior, através das câmeras nas praias.

O Professor Web já teve seus momentos de surfista nas praias baianas. Confira as fotos…

pw_surfista_2012_v21

https://oprofessorweb.files.wordpress.com/2011/08/pw_surfista_2012_v21.png

https://oprofessorweb.files.wordpress.com/2011/08/pw_banneer_blog1.png

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Surfe

A lenda da barata sem cabeça

fala, galera!

Famosas por serem duronas as baratas são as únicas prováveis criaturas que poderiam sobreviver a um holocausto nuclear.

As baratas urbanas são capazes de viver três dias sem água e dois meses sem comida.

Mas várias baratas conseguem sobreviver cerca de um mês sem comida e sem água e aproximadamente dois meses só com a água.

Como se isso já não fosse o bastante, uma barata sem cabeça consegue sobreviver por semanas.

Mas, ao contrário da crença popular, suas cabeças também acomodam seus cérebros.

A maior parte da atividade de seus sistemas nervosos, no entanto, acontece em gânglios nervosos localizados por todo o corpo delas.

Esse é um dos motivos que explica o porquê uma barata sem cabeça pode viver por mais de uma semana; ao contrario do cavaleiro sem cabeça, que morreria em segundos por falta dela.

Valeu e até mais!

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Barata-americana

Cine PW: XINGU e Tudo OK. Os Índios Pataxó Hã-Hã-Hãe e o desenvolvimento rural.

O índio só sobrevive na sua própria cultura.” (Irmãos Villas-Bôas)

Quer saber mais sobre os Irmão Villas Boas e a Expedição Roncador Xingu: Acesse Aqui

De Bônus: Tudo OK. Os Índios Pataxó Hã-Hã-Hãe e o desenvolvimento rural.

Fonte: http://www.indiosonline.net/filme-documentario-sobre-os-pataxo-hahahae/

Valeu e até mais!!!!

Oficina de Roteiro Cine Ruby

 

A oficina de roteiro, ministrada por Clarissa Rebouças, destina-se a pessoas que estejam interessadas em aprender os princípios básicos da narrativa de roteiro de ficção. O objetivo da oficina é que os alunos saiam com conhecimento suficiente para escrever um roteiro de curta ficção. Esta oficina de roteiro é a contra partida do projeto Cine Ruby, contemplado pelo Fundo de Cultura, através do Demanda Espontânea.

Quando? 28/05 a 01/06 das 09h as 13h.

Quanto? Gratuita.

Onde? DIMAS, Rua General Labatut, 27, Barris.

Inscriçõeshttp://oficinaroteiro.blogspot.com.br/ até 04/05.

Informações: oficinaderoteirocine@gmail.com

Participe!

Cabelo Moicano

Êa, galera esperta!

Se você tem esse corte de cabelo maneiro aprenda de onde ele veio e o que ele representa.

O moicano é um corte de cabelo de origem indígena que era usado pelos povos moicanos, iroqueses e cherokees.

Este corte de cabelo tem envolvimento direto com os índios moicanos que preferiam morrer a deixar serem controlados pelos homens brancos que chegaram a seus territórios; por isso, os punks usam este tipo de corte para simbolizar a sua ideologia com o lema: “é preferível morrer do que viver como um fantoche”.

O estilo caracteriza-se por possuir uma crista no meio da cabeça geralmente raspada dos lados, embora, historicamente, os indígenas arrancavam os cabelos dos lados ao invés de rasparem.

São dois tipos de cortes moicano:

  • Moicano spikes: é o moicano que em vez de uma crista possui espinhos.
  • Moicano leque: É aquele que é uma crista perfeita, geralmente raspado dos lados.

Agora escolha seu estilo e represente bem esse corte de cabelo.

Valeu, galera, um forte abraço!

Fontes : http://pt.wikipedia.org/wiki/Moicano_%28corte_de_cabelo%29

Projeto Leituras Públicas na Biblioteca

Na próxima quinta-feira (26), a Biblioteca recebe a estreia do projeto Leituras Públicas, que tem como objetivo fomentar a leitura através da aproximação entre o público e o autor. O evento acontece no Quadrilátero, a partir das 17h, e tem entrada gratuita.

Nesta primeira edição, os escritores convidados são Lima Trindade, Tom Correia, Gustavo Rios e Elieser César, autores do livro As Baianas. Além de fazer a leitura de trechos do livro, os escritores responderão a perguntas sobre a obra, mediadas pela jornalista Renata Rocha.
Os encontros do projeto Leituras Públicas acontecerão uma vez por mês, até março de 2013, trazendo sempre um escritor diferente para falar sobre sua obra.  Com esta ação, a Diretoria do Livro e da Leitura da Fundação Pedro Calmon/SecultBA pretende fomentar a cultura da leitura de livros na Biblioteca e o reconhecimento da importância do livro na vida do cidadão, que tem a oportunidade de ouvir os autores lendo suas obras e conversar com eles.
Quando: 26 de abril, às 17h
Onde: Quadrilátero da Biblioteca (térreo)
Quanto: Gratuito