Lavagem do Bonfim

Pessoal,

Hoje vamos falar de uma das manifestações populares mais tradicionais da Bahia.

Trata-se da lavagem das escadarias da Igreja do Senhor do Bonfim.

Essa festividade teve início por volta de 1773. Naquele época, a Igreja era lavada por negros e negras, que preparavam o ambiente para grande festa. Nesse processo, muitos deles passaram a assimilar o santo católico a o orixá Oxalá considerado pela religião do candomblé como o pai de todos os orixás.

Devido a aproximação da religião de matriz africana com as imagens católicas, ficou proibido pala arquidiocese de Salvador, que a lavagem fosse feita na parte interna de Igreja, permitido a penas que os adeptos realizassem o ritual a partir das escadarias e o adro.

Contudo, a proibição não foi um empecilho para o sincretizarmo religioso. E mesmo com as portas da Igreja fechadas durante a celebração, nunca deixou faltar muita fé, devoção e alegria.

Essa tradição que se mantém viva até hoje, atrai pessoas de outros estados e de vários interiores da Bahia. Nesse dia, os fiéis chegam com as suas famosas carroças enfeitadas para participar do evento, a festança começa com a saída do cortejo da Igreja da Conceição em direção à Colina Sagrada, numa distância de aproximadamente oito Km, mantendo a tradição de que “quem tem fé, vai à pé”. Durante o trajeto, muitas baianas dão banho de água de cheiro para tirar o mal olhado e refrescar o calor.

A chegada da procissão nas escadarias é uma explosão de alegria, com uma multidão vestida de branco entoando cânticos em homenagem ao Senhor do Bonfim. E enquanto as baianas lavam as as escadarias e o adro ao som dos atabaques, outras pessoas rezam agradecendo as graças alcançadas.

Esse evento é sobre tudo, uma demonstração de fé que une a devoção católica ao cultos afro-descendentes.

Os festejos seguem por várias partes da região do Comércio, com festas para todos os gostos que vão até altas horas.
É só ir e conferir!

* Adro é o nome pelo qual é chamada a área externa, em geral cercada, das igrejas. Por extensão, o nome também pode designar, em arquitectura, os terrenos margeantes duma construção. Pode, ainda, ser usada como sinônimo de períbolo e átrio.(Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Adro_(arquitetura)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s