Janelas do Casarão do MAM-BA abrem após mais de uma década

Olá amigos, venho aqui para convida-los para a bela exposição de Rubem Valentim no MAM-BA, e apreciar a vista da Baía de Todos os Santos das janelas centenárias do Solar do Unhão.

Gostaram da sugestão! Então saiba mais…

 

Fotos: Andrew Kemp

Busca pela claridade nas obras de Rubem Valentim inspira curadoria para a mudança

O Solar do Unhão, onde se localiza o Museu de Arte Moderna da Bahia desde 1966, foi restaurado pela arquiteta e artista Lina Bo Bardi. Em sua concepção, o Casarão devia permitir ao visitante observar o que estava além da janela, banhado pela Bahia de Todos os Santos. O desejo da artista e arquiteta era que o simbolismo agisse na troca de olhares internos e externos, com a luz atuando sobre as obras de arte, criando luz e sombra. Fechadas há aproximadamente 15 anos, a exposição Rubem Valentim permitiu a reabertura das janelas do Casarão do MAM-BA. Os visitantes podem conferir a mostra e as janelas abertas até 12 de fevereiro.

Rubem Valentim nasceu em Salvador em 1922 e fez história como um dos mestres do construtivismo, reconhecido por ser amante da cultura afro e do candomblé. Participou do movimento de renovação artística da Bahia, ao lado de artistas como Mario Cravo Jr., Jenner Augusto e Lygia Sampaio. Do mesmo modo que Lina Bo Bardi, Valentim também se interessava pela água e pela luz. Em ocasião na Pinacoteca de São Paulo, localizada na Praça da Luz, proclamou “eu procuro a claridade, a luz da luz”.

Um de seus trabalhos no Casarão, Templo de Oxalá, é composto por esculturas brancas que possuem uma ligação direta com a água. As obras de Rubem Valentim ficam expostas no MAM-BA até 12 de fevereiro, data limite para os visitantes vislumbrarem o Casarão do museu com as janelas abertas, em sintonia com as esculturas do mestre da luz.

Curadora da exposição Rubem Valentim e diretora do MAM-BA, Stella Carrozzo explica que “o Templo de Oxalá ficava na sala Rubem Valentim, embora o espaço não fosse adequado, apesar da sua beleza, pois as obras são grandes e precisam de um espaço mais amplo e arejado”. Com o objetivo de que os visitantes circulem entre as esculturas, a curadora preferiu colocá-las no Casarão, devido à sua amplidão física e simbólica.

Exposição

O Museu de Arte Moderna da Bahia apresenta a exposição Rubem Valentim, reunindo obras de diferentes fases do artista baiano, incluindo trabalhos do início de sua carreira, nos anos de 1950 até a década de 1980. Obras do acervo do MAM-BA e de coleções particulares compõem um conjunto que destaca a estruturação da linguagem sígnica que caracterizou a obra do artista, falecido em 1991. As obras estão disponíveis para visitação até o dia 12 de fevereiro.

 

Fonte: http://www.cultura.ba.gov.br/2012/01/26/janelas-do-casarao-do-mam-ba-abrem-apos-mais-de-uma-decada/

Anúncios

Eletricidade – A Física e o Cotidiano

Olá, amigo (a) ! Tudo bem?

Tenho certeza que você já viu de tudo um pouco estudando física, não é mesmo?

Mas ainda assim, algumas dúvidas persistem!

Por exemplo: Quem não vive a se perguntar, como os pássaros repousam nos fios de alta tensão e não tomam choque? Ou o que realmente é eletricidade?

Para responder essas e outras questões a minha indicação hoje é o site A física e o cotidiano. “O objetivo do projeto é mostrar a física a partir de situações que estão a nossa volta e compreender de forma mais crítica o mundo em que vivemos.”

Lá entenderemos melhor sobre temas como: ondas, mecânica, termodinâmica, eletromagnetismo, entre outros assuntos da física que estão presentes em nosso cotidiano e nem nos damos conta.

Então, descubra mais sobre eletricidade, seu funcionamento e utilização, na animação O Passarinho no Cabo de Energia.

Para assistir, clique aqui!

Abraços e até a próxima aventura!


Fala Educação – Conteúdos Educacionais

Pessoal, estou aqui para convidá-los a conferir o que rolou na edição  do programa Fala Educação desta semana.

O Fala Educação, desta semana, traz informações sobre os conteúdos digitais educacionais produzidos por educadores para tornar as aulas mais dinâmicas. A Secretaria de Educação possui um núcleo de educadores voltados para o desenvolvimento de vídeos, jogos e aplicativos educacionais. O conteúdo está disponível no portal da Educação e pode ser baixado sem nenhum custo. O programa de rádio também destaca a convocação de mais 238 professores concursados para atuarem nas escolas estaduais de Salvador e Região Metropolitana. Com esse quantitativo, a Secretaria da Educação totaliza 3.500 convocados no concurso público realizado ano passado. O Fala Educação também traz informações sobre a matrícula na rede estadual. Informações no porta. 

Para acessar clique aqui!

Fonte: http://www.educacao.ba.gov.br./

DESLOQUE-SE DO CENTRO – Verão no SOLAR

Olá, turma!

Galera, durante esse período de férias, estamos fazendo vários convites para vocês.

E hoje, que tal conferir o que de bom está acontecendo no Solar Bala Vista de Brotas?

É isso mesmo!

DESLOQUE-SE DO CENTRO – Verão no SOLAR: 40° de arte, cultura e diversidade – Durante 40 dias, o Cine -Teatro Solar Boa Vista, espaço cultural localizado no Engenho Velho de Brotas, em Salvador, promove uma programação especial de verão. Performances, apresentações, exibições, shows e festas, envolvendo teatro, dança, artes visuais, audiovisual e música, estão no calendário dos eventos, cuja grade completa pode ser consultada no blog do Solar: www.blogdosolar.wordpress.com. A ação também contempla e valoriza o trabalho de artistas e grupos da região, como Sanbone Pagode Orquestra, Vozes do Engenho, Cia. de Teatro Solidário de Brotas, Viola de Marujo, Samba Quem Bossa, Quatro Cantos, Áttomos Cia. de Dança, JRibeiro, dentre outros. O público poderá ainda ter acesso a apresentações internacionais, como o percussionista Guem, natural da Argélia e radicado na França, considerado um dos maiores músicos africanos vivos. Além disso, o Verão no SOLAR terá sessões do Circuito Popular de Cinema e Vídeo e concurso de Street Dance. Cine -Teatro Solar Boa Vista

Agora é só acessar e curtir a toda a programação.

Valeu, galera!

Até a próxima dica!

71 3116-2000 | ctsolarboavista@gmail.com

6/1 a 14/2

Valores variados

http://www.blogdosolar.wordpress.com

Fonte: http://www.agendacultural.ba.gov.br/?s=DESLOQUE-SE+DO+CENTRO+%E2%80%93+Ver%C3%A3o+no+SOLAR%3A+40%C2%B0+de+art

Chamada Pública do cadastro reserva para o Projeto Rede Anísio Teixeira

A Secretaria da Educação, através do Instituto Anísio Teixeira – IAT, informa que estão abertas, a partir de 25 de janeiro de 2012, as inscrições para professores (as) da rede pública estadual que desejam fazer parte da Equipe Pedagógica do Programa Rede Anísio Teixeira, com vistas à formação de cadastro reserva.

Para participar, o (a) professor (a) deve ser ocupante de cargo efetivo do quadro da rede educacional pública do Estado da Bahia, além de ter conhecimentos básicos no uso de tecnologias em sala de aula, bem como ter participado de experiências escolares ou formações que envolvam mídias educacionais.

A coordenação do Programa fará a análise do currículo, observando a formação acadêmica e a profissional, avaliando a titulação e as experiências favoráveis ao perfil, para atuar na Rede Anísio Teixeira, seguindo-se à chamada do (a) selecionado (a) para participar do programa, a partir da demanda por área de atuação (ex. Português, Matemática, História, Geografia, Física, Química, Biologia etc.).

Os (as) interessados (as) deverão preencher a ficha de inscrição e encaminhá-la para o e-mail curriculoredeat@gmail.com, juntamente com o currículo.

Para conhecer a Rede Anísio Teixeira basta acessar ao portal, através do endereço virtual: http://www.iat.educacao.ba.gov.br/node/2275.

Fonte: http://www.iat.educacao.ba.gov.br/node/2684

Em janeiro, a Biblioteca Virtual 2 de Julho destaca a Revolta dos Malês e a Independência de Itaparica

No mês de janeiro, duas datas marcam o calendário de comemorações alusivas à história da Bahia: o dia 7 de janeiro, dia da Independência de Itaparica e o dia 25 de janeiro, que marca a Revolta dos Malês, ocorrida em 1835. Ambas datas ganham destaque no portal da Biblioteca Virtual 2 de julho, www.bv2dejulho.ba.gov.br , na sessão Edições Especiais, com publicações, textos acadêmicos, imagens e documentos sobre as datas, além de uma edição especial do informativo Folha Literária, que circulará a partir de quarta-feira, 25.

Levante Malê – A história conta que na cidade de Salvador, os negros islâmicos que exerciam atividades livres, conhecidos como negros de ganho (alfaiates, pequenos comerciantes, artesãos e carpinteiros), rebelaram-se contra a escravidão, a discriminação e a imposição religiosa do catolicismo. O levante, ocorrido no dia 25 de janeiro de 1835, tinha como objetivo principal a libertação dos escravos. Muitos negros foram julgados pelos tribunais e seus líderes condenados à pena de morte. Outros revoltosos foram condenados a trabalhos forçados, açoites e degredo.

A Biblioteca Virtual 2 de julho publicará diversos conteúdos sobre a Revolta dos Malês. Entre estes documentos, destaca-se a Edição Especial da Folha Literária, que traz, entre outros documentos, uma entrevista com o historiador João José Reis, especialista no tema das revoltas escravas no Brasil.

Itaparica – O destaque da publicação sobre o dia 7 de janeiro no portal da Biblioteca Virtual 2 de julho, foi a antologia poética de autoria da doutora em Lingüística pela Universidade Federal da Bahia (Ufba) e professora do Instituto de Letras da Universidade Católica do Salvador (Ucsal), Lizir Arcanjo Alves. A pesquisadora transcreve e comenta o poema de João de Brito (1845-1913), que foi um dos mais ardorosos cantores dos feitos heróicos da Ilha de Itaparica.

O portal disponibiliza, além de uma exposição fotográfica sobre o tema, uma entrevista com a historiadora Cassimélia Pedreira Barbosa da Costa e o documentário “A Exaltação Festiva da Mestiçagem: o Caboclo de Itaparica, Bahia”, de Gabriel Teixeira, Gal Meirelles e Milton Moura. O documentário reconstitui a comemoração da independência de Itaparica em torno de atuação do grupo Os Guaranis, que desde 1939 se tornou o principal símbolo do desfile que acontece anualmente na cidade, no dia 07 de janeiro.

O objetivo da sessão Edições Especiais da BV2dejulho é publicar mensalmente artigos sobre as datas históricas do mês em curso. São trabalhos produzidos por professores, pesquisadores e estudiosos da História da Bahia, direcionado aos estudantes, especialmente para pesquisas escolares sobre fatos, personalidades, de modo a promover o estudo e a disseminação da nossa história.
A Biblioteca Virtual 2 de julho integra o sistema de bibliotecas da Fundação Pedro Calmon/SecultBA.

 

FONTE: http://www.fpc.ba.gov.br/node/1750

Dica Tecnológica Software Livre – GIMP

Olá, galera!

Hoje, disponibilizamos mais uma dica tecnológica em Software Livre. Nossa postagem está relacionada com a experiência no uso de um programa bem interessante para edição de imagem e animação GIF conhecido como GIMP (GNU Image Manipulation Program). Pense naquela foto do facebook, orkut e twitter que você tenta retocar, colocar um texto, fazer uma montagem ou simplesmente recortar uma parte da imagem. Isso tudo e muito mais você faz no GIMP. Ele é um software livre e não é preciso comprar a licença para usar. Além disso, você pode copiar, modificar, distribuir e oferecer contribuições para a comunidade com objetivo de propor melhorias para o software.

                               Download Clique Aqui

Este e outros programas livres, você pode encontrar em nosso ambiente de apoio.

http://ambiente.educacao.ba.gov.br/ambientes-de-apoio/ambientes/categorias

Casa Afrânio Peixoto exibe o documentário História cultura e patrimônio – A voz da comunidade

A Casa Afrânio Peixoto recebe também o projeto Circuitos Arqueológicos da Chapada Diamantina

O projeto Circuitos Arqueológicos, que promove a preservação dos bens culturais e ecológicos começa, neste domingo dia 22, e percorre até o dia 26 a região da Chapada Diamantina. A caravana, que passa pelas cidades de Lençóis, Wagner, Nova Redenção e Iraquara identifica e pesquisa sítios de arte rupestre, bens paisagísticos e edificações reconhecidas como patrimônios culturais da região.

Na terça-feira (24) acontece visita à Nova Redenção, no Poço Azul, local onde ocorreram achados pré-históricos, incluindo fóssil de preguiça-gigante. Na ocasião, às 20h a diretora da Casa Afrânio Peixoto Sueli Seixas recebe o Secretário de Cultura, Albino Rubim, o diretor do Ipac, Frederico Mendonça, o pesquisador da Ufba Carlos Etchevarne e convidados. Após a apresentação do projeto Circuitos Arqueológicos, ocorre o lançamento do documentário, História Cultura e Patrimônio – A voz da Comunidade.

Na quarta (25) a caravana segue até Iraquara onde haverá circuito-piloto com passagem pela Lapa Doce, Lapa do Sol, Pratinha e Iraporanga, em Iraquara. No mesmo dia será lançada cartilha com roteiro e imagens para as prefeituras trabalharem seus circuitos.

Circuitos Arqueológicos – o projeto começou em 2008 realizando levantamentos dos bens culturais, mobilizações, oficinas e cursos que duraram 15 meses em seis municípios, Lençóis, Palmeiras, Iraquara, Morro do Chapéu, Wagner e Seabra. Cerca de 450 pessoas foram beneficiadas, transformando-se em multiplicadores. A iniciativa é da Fundação Pedro Calmon vinculada a Secretaria de Cultura do Estado (Secult), pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC), e o departamento de Antropologia da Universidade Federal (Ufba).

 

 

Blade Runner – A Casa Afrânio Peixoto, tem a satisfação de convidá-lo para a inauguração do Cine Bugrinha nesta sexta-feira, dia 20, às 18h30, no auditório da instituição, quando ocorre a exibição do longa-metragem de Ridley Scott: Blade Runner – o Caçador de Andróides, um dos filmes cult da década de 1980, que mescla policial noir, caracterizado pelo suspense e histórias policiais, e ficção científica na Los Angeles de 2019.

A escolha do nome deve-se ao romance Bugrinha, best-seller de Afrânio Peixoto, lançado em 1922, importante na literatura brasileira, por antecipar o Movimento Regionalista – 2ª Fase do Modernismo – 1930.

Em 1977, o cineasta lençoense Orlando Senna, adaptou o romance afraniano para a linguagem cinematográfica e realizou o longa-metragem Diamante Bruto; tornando o romance do seu conterrâneo mais conhecido pela comunidade lençoense, no Brasil e em diversos países em que foi exibido.

O romance Bugrinha recebeu no século XX o total de 12 edições, sendo dez em língua portuguesa, um em língua francesa e um em língua espanhola.

Serviço:

Onde – Casa Afrânio Peixoto – Praça Afrânio Peixoto, s/n. Lençóis – Bahia.
Quando – Dia 20, sexta-feira, às 18h30, exibe-se o filme Blade Runner.
Na terça-feira (24), às 20h, ocorre o lançamento do documentário, História Cultura e Patrimônio – A voz da Comunidade.
Contato: (75) 3334-1728 – e-mail: afranio.peixoto@fpc.ba.gov.br
Quanto – Grátis

Fontes: http://www.fpc.ba.gov.br/node/1745

http://www.cultura.ba.gov.br/2012/01/18/secretaria-de-cultura-inicia-primeiro-circuito-de-arqueologia-na-bahia/

3ª Convenção Baiana de Malabarismo, Circo e Arte de Rua

Malabares Mágicos apresenta a terceira edição da Convenção Baiana de Malabarismo, Circo e Arte de Rua

As convenções são uma ferramenta de extrema importância para o crescimento do artista de Circo, da Arte de Rua e do Malabarismo, pois proporciona um amplo e diversificado intercâmbio técnico e artístico entre os artistas, tendo estes a possibilidade de treinar, estudar e divulgar suas linhas de pesquisa tanto para o público em geral quanto para os outros participantes da convenção.

Após o sucesso das edições anteriores da Convenção Baiana de Malabarismo, Circo e Arte de Rua em Salvador, a Malabares Mágicos realiza mais uma edição do evento que, dessa vez, acontece no Vale do Capão. Com projeto contemplado pelo Demanda Espontânea do Fundo de Cultura 2011, o evento conta com uma programação diversificada que inclui espetáculos, oficinas, lançamentos de livros, mesas redondas, cortejos e festejos. A 3ª Convenção Baiana de Malabarismo, Circo e Arte de Rua acontece no período de 25 a 29 de janeiro de 2012 no Circo do Capão (Vale do Capão- Chapada Diamantina/Bahia).

Para participar do evento os interessados deverão se inscrever no site da Convenção, mediante pagamento da taxa de R$ 70,00. A inscrição dá direito a participar de todas as atividades da Convenção, incluindo camping para todos os dias do evento, oficinas, espetáculos e festejos.

Venham ser cúmplice na realização desse sonho que nunca foi de um só!

SERVIÇO

O quê: 3ª Convenção Baiana de Malabarismo, Circo e Arte de Rua

Quando: no período de 25 a 29 de janeiro de 2012

Onde: Circo do Capão (Vale do Capão – Chapada Diamantina/Bahia)

Quanto: R$ 70,00 até o dia 10 de janeiro de 2012

Realização: Malabares Mágicos

Fonte:http://www.cultura.ba.gov.br/2012/01/18/3%C2%AA-convencao-baiana-de-malabarismo-circo-e-arte-de-rua/

Primeira revista impressa no Brasil ganha edição fac-similar histórica

Olá, pessoal!

Tudo bem?

Como estão os passeios e descobertas nestas férias?

Imagino que muito interessantes!

E para ficar ainda melhor, vou fazer um excelente convite.

Vamos ao lançamento da edição fac-similar da primeira revista impressa no Brasil, hoje na Biblioteca Pública do estado da Bahia?

Em 1812, circularam apenas três números da revista, sendo o último, duplo, no mês de março daquele ano, iniciativa do empresário português erradicado na Bahia, Manoel Antônio da Silva Serva. A única coleção de As Variedades faz parte do acervo da Fundação Clemente Mariani, em Salvador.

A edição fac-similar a ser lançada será acompanhada de outra publicação chamada Sobre a Revista As Variedades formando um box. Neste segundo livro conterá quatro ensaios de historiadores e estudiosos da imprensa brasileira. São eles: Cybelle de Ipanema, Renato Berbert, Hélio Vianna e Luiz Guilherme Pontes Tavares, que escreveram ensaios sobre a revista As Variedades ou Ensaios de Literatura.

                                                                                                                                                                                                           

Onde: Quadrilátero (térreo) Rua General Labatut, 27, Barris.

Quando: 23 de janeiro, às 16h30

Grátis / 1.000 boxes com dois volumes cada.

Saibam mais no blog da Biblioteca: Clique aqui! E até lá, abraços!

  • Fac-similar – Relativo a fac-símile.

    Facsimile ou fac-simile (do Latim fac simile = faz igual) é toda cópia ou reprodução que apresenta uma grande semelhança com o original.) Fonte: clique aqui.

 

Fonte:http://bibliotecapublicafpc.blogspot.com/2012/01/primeira-revista-impressa-no-brasil.html?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+BibliotecaPblicaDoEstadoDaBahia+%28Biblioteca+P%C3%BAblica+do+Estado+da+Bahia%29