Seminário discute ensino para estudantes com deficiência visual

Nos dias 21 e 22 de setembro, acontece no teatro do Centro Universitário de Cultura e Arte, em Feira de Santana, o IV Seminário Feirense sobre a Educação e Inclusão Social das Pessoas com Deficiência Visual. Realizado pelo Centro de Apoio Pedagógico ao Deficiente Visual, ligado à Secretaria da Educação do Estado da Bahia, o evento vai discutir alternativas para assegurar que os estudantes com deficiência visual possam ter suas especificidades atendidas e seus direitos respeitados no processo educacional e social.

Entre os temas programados para debate pelo centro, que trabalha especialmente com a formação continuada de professores, estão: ações e desafios da educação especial na perspectiva da educação inclusiva, a empregabilidade das pessoas com deficiência visual: desafios e conquistas, a participação das mães na inclusão das crianças com deficiência visual e a convenção sobre os direitos das pessoas com deficiência. O evento está dividido em palestras, mesas-redondas, debates e apresentações culturais.

 “Os temas são voltados para a inclusão das pessoas com deficiência visual, tanto nas escolas como nas famílias. É preciso consolidar esta discussão com a participação de professores, familiares e da comunidade de uma forma geral para que as pessoas com esta deficiência possam se sentir incluídas nos diversos espaços”, diz João Prazeres, coordenador de Educação Especial da Secretaria da Educação do Estado.

As inscrições são gratuitas e as vagas são limitadas. Os interessados devem realizar a inscrição no Centro de Apoio Pedagógico ao Deficiente Visual, da Fundação Jonathas Telles de Carvalho, na Av. Eduardo Fróes da Mota, no bairro de Santa Mônica. As inscrições também podem ser realizadas pelo e-mail cadvfeira@gmail.com, sujeito a confirmação da vaga. Outras informações também podem ser encontradas no site www.capdvfsa.blogspot.com  ou no telefone (75) 3625-7755.

Fonte: http://www.educacao.estudantes.ba.gov.br/node/2716

Anúncios

Tecnologias educacionais baianas são apresentadas em Congresso Internacional

Os projetos e produtos em educação a distância e as tecnologias educacionais desenvolvidas pela Secretaria da Educação do Estado da Bahia serão apresentados no Congresso Internacional de Educação a Distância. Realizado pela Associação Brasileira de Educação a Distância (Abed), o evento acontecerá em Manaus, de 29 de agosto a 2 de setembro.

Lá, o diretor de Educação a Distância do Instituto Anísio Teixeira (IAT), Rodrigo Aragão, e o coordenador da rede Anísio Teixeira, Yuri Wanderley, vão falar sobre os projetos de educação a distância para a formação de professores, os programas da TV Anísio Teixeira, o Ambiente educacional web e o Professor web.

Conheça o blog do Professor Web

Também falarão sobre os Núcleos de Tecnologia Educacional (NTEs), os pólos da Universidade Aberta do Brasil (UAB) e do Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (EMITec). Além disso, vão apresentar a rede social educacional, que será lançada junto com a segunda fase do Portal da Educação, prevista para dezembro.

Entra na pauta, ainda, os conteúdos do projeto a “Física e o cotidiano”, realizado em parceria com a Universidade do Estado da Bahia (Uneb) e uma série de aplicativos educacionais concebidos por pesquisadores baianos, desenvolvidos e mantidos pela Secretaria da Educação, a exemplo do Ambiente Virtual de Apoio ao Letramento Estatístico (Avale), o Panteon Escolar e o jogo RPG educacional.

Rede Anísio Teixeira – Os projetos são desenvolvidos no IAT, pelo programa rede Anísio Teixeira. Atualmente, além da TV Anísio Teixeira, ele conta com uma equipe interdisciplinar de desenvolvimento de aplicativos educacionais. “A rede Anísio Teixeira tem como objetivo maior se consolidar como centro de prdução de mídias e tecnologias educacionais para a rede pública educacional de ensino. Além disso, visa fomentar a produção nas escolas, por parte de professores e estudantes”, explica Yuri Wanderley.

Novos aplicativos – Para o ano letivo de 2012, estão sendo desenvolvidos sites temáticos das disciplinas de química, português, matemática e ciências. O objetivo deles será disponibilizar conteúdos digitais dessas disciplinas. Ou seja, nas páginas, os estudantes vão encontrar jogos, vídeos, áudios, imagens e textos. A ideia é que eles possam ser tão úteis na vida de alunos e professores como vem sendo o Física do Cotidiano.

Resultado positivo – Com a proposta de ensinar de forma descontraída, o site “Física do Cotidiano” é usado até por redes de ensino privada e, também, em outros estados. Professor do Colégio Adventista de São Caetano, o físico Eduardo Menezes de Souza Amarante difunde os conteúdos na escola particular onde atua, e para colegas de outros estados.

“Uso muito em sala de aula os jogos para aplicação de conteúdos e também indico os conteúdos da página para os estudantes consultarem em casa. O retorno tem sido muito positivo. Até um pai de aluno já mandou um e-mail parabenizando pelo conteúdo”, conta o professor, citando, ainda , ue o site tem sido usado por professores do Maranhão.

Professor de Física do pré-vestibular gratuito do governo do estado, o Universidade para Todos, Samir Ferraz também fala dos resultados positivos que tem obtido com o Ambiente Educacional Web. “Quando trabalhamos mecânica, por exemplo, a matemática que usamos para a resolução dos problemas é um pouco monótona. Então, através do site, posso introduzir a aula com a simulação de um salto de um carro, mostrando como ele é acelerado. Tudo isso ajuda a motivar mais os estudantes e torna o assunto mais compreensível”, destaca o professor.

Produção de conteúdos – Até 2008, a Secretaria da Educação do Estado da Bahia era mera consumidora de mídias e tecnologias educacionais. Com a nova gestão, houve uma preocupação em investir para que passasse ao papel de produtora. Para isso, foi estabelecido um convênio com o Ministério da Educação para a produção de conteúdos digitais educacionais. “Esse convênio possibilitou não apenas que passássemos a produzir, como também a criar uma estrutura de produção”, conta Yuri Wanderley.

O uso dessas tecnologias vai ganhar maior alcance com a implementação da segunda parte do Portal da Educação. Isso porque as tecnologias estarão integradas. Atualmente, o acesso a estas tecnologias se dá através do Ambiente Educacional Web. “Nossa expectativa é que os acessos aumentem com a implementação da segunda etapa do portal, com a divulgação das tecnologias na jornada pedagógica e, também, através dos cursos de formação realizados no IAT”, diz Yuri Wanderley.

Fonte:http://www.educacao.servidores.ba.gov.br/node/2709

Estudantes apresentam experiências científicas no Centro de Convenções

FEIRA É ABERTA AO PÚBLICO DAS 8h às 18 h

 Você quer aprender a fazer um instrumento percussivo com papelão e cola? Quer fazer um doce de banana sem açúcar e uma linguiça de carne do sol? Que tal saber como transformar peças usadas de computadores em arte? E ainda saber como economizar energia dentro de casa? Quer ver um robô que reconhece cores e fala inglês? Estas são apenas algumas das experiências que estão sendo expostas na I Feira de Ciência e Tecnologias Sociais da Educação Profissional da Bahia. A feira começou segunda e prossegue até amanhã (dias 29,30 e 31), no Centro de Convenções, em Salvador. A Feira é aberta ao público das 8h30 às 18h.

As experiências estão sendo demonstradas em estandes por estudantes dos cursos técnicos de nível médio da rede estadual de Educação Profissional. A rede oferta 72 cursos em 28 Centros Territoriais, 22 Centros Estaduais e unidade de ensino na capital e interior. A Feira conta ainda com um estande específico para orientação profissional quando o visitante pode saber mais sobre o que é Educação Profissional, como escolher uma profissão de nível médio e fazer gratuitamente os cursos ofertados. Em outro estande sobre intervenção social, pode usufruir de serviços como aferição de pressão arterial.

Com esse tipo de ação pedagógica, os estudantes têm a oportunidade de interagir com a comunidade colocando em prática os conhecimentos adquiridos em sala de aula, conforme prevê a Educação Profissional da Bahia que tem o trabalho como princípio e a intervenção social como princípio pedagógico.

 Veja abaixo algumas das Tecnologias Sociais apresentadas (assista vídeos e depoimentos no blog: http://educacaoprofissionaldabahia.blogspot.com/

 Robô inteligente – Um robô sensível ao toque e à distância, que identifica cores e pronuncia algumas palavras e frases em inglês. Esta é uma das grandes sensações apresentadas pelos estudantes dos cursos técnicos de nível médio da rede estadual na I Feira de Ciência e Tecnologias Sociais da Bahia. O robô foi desenvolvido durante aulas do curso técnico em Informática do Colégio Estadual Góes Calmon, em Salvador.

Fabricação de Instrumentos – Os estudantes e professores do Centro Estadual de Educação Profissional em Artes e Design, bairro de Nazaré, em Salvador, demonstram como é possível fabricar instrumentos em papelão e apresentar técnicas de restauro de cadeiras. Eles também apresentam técnicas de restauro de documentos antigos e de instrumentos como o violino. Outra tecnologia social que será apresentada se refere à construção de violões pelos próprios estudantes.

Economia de Energia – Os estudantes e professores do curso Técnico em Eletrotécnica do Centro Estadual de Educação Profissional da Bahia (CEEP Bahia), em Águas de Meninos, em Salvador, apresentam uma maquete para demonstrar como fazer uma instalação elétrica residencial de qualidade. Eles apresentam quais são os principais riscos de incêndio como fios sem proteção, eletrodomésticos ligados por meio de contatos fio a fio, disjuntores fora do padrão, dentre outras irregularidades. Por meio do experimento, o público compreende o passo-a-passo para se ter uma rede elétrica segura, além de receber dicas sobre o consumo consciente.

 Linguiça de carne do sol – Estudantes do curso Técnico em Agroindústria do Centro Territorial de Educação Profissional de Itapetinga (CETEP de Itapetinga), em Itororó, apresentam as delícias da culinária regional desenvolvidas com o projeto Embutido de carne do Sol de Itororó. Explicam quais são os métodos para utilizar a carne do sol como matéria-prima para fabricação de linguiça. Também expõem produtos, em fase de teste, como doce de banana sem açúcar e produtos derivados inovadores do maracujá. Já os técnicos em Enfermagem prestarão serviços à sociedade por meio da aferição da pressão arterial e os técnicos em informática apresentaram os benefícios da manutenção de computadores no processo de ensino aprendizagem.

 Sistema Hidropônico – Os estudantes do curso Técnico em Agropecuária do Centro Territorial de Educação Profissional da Chapada Diamantina (CETEP da Chapada Diamantina), em Wagner, apresentam os benefícios trazidos pela Hidroponia, cultivos de plantas na água. Todo o processo para esse tipo de cultivo está ilustrado por um Sistema Hidropônico construído pelos estudantes. A turma do curso de Edificação explica o funcionamento de sistemas elétricos e sistemas hidráulicos através de maquetes. Um pouco da cultura local está representada através de artesanatos em miniaturas, como balaios e caçuás, feitos com cipó ou fibra de bananeiras.

 Sabão com óleo de cozinha – Os estudantes do Centro Estadual de Educação Profissional das Águas (CEEP das Águas), município de Barra, ensinam como ocorre a produção de licores e doces em compotas a partir da apresentação de posteres. Da mesma forma demonstram como ocorre a produção de sabão feito com óleo de cozinha, salientando a importância desse processo para a conservação do meio ambiente.

 Reciclagem de computadores – Os estudantes do Centro Estadual de Educação Profissional em Tecnologia, Informação e Comunicação (CEEP em Tecnologia, Informação e Comunicação), em Lauro de Freitas, trazem o tema “lixo tecnológico”. Mostram como o descarte de computadores pode agredir o meio ambiente e orientar como estas peças devem ser descartadas de forma adequada, inclusive, para fins de reaproveitamento e reciclagem.

 Energia eólica – Os estudantes do Centro Territorial de Educação Profissional do CETEP da Região Metropolitana (CETEP da RMS), em Camaçari, apresentam por meio de uma maquete como ocorre a energia eólica – gerada pelo vento. Este tipo de energia limpa é uma das alternativas buscadas em todo o mundo para o enfretamento de problemas energéticos de forma sustentável, por não causar grandes impactos ambientais.

Aberta seleção para o Programa Jovens Multiplicadores de Cultura

Na última sexta-feira  (dia 26.08), foi lançado o Edital de Seleção do Programa Jovens Multiplicadores de Cultura do Estado da Bahia, numa parceria entre a Secretaria de Cultura, através da Superintendência de Desenvolvimento Territorial da Cultura, a Casa Civil e o Fundo Estadual de Combate à Pobreza. O objetivo é selecionar 440 jovens que participam de Pontos de Cultura do Estado para atuarem como multiplicadores de cultura em áreas de vulnerabilidade social da Região Metropolitana de Salvador e/ou na zona rural do estado. Para participar da seleção, o jovem deve preencher alguns pré-requisitos: ser indicado por um Ponto de Cultura da Bahia; ter entre 16 e 29 anos; possuir renda per capita familiar igual ou inferior à R$ 137,00; e estar inserido no cadastro único para Programas Sociais (CadÚnico). Cada jovem selecionado receberá uma bolsa mensal no valor de R$250,00 durante 12 meses. As inscrições podem ser feitas até 10 de outubro através dos Correios. Os documentos deverão ser enviados para a Secretaria de Cultura da Bahia no endereço: Palácio Rio Branco, Praça Thomé de Souza, s/n – Centro. CEP 40.020-010 – Salvador, Bahia. Outras informações através dos telefones 71 3103-3444/3413/3424 ou do e-mail jovens.multiplicadores@cultura.ba.gov.br

O edital completo está disponível no site  www.cultura.ba.gov.br.

Fonte:http://www.cultura.ba.gov.br/2011/08/25/aberta-selecao-para-o-programa-jovens-multiplicadores-de-cultura/

MAB mostra “a memória da cidade da Bahia” até amanhã

O MAB apresenta até amanhã, 31 de agosto, a exposição “A Memória da Cidade da Bahia no Acervo do Museu de Arte da Bahia”. Montada com curadoria da diretora do museu, Sylvia Athayde, a mostra recorta o que há de mais importante na sua coleção permanente relacionada com a cidade do Salvador do século XVII ao XXI. São mapas, paisagens e monumentos retratados através de variadas técnicas como gravuras, aquarelas, desenhos, litografias, pinturas a óleo sobre tela e fotografias. Entre essas últimas, por exemplo, podem ser apreciados gigantescos painéis fotográficos em preto e branco, que retratam vários aspectos da Cidade do Salvador e que foram feitos a partir das ilustrações do livro “50 Anos de Urbanização: Salvador da Bahia no Século XIX”, da historiadora Consuelo Novais Sampaio.

Fonte: http://dimusbahia.wordpress.com/2011/08/30/mab-mostra-%e2%80%9ca-memoria-da-cidade-da-bahia%e2%80%9d-ate-amanha/

Endereço MAB: Av. Sete de Setembro 2340- Corredor da Vitória

Dia Nacional de Combate ao Fumo

Galera, hoje (29/08) é o Dia Nacional de Combate ao Fumo e para não cair nas armadilhas da indústria do tabaco é bom ficar ligado!

Uma grande parcela do investimento em marketing feito pela indústria do tabaco é direcionada a atrair crianças e adolescentes. Além de embalagens coloridas e com designs elaborados, a indústria introduziu uma ampla variedade de aromas e sabores atraentes, capazes de mascarar o gosto amargo de todos os produtos derivados do tabaco. Ao torná-los mais atraentes e agradáveis ao paladar ou com maior potencial de causarem dependência, esses aditivos aumentam, consequentemente, a possibilidade de causar danos à saúde.

Os aditivos estão nos cigarros, charutos, tabaco sem fumaça, kreteks, bidis e narguilé. Açúcar, mel, cereja, tutti-frutti, menta, baunilha e chocolate, entre outros sabores, visam mascarar tanto o gosto ruim do tabaco, quanto a irritação e a tosse que sua fumaça provoca; e, assim, facilitar a primeira tragada e o desenvolvimento da dependência à nicotina. Vários estudos indicam que os adolescentes são especialmente vulneráveis a esses efeitos e têm maior probabilidade que os adultos de ficar dependentes do tabaco. Muitos dos aditivos, inclusive o açúcar, ao serem queimados durante o ato de fumar, se transformam em substâncias altamente tóxicas e cancerígenas.

O único objetivo da indústria ao acrescentar sabores e aromas ao tabaco é atrair você.

Cuidado com as armadilhas!

E aí? Você tem liberdade de escolha ou não?

Saiba mais sobre o tabagismo: Clique Aqui!

Fonte:http://www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect/acoes_programas/site/home/nobrasil/programa_nacional_controle_tabagismo

Dica do Professor Web – Museu

Olá Pessoal!

Já imaginaram visitar os mais belos museus e exposições de grandes artistas gratuitamente? Sim, isso é possível e o melhor é que vocês nem precisam sair da sua casa ou escola.

O Portal Era Virtual vem realizando um trabalho na virtualização dos museus, reproduzindo-os fielmente e permitindo ao visitante uma visão de 360º, informações sobre as obras de artes, aúdio-guia e outros recursos multimídia.

Com os museus virtuais o professor pode apresentar aos estudantes os importantes museus que retratam a história do nosso País e as renomadas exposições culturais e científicas.

Iniciativas como esta da Era Virtual mostram que ao aliar tecnologia e educação, resulta na democratização do conhecimento e o maior beneficiado é a sociedade.

Gostaram? Então acessem lá!

Nos vemos no Orkut, Twitter, Facebook ou no blog!

Colaboração do Próf de História António Lázaro