O “Internetês” e a Língua Portuguesa

Olá, pessoal!

A cada dia estamos mais envolt@s pelo mundo digital, resultado da evolução tecnológica que trouxe, entre outros aspectos, mudanças na forma com que nos relacionamos e comunicamos.

Não é raro vermos, em um rápido acesso nas redes sociais da internet, uma linguagem diferente, que nem sempre conseguimos identificar ou, poderíamos dizer, “decodificar”: estamos falando do Internetês”.

PW-internetes-2013

No turbilhão das informações automáticas em rede essa forma de expressão pela palavra surgiu entre @s adolescentes que buscam formas rápidas de conversação nas salas de bate-papo, bem como nos mensageiros instantâneos.

Mas, surge o questionamento: quanto o uso desse vocabulário pode influenciar nas relações formais desses jovens?

É necessário o ponderamento e maior consciência por parte d@s usuári@s e adept@s desta prática, pois ao dominarem apenas esta escrita correrão o risco de empobrecerem o seu conhecimento e uso da Língua Portuguesa, fator que pode pesar negativamente em ambientes ou situações em que um bom domínio da linguagem formal é essencial, tal como na escola, ao redigir um texto, no trabalho, etc.

Portanto, é preciso compreender que, por mais que a nossa vivência no ciberespaço influencie as interações sociais fora dele, temos que atentar para o contexto em que estamos inseridos no momento do diálogo, para quem estamos destinando a mensagem, e a partir disso escolhermos entre o formal ou o informal, neste caso o “internetês”.

Nós queremos saber – Vcs usam o internetês com frequência? PQ?

Deixem abaixo os seus comentários.

Vlw, amig@s!”

About these ads

4 thoughts on “O “Internetês” e a Língua Portuguesa

  1. Pingback: Interferência das redes sociais, sms, bate-papos online etc, na escrita dos alunos – “Internetês” | IF ETTec

  2. Olá, Professor Web!
    Antes, quando eu era estudante e adolescente, comecei a usar o “internetês” para me comunicar com meus amigos. A maneira clássica e correta da escrita era careta para eles. Mas um dia, meu pai me alertou sobre o uso das abreviações e pediu que eu prestasse atenção ao modo da escrita, pois mais tarde, em um estágio, trabalho ou mesmo na faculdade, eu deveria escrever da maneira correta, sempre. A partir daí comecei a prestar mais atenção, ler mais e saber distinguir os momentos que eu poderia utilizar estas gírias ou não.
    Fica a dica: escreva o internetês, socialize, mas fique atento ao momento certo de usar esta nova linguagem.
    Um abraço!
    Mariana.

    • Olá, Mariana
      Muito bem!! É importante sabermos separar a forma do uso do internetês com a da linguagem escrita, e você teve uma orientação para os cuidados para essa forma de escrita diferenciada adaptada que é utilizada.

      Obrigado pela contribuição, continuei acompanhando nossas postagens, onde abordaremos temas interessantes com informação e interatividade.

      Abraç@s!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s