O Trabalho na História – Parte I

Olá, Turma!

Já se perguntaram sobre as diversas formas de trabalho na história?

Bem, para entendermos essa história vamos começar pela Revolução Industrial, que foi o principal marco na História do Trabalho.

A história do trabalhador é marcada por constantes lutas e revoluções que refletem as tensões sociais vividas pelos trabalhadores. As lutas entre aqueles que dominam a força de trabalho e os que têm suas forças exploradas constituem o maior embate dentro do sistema capitalista.

Se hoje a classe trabalhadora é resguardada por direitos, que lhes garantem melhores salários, condições ideais de trabalho e tantos outros direitos, houve um tempo que nada disso existia.

Antes da Revolução Industrial no século XVIII a atividade produtiva era manufaturada, um artesão era responsável por todas etapas do processo produtivo, desde a aquisição da matéria-prima até à comercialização. Mas o advento da revolução industrial alterou profundamente a relação entre trabalhador e meio de produção. O artesão passou a trabalhar para um patrão (na qualidade de empregado ou operário), perdendo a posse da matéria-prima, do produto final e do lucro.

Sedentos por lucros cada vez maiores, donos de indústrias exploravam a mão-de-obra de todas as formas. Muitos dos operários viviam em cortiços e eram submetidos a jornadas de trabalho que chegavam até a 80 horas por semana, o salário era medíocre (em torno de 2.5 vezes o nível de subsistência) e tanto mulheres como crianças trabalhavam recebendo um salário ainda menor.

As condições de trabalho impostas pela burguesia industrial resultaram numa serie de revoltas, que reivindicavam: limitação de oito horas para a jornada de trabalho, regulamentação do trabalho feminino, extinção do trabalho infantil, folga semanal e a criação do salário mínimo.

As conquistas obtidas pela classe operária entre os séculos XVIII e XIX transformaram as relações trabalhistas nos séculos posteriores, porém nem tudo está garantido e há muito para ser mudado.

Que tal agora você discutir com seus colegas e professores sobre as revoltas e os movimentos sociais no período da Revolução Industrial Inglesa!

Valeu e até mais!!

About these ads

4 thoughts on “O Trabalho na História – Parte I

  1. Quem diria que a tanto tempo atrais Charles Chaplin já retrataria uma doença tão moderna a L.E.R Lesão por Esforço Repetitivo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s